Compartilhe!

Léo Lemos/Náutico

Válido pela 8ª rodada, este jogo havia sido adiado duas vezes por causa das chuvas. Embora as precipitações tenham reaparecido nos Aflitos, desta vez a intensidade foi bem menor e a bola rolou sem problemas. Em campo, num jogo batalhado, o Náutico conseguiu o seu objetivo.

No repeteco da semifinal da Copa do Nordeste, disputada há dois meses, o alvirrubro foi eficiente numa noite com 25 finalizações, com o scout favorável ao visitante (14 x 11). Apesar do desfalque do meia-atacante Clayton, o seu principal destaque, o Botafogo levou bastante perigo à área, mas pecou no último passe, com vários chutes em lances bem marcados.

Num cenário de equilíbrio, o primeiro gol timbu, aos 11/1T, saiu num lance bem executado pelo trio ofensivo. Num contragolpe, Matheus Carvalho puxou a jogada e tocou para Wallace, que enfiou para Thiago, deslocando a marcação. E o jovem atacante mandou para as redes, mantendo a boa fase – rápido e inteligente, o atleta de 18 anos mostra personalidade (4 gols em 5 jogos).

A vitória foi praticamente confirmada aos 36/2T, com Lombardi desviando uma cobrança de escanteio. O zagueiro comemorou bastante, como alívio das últimas falhas – sobretudo no Clássico das Emoções. O “praticamente” se deve ao fato de o Bota ter diminuído e pressionado até os acréscimos, com o apito final aos 52 minutos. Deu timbu, 2 x 1. Como consequência imediata, o time subiu para o 4º lugar, de volta à zona de classificação, com 4V, 3E e 3D.

Escalação do Náutico (melhor: Thiago, 2 Wallace PE, 3 Camutanga)
Jefferson; Hereda, Camutanga, Lombardi e Willian Simões (Erik Daltro, 21/2T); Jiménez, Jhonnatann e Neto Pessoa; Thiago, Wallace PE (Rafael Oliveira, 30/2T) e Matheus Carvalho (Luiz Henrique, 12/1T). Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Escalação do Botafogo-PB (melhor: Marcos Aurélio; pior: Juninho)
Saulo; Neílson, Fred, Willian Goiano e Neuton; Rogério, Marcos Vinícius, Juninho (Dico, 26/2T) e Marcos Aurélio (Erivelton, 29/2T); Felipe Alves (Nando, 11/2T) e Kelvin. Técnico: Evaristo Piza

Histórico de Náutico x Botafogo-PB (todos os mandos)
54 jogos
25 vitórias pernambucanas (46,2%)
12 empates (22,2%)
17 vitórias paraibanas (31,4%)

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli, Celso Ishigami e João de Andrade):

Léo Lemos/Náutico


Compartilhe!