Compartilhe!

O Ibope-Repucom publicou a atualização das bases digitais dos principais clubes do país, somando os perfis oficiais de cada um deles nas redes sociais mais utilizadas no futebol até agosto de 2019 – facebook, twitter, instagram e youtube. Ao todo, 45 times analisados.

Sobre o Nordeste, são 13 clubes presentes, com o Sport na liderança. No entanto, o Bahia, o concorrente mais próximo, segue tirando a diferença – reduziu em 13 dos últimos 14 meses. O hiato caiu de 131 mil para 114 mil, numa vantagem ainda considerável (até quando?).

No cenário nacional, o leão segue numa parelha disputa pelo 13º lugar. Neste mês, o Botafogo recuperou o lugar, com apenas 2.158 usuários à frente do clube pernambucano, agora em 14º. Entre os outros destaques na região, a dupla cearense, com forte investida mês a mês. Ambos já baixaram para menos de 200 mil a distância em relação ao Vitória, há tempos na 3ª colocação regional.

O critério do instituto para a elaboração do levantamento considera os 20 times classificados à Série A desta temporada e os 25 com as maiores bases digitais nas demais divisões, ou mesmo aqueles sem participação no Campeonato Brasileiro de 2019. No topo da lista combinada, o Flamengo segue abrindo vantagem sobre o Corinthians, numa disputa “particular” pela popularidade. O time carioca, já se aproximando de 24 milhões, colocou 1.502.419 de vantagem sobre o alvinegro – neste mês, ampliou a margem em 195 mil.

A seguir, os cinco quadros sobre o Nordeste, com as respectivas evoluções e as observações do blog sobre os novos dados, contabilizados pela equipe do Ibope até o dia 31 de julho.

Obs 1. O asterisco (*) corresponde à maior evolução no último mês

Obs 2. Uma pessoa pode ter contas em diferentes plataformas, com a lista contando cada uma delas. E também pode, em tese, seguir perfis rivais, também contabilizados nas listas.

1) Na soma das quatro redes quantificadas (facebook, twitter, instagram e youtube), o destaque ficou com o Bahia, que furou o domínio da dupla cearense nos últimos meses. Foram quase 28 mil adesões – o que explica a redução acentuada em relação ao Sport. Falando de Ceará e Fortaleza, a diferença entre eles subiu, de 6.768 para 8.515, ainda pequena para os respectivos padrões. Nesta lista combinada, a única alteração foi proporcionada pelo ABC que passou o Íbis por 44 pessoas!

2) No Facebook, só o Fortaleza conseguiu um crescimento acentuado nesta atualização. Os demais “oscilaram”, com sete clubes tendo queda de até 1.000 pessoas no perfil e cinco com crescimentos até 1.000 . Conforme visto já algumas vezes, os três recifenses registraram decréscimo.

3) Conforme pesquisa do próprio Ibope, o Twitter é a rede mais utilizada pelos brasileiros para debater futebol. Daí, o recorrente crescimento geral – algo só modificado quando o microblog faz varreduras em perfis inativos. Esta é a única rede com três nordestinos acima de 1 milhão.

4) O Instagram traz um acirramento na disputa pela liderança. Embora o Sport siga tendo aqui o maior crescimento em suas redes sociais, o ritmo vem abaixo de Bahia e Ceará, agora a 12.700 e 13.177 seguidores de distância, respectivamente. Se o rimo for mantido, o leão deve perder a liderança em setembro ou outubro. Também existem boas disputas pelo 8º, 10º e 12º lugares.

5) O Youtube vem com o Bahia ampliando a liderança e se aproximando da inédita marca de 100 mil inscritos – que vale uma famosa placa do Youtube. Nos últimos dois meses foram 9,5 mil inscrições no canal do tricolor soteropolitano. De toda forma, Fortaleza e Sport mantêm um rimo acima da média na região. Assim como no Twitter e no Instagram, todos os clubes nordestinos presentes na lista evoluíram os seus quadros – lembrando que o íbis não tem perfil oficial nesta rede.


Compartilhe!