Compartilhe!

Rodrigo Baltar/Santa Cruz FC

Pela 4ª vez seguida na temporada, o Santa Cruz foi mandante na Arena Pernambuco, ainda por causa do reparo no gramado do Arruda. Na véspera do 105º aniversário, estreando o novo uniforme alternativo, o tricolor conseguiu a primeira vitória na Copa do Nordeste.

O 1T foi sonolento, com poucas oportunidades de gol, tanto do Santa quanto do ABC. Pelo mandante, a clara dificuldade para a troca de passes verticalizados, com Neto Costa isolado na frente. No visitante potiguar, o excesso de bolas levantadas, quase todas sem perigo – somente uma, aos 28, assustou, com Allan Dias desviando para escanteio. Num jogo pobre tecnicamente, o Santa foi para o vestiário sob vaias.

No 2T, Pipico foi acionado pela primeira vez neste ano. Recuperado de uma lesão muscular na coxa, o centroavante entrou na vaga de Neto Costa. Depois, enfim saiu o gol. Porém, o autor foi um personagem “improvável”, o atacante Jô. Em sua coletiva de apresentação, o jogador disse que fazia poucos gols – de fato, fez apenas 9 nos últimos 3 anos. Pois fez o 1º no ano. Aos 15 minutos, ele recebeu um longo lançamento de Danny Morais, dominou no peito e encheu o pé. Ele estava prestes a ser substituído, mas Lestou recuou na decisão – por alguns minutos. Num sábado de pouca inspiração, aquele gol seria determinante. Se estava faltando qualidade à frente, ao menos a organização se mantinha, para evitar qualquer reação abecedista, o que realmente não aconteceu. Vitória magra, 1 x 0, mas suficiente para elevar o time na tabela e garantir o sorriso em 3 de fevereiro.

Obs. Em quatro mandos na Arena PE em 2019, o Santa Cruz contabilizou 19.767 torcedores, com uma média de 4.941, fraca. Apesar do desempenho (3V e 1D), a volta ao Arruda parece vital.

Escalação do Santa Cruz (melhores: 1 Jô, 2 Danny, 3 Marcos)
Ricardo Ernesto; Marcos Martins, Vitão, Danny e Raphael Soares; Lorenzi, Charles e Allan Dias (Luiz Felipe, 31/2T); Jô (Silas, 23/2T), Neto Costa (Pipico, 11/2T) e Elias Carioca. Técnico: Leston Júnior

Escalação do ABC (piores: 1 Eder, 2 Joilson)
Edson; Ivan, Maurício, Adalberto e Jonathan; Anderson Pedra, Xavier e Joilson (Wanderson, 33/2T); Neto (Kaká, 25/2T), Rodrigo Rodrigues e Eder (Alvares, 21/2T). Técnico: Ranielle Ribeiro

Santa Cruz como mandante na Arena Pernambuco
20 jogos
10 vitórias
7 empates
3 derrotas
61,6% de aproveitamento

Histórico geral de Santa Cruz x ABC (todos os mandos)
55 jogos
28 vitórias tricolores (50,9%)
10 empates (18,1%)
17 vitórias potiguares (30,9%)

A análise do Podcast 45 Minutos (Celso Ishigami, Diego Borges e Rafael Brasileiro):

Andrei Torres/ABC FC


Compartilhe!