Compartilhe!

A festa no gol de Felippe Cardoso, com 2 x 0 em apenas 17 minutos. Foto de Stephan Eilert/Ceará.

O Clássico-Rei voltou a ser disputado no Brasileirão após um intervalo de 26 anos. E voltou em alto nível, com 38.421 torcedores presentes num Castelão bem diferente daquele de 1993, num duelo com ambos os clubes acima da zona de rebaixamento. Até então, as campanhas eram idênticas, com 4V, 2E e 6D. Agora, some uma vitória ao vozão e uma derrota ao leão.

Num jogo corrido, os três gols saíram no 1T. Thiago Galhardo e Felippe Cardoso abriram boa vantagem logo início, com o Fortaleza passando a ter a posse de bola (65%), mas sem conseguir infiltrar no campo adversário. Ou seja, uma posse improdutiva. O tricolor só voltou ao jogo no gol de Juninho, cobrando pênalti aos 46 minutos. E haja polêmica na marcação do árbitro Héber Roberto Lopes (e, claro, do VAR), com três lances duvidosos na mesma jogada.

O lance começou com um domínio no braço? A falta foi dentro da área? Aliás, foi falta? Vamos lá. 1. Acho que a bola bateu no braço, e ofensivamente não há exceção. 2. Achei dentro da área. 3. Achei a falta bem duvidosa. O placar de 2 x 1 seria definitivo, mas, aí, devido à ótima atuação do goleiro Diogo Silva no 2T. Com o triunfo, o vozão ampliou o seu histórico no clássico, agora com 63,3% de aproveitamento neste cenário de 1ª divisão. Em dez jogos, apenas um revés, em 1976. Quanto ao Fortaleza, a chance do troco ficou para o returno…

Escalação do Ceará (melhores: 1 Ricardinho, 2 Diogo Silva, 3 Galhardo; pior: Lima)
Diogo Silva; Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio e João Lucas; Fabinho, Ricardinho e Lima (Fernando Sobral, 31/2T); Thiago Galhardo (Pedro Ken, 38/2T), Felippe Cardoso e Leandro Carvalho (Wescley, 21/2T). Técnico: Enderson Moreira

Escalação do Fortaleza (melhor: André Luís; piores: 1 Quintero, 2 Vázquez, 3 Carlinhos)
Felipe Alves; Tinga, Quintero, Roger e Carlinhos; Felipe, Juninho e Romarinho (Edinho, 28/2T); André Luís (Kieza, 34/2T), Wellington SP e Osvaldo (Vázquez, 17/2T). Técnico Rogério Ceni

Clássico-Rei na Série A
1º) 11/11/1973 – Ceará 0 x 0 Fortaleza
2º) 23/03/1974 – Ceará 1 x 1 Fortaleza
3º) 28/09/1975 – Ceará 0 x 0 Fortaleza
4º) 07/09/1976 – Ceará 0 x 1 Fortaleza
5º) 20/11/1977 – Ceará 1 x 0 Fortaleza
6º) 11/12/1977 – Ceará 2 x 1 Fortaleza
7º) 23/04/1978 – Ceará 1 x 1 Fortaleza
8º) 07/09/1993 – Ceará 3 x 1 Fortaleza
9º) 06/10/1993 – Fortaleza 0 x 1 Ceará
10º) 03/08/2019 – Ceará 2 x 1 Fortaleza

O retrospecto na elite nacional
10 jogos
5 vitórias do Ceará
4 empates
1 vitória do Fortaleza

Leia mais sobre o assunto
Ceará x Fortaleza, o clássico-Rei na Arena Vozão ou na Arena Leão 1918?

Em alta, o Clássico-Rei completa 100 anos com duelo programado na Série A

Abaixo, a comemoração de Juninho num pênalti polêmico. Foto de Leonardo Moreira/Fortaleza.


Compartilhe!