Compartilhe!

Após dois anos, finalmente o Campeonato Paranaense volta a ter os doze clubes presentes na grade de transmissão. Assim, o montante subiu 14,8% em relação à última edição, de R$ 4,7 mi para R$ 5,4 milhões, ultrapassando o Pernambucano e o Catarinense. O impasse vinha desde 2017, quando a dupla Atletiba comprou a briga com a Globo e não concordou com a proposta – por sinal, chegaram a exibir um clássico no youtube. Na ocasião, a receita da televisão caiu de R$ 8 mi para R$ 6 mi, sem pay-per-view, gerando insatisfação nos dirigentes.

Em 2018 a direção do Coritiba voltou atrás, mas o Athletico bateu o pé. Para a disputa de 2019, os dois deram o aval numa reunião em 30 de novembro. De forma surpreendente, ambos concordaram com a divisão igualitária, de acordo com o site Band B – no caso atleticano, enxergo como uma jogada política, pois o clube deve seguir escalando o Sub 23. Na temporada passada foram três subgrupos da TV, de 600 mil (grandes), 500 mil (médios) e 375 mil (pequenos). Agora, R$ 450 mil para cada – ou seja, Coxa e Paraná deixam de receber R$ 150 mil no novo modelo.

Em 2018, 15 jogos foram transmitidos ao vivo na tevê aberta. Entretanto, os últimos três jogos, com a final do 2º turno e a ida e a volta decisão, não foram exibidos, uma vez que o Athletico (na época, ainda “Atlético-PR”) esteve envolvido. Na disputa pelo título, em 8 de abril, a RPC, a afiliada da Globo no Paraná, exibiu a final entre Corinthians e Palmeiras, do estado vizinho.

Paranaense 2019 // Contrato: Globo (2018-2019)
-Plataforma: tevê aberta (RPC)
-Alcance da TV aberta: PR (10,8 milhões de telespectadores)
-12 clubes (de 11 a 17 jogos para qualquer participante)

Cota de TV: R$ 5,4 milhões
Premiação: nada

Cota 1 (12 times) – R$ 450 mil (Athletico, Cascavel Recreativo, Cascavel, Cianorte, Coritiba, Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá, Operário, Paraná, Rio Branco e Toledo)

Variação nas cotas 2018/2019*
+450 mil – Athletico (não recebeu em 2018)
+75 mil – Cascavel, Cianorte, Foz do Iguaçu, Maringá, Rio Branco e Toledo
-50 mil – Londrina
-150 mil – Coritiba e Paraná
* Cascavel Recreativo e Operário vieram da segunda divisão

Sobre as cotas de outros estaduais
—> BACEMGPAPERJRSSC SP


Compartilhe!