Compartilhe!

O Ibope-Repucom publicou a atualização das bases digitais dos principais clubes do país, somando os perfis oficiais de cada um deles nas redes sociais mais utilizadas no futebol até junho de 2019 – facebook, twitter, instagram e youtube. Ao todo, 45 times analisados.

Sobre o Nordeste, são 13 clubes presentes, com o Sport na liderança. Porém, nos últimos 12 meses, o Bahia, o concorrente mais próximo, tirou a diferença em 11 – caso deste mês, após a breve reação leonina. O hiato caiu de 159 mil para 143 mil – ainda sólido. Por outro lado, o rubro-negro se manteve em 13º lugar na esfera nacional, à frente do Botafogo (+9,7 mil). Entre os outros destaques na região, a dupla cearense, com forte investida mês a mês, deixando o Coxa bem pra trás.

O critério do instituto para a elaboração do levantamento considera os 20 times classificados à Série A desta temporada e os 25 com as maiores bases digitais nas demais divisões, ou mesmo aqueles sem participação no Campeonato Brasileiro de 2019. No topo da lista combinada, o Flamengo segue abrindo vantagem sobre o Corinthians, numa disputa “particular”. O time carioca passou de 23 milhões e já colocou 1.051.223 de vantagem.

A seguir, os cinco quadros sobre o NE e as observações do blog sobre os novos dados.

* A maior evolução no último mês

Obs. Uma pessoa pode ter contas em diferentes plataformas, com a lista contando cada uma delas. E também pode, em tese, seguir perfis rivais, também contabilizados nas listas.

1) Na soma das quatro redes quantificadas (facebook, twitter, instagram e youtube), duas mudanças no ranking regional, com o CSA passando o arquirrival CRB, com o início da participação na Série A, e o Íbis superando o ABC. Ao todo, seis clubes tiveram mais de 10 mil adesões, com Ceará e Fortaleza passando de 60 mil (!) – e a diferença entre eles passou de 7.173 para 7.604.

2) À parte do crescimento acentuado de Ceará e Fortaleza, praxe há meses, o Facebook voltou a “oscilar”, com pequenas mudanças para cima e para baixo, num quadro quase estagnado. Dos 13 nordestinos, 4 tiveram decréscimo – entretanto, sem mudanças no ranking.

3) Conforme pesquisa do próprio Ibope, o Twitter é a rede mais utilizada pelos brasileiros para debater futebol. Daí, o recorrente crescimento geral – algo só modificado quando o microblog faz varreduras em perfis inativos. Esta é a única rede com três nordestinos acima de 1 milhão. Neste mês, uma mudança, com o Fortaleza tomando o 5º lugar do Santa.

4) O Instagram segue com crescimento proporcional acima das outras redes. Com 11 mil novas inscrições, o líder Sport subiu 2,5% em um mês. Ocorreram duas mudanças no ranking: ultrapassado no mês passado, o Ceará voltou a ficar à frente do Fortaleza, no 3º lugar, enquanto o Sampaio fez o mesmo em relação ao Náutico, fechando o top ten.

5) O Youtube vem com a maior mudança no cenário regional. Dando sequência a uma animada disputa, o Fortaleza recuperou a liderança no embalo da campanha do Nordestão, com o título inédito. E o Leão do Pici já colocou 1.310 de vantagem sobre o Leão da Ilha. Nesta corrida ainda há o Bahia, já acima de 86 mil. Qual clube receberá primeiro a famosa placa de “100 mil inscritos”?


Compartilhe!