Compartilhe!

Decisivo, Guilherme marcou 2 gols e chegou a 17. Artilheiro. Foto: Anderson Stevens/Sport.

O Sport está de volta à elite nacional. A passagem na Série B foi apenas um bate-volta, justificando o favoritismo com o acesso mesmo num ano afundado em dívidas e com a receita bem diminuta. Para transformar a vaga de “99,99%” para “100%”, o leão ainda passou por um aperreio, iniciado no domingo, diante do Vila Nova, mas encerrado no segundo tempo diante da Ponte, novamente numa Ilha do Retiro cheia.

O time paulista vencia por 1 x 0, gol do ex-rubro-negro Roger, e já havia criado outras oportunidades. Desfalcado de peças importantes, o mandante, nervoso, precisou se reinventar para buscar o resultado. Começou a partir da entrada de Yan no lugar de Marcão, muito mal. E a virada começou logo depois, mas através do principal nome em campo, apagado até então. Técnica, Guilherme tem. Estava faltando arriscar mais, chamar a responsa. E o meia-atacante foi lá e decidiu, num chute de fora da área aos 14, após boa trama, e num rebote aos 47, sacramentando a classificação à Série A de 2020.

Uma vaga merecida, diga-se. Afinal, o Sport é o time que menos perdeu. Apenas 4 vezes em 37 rodadas, deixando claro o nível de competitividade – tendo como contrapartida a falta de contundência em determinados momentos. Restando apenas uma rodada para o fim, o time de Guto também assegurou o vice-campeonato , abaixo apenas o Bragantino “Red Bull”.

Ainda em relação ao jogo, vale destacar que o gol nos acréscimos desencadeou uma festa daquelas na Ilha, com invasão massiva no gramado, com a torcida lavando a alma. E assim o Sport irá para a 38ª participação na primeira divisão em 50 anos de Série A. Parabéns, leão!

Sport na Série B de 2019 (67 pontos em 37 rodadas)
Mandante (19 jogos, 40 pts e 70.1%): 11V, 7E e 1D
Visitante (18 jogos, 27 pts e 50.0%): 6V, 9E e 3D

Escalação do Sport (melhores: 1 Guilherme, 2 Prata, 3 Polli; pior: Marcão)
Luan Polli; Prata, Thyere, Eder e Lazaroni; Marcão (Yan, 11/2T), Charles e Leandrinho (João Igor, 28/2T); Hyuri, Elton e Guilherme. Técnico: Guto Ferreira

Escalação da Ponte Preta (melhor: Roger; pior: Vice)
Ygor; Edilson, Renan Fonseca, Trevisan e Arnaldo; Camilo, Lucas Mineiro e Renato Cajá (Dadá, 37/2T). Araos (Vico, 27/2T), Roger e Marquinhos. Técnico: Juninho (interino)

Histórico geral de Sport x Ponte Preta (todos os mandos)
28 jogos
9 vitórias rubro-negras (32,1%)
9 empates (32,1%)
10 vitórias paulistas (35,7%)

Maiores públicos do leão na Série B de 2019
1º) 24.420 – Sport 0 x 0 Vila Nova (17/11, Ilha)
2º) 22.158 – Sport 1 x 0 Criciúma (09/11, Ilha)
3º) 22.067 – Sport 2 x 1 Ponte Preta (20/11, Ilha)
4º) 19.058 – Sport 2 x 1 Bragantino (07/09, Ilha)
5º) 18.403 – Sport 1 x 1 Guarani (29/07, Arena)

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli, Celso Ishigami e Fred Figueiroa):

Leia mais sobre o assunto
O 6º acesso do Sport à primeira divisão e o 34º da história do Nordeste

Sport garante a 38ª participação na Série A e cota pode saltar em R$ 35 milhões


Compartilhe!