Compartilhe!

Pedro Martins/MoWA Press

No Dia da Independência do Brasil, a Seleção fez um amistoso nos Estados Unidos – algo quase sintomático quando se trata da agenda do escrete nacional, com quase todos os amistosos negociados para fora do país. Considerando o histórico de 977 partidas oficiais, a Seleção Brasileira jogou sete vezes no dia 7 de setembro. Como nas anteriores, venceu.

Curiosamente, três desses jogos ocorreram fora de casa. Se contra colombianos e chilenos a justificativa foi a tabela das Eliminatórias da Copa, contra os EUA, neste novo ciclo de Tite, a explicação é o acerto político da CBF mesmo. Em Nova Jerysey, o Brasil ganhou por 2 x 0, sem dificuldades. No primeiro tempo, quando marcou com Roberto Firmino (cruzamento de Douglas Costa) e Neymar (de pênalti), o time verde e amarelo chegou a ter 70% de posse de bola (terminou com 66%).

A primeira lista de convocados após o Mundial de 2018 trouxe uma mistura remanescentes e estreantes (Arthur, Paquetá e Richarlison entraram em campo). Em relação ao time que perdeu da Bélgica, cinco nomes estiveram em campo no MetLife Stadium: Alisson, Thiago Silva, Philippe Coutinho, Firmino e Neymar. Casemiro foi a exceção, pois cumpriu suspensão nas quartas de final, voltando à titularidade na cabeça de área. Com esta base, Tite mantém a estrutura tática. Ou seja, a princípio, as mudanças devem ser bem pontuais. No próximo dia 11, o Brasil volta a campo nos States, agora contra El Salvador. Os testes devem ser manter, assim com a corrida de Neymar rumo ao topo da artilharia da Seleção (faltam 19 gols).

Escalação do Brasil (melhores: 1 Douglas, 2 Thiago Silva, 3 Neymar)
Alisson; Fabinho, Marquinhos, Thiago Silva (Dedé, 34/2T) e Filipe Luís; Casemiro, Fred (Arthur, 14/2T) e Philippe Coutinho (Paquetá, 25/2T); Douglas Costa (Willian, 14/2T), Firmino (Richarlison, 29/2T) e Neymar (Éverton, 34/2T)

Os maiores artilheiros da Seleção Brasileira (jogos oficiais)
1º) Pelé – 77 gols (92 jogos, 0.83)
2º) Ronaldo – 62 gols (99 jogos, 0.62)
3º) Neymar – 58 gols (91 jogos, 0.63)
4º) Romário – 55 gols (70 jogos, 0.78)
5º) Zico – 48 gols (71 jogos, 0.67)

Brasil de Tite, de 09/2016 a 09/2018
27 jogos (20 sem sofrer gols)
21 vitórias
4 empates
2 derrotas
57 GP e 8 GC
82,7% de aproveitamento

Jogos da Seleção no Dia da Independência
07/09/1965 – Brasil 3 x 0 Uruguai (Mineirão)
07/09/1999 – Brasil 4 x 2 Argentina (Beira-Rio)
07/09/2003 – Colômbia 1 x 2 Brasil (Barranquilla)
07/09/2008 – Chile 0 x 3 Brasil (Santiago)
07/09/2012 – Brasil 1 x 0 África do Sul (Morumbi)
07/09/2013 – Brasil 6 x 0 Austrália (Mané Garrincha)
07/09/2018 – Estados Unidos 0 x 2 Brasil (Nova Jersey)

Pedro Martins/MoWA Press


Compartilhe!