Compartilhe!

Guto Mariano (via CBF)

Obs. Não pude assistir ao jogo. Por isso, o texto relata apenas o contexto da competição.

No segundo jogo sob o comando de Milton Mendes, o Santa Cruz conquistou a segunda vitória seguida na Série C. Outra vez com emoção. Há uma semana, marcou no último minuto. Desta vez, abriu o placar com um gol de Dudu aos 23, num chutaço de fora da área, e ainda passou pelo aperreio de ter um pênalti marcado a favor do adversário aos 43 minutos do segundo tempo – porém, o atacante Adauto bateu pra fora.

A vitória sobre o Imperatriz por 1 x 0 garantiu o tricolor no G4 antes mesmo do desfecho da 6ª rodada, no domingo – o time passou justamente o rival Náutico. O resultado também quebrou uma invencibilidade do atual campeão maranhense como mandante nesta temporada. Nos dez jogos anteriores, somando Estadual, Copa do Brasil e Série C, o time tinha 4 vitórias e 6 empates. Caiu diante de um time em recuperação, com um viés diferente na análise, agora com 2V e 2E nos últimos quatro jogos indo do 10º lugar, na lanterna, para a o 4º lugar, na zona de classificação ao mata-mata. Respirou.

Curiosidade – Num confronto inédito, o Imperatriz foi o 424º adversário diferente enfrentado pelo Santa Cruz desde 1914, com 5.155 partidas realizadas pelo time principal do tricolor.

Escalação do Santa Cruz (gol de Dudu aos 23/1T)
Anderson; Marcos Martins, João Victor, William (Vitão) e Bruno Ré; Charles, Allan Dias e Dudu (Elias Carioca); Everton (Marcelo Mattos), Misael e Pipico. Técnico: Milton Mendes

Escalação do Imperatriz
Jean; Jonas, Gustavo Henrique, Renan Dutra e Renan Luís; Xaves, Tibiri (Gabriel) e Daniel Barros; Lucas, Adauto e Júnior Chicão (Val Barreto, e depois Matheus Lima). Técnico: Paulinho Kobayashi

A análise do Podcast 45 Minutos (do minuto 20 ao 42):

Abaixo, o golaço de O Dudu no estádio Frei Epifânio…


Compartilhe!