Compartilhe!

Encerrada a participação na Série C, com a desclassificação diante do Bragantino, o Náutico não esperou muito para trabalhar na formação do elenco para a próxima temporada. Se em 2018 começou do zero, literalmente, em 2019 já há um time-base. Além da permanência de Márcio Goiano, que comandou os últimos 14 jogos (8V, 4E e 2D), a direção alvirrubra anunciou a renovação de contrato de quatro jogadores na semana seguinte à perda do acesso.

Na arena, o timbu utilizou 14 atletas. Considerando os onze titulares e os três acionados no decorrer, oito têm contrato para 2019. Além de Bruno, Luiz Henrique e Robinho, da base, e de Jobson, cujo acordo já era mais longo, o campeão estadual renovou com Sueliton, Wallace, Josa e Assis. Porém, houve uma grande baixa: Ortigoza, cuja permanência seria difícil devido à valorização. Autor de 13 gols em 26 jogos, o paraguaio fechou com o Paraná para o returno da Série A.

Numa formação mínima, hoje, faltaria apenas um lateral-direito: Bruno; LD, Sueliton, Rafael Ribeiro e Assis; Josa, Jimenez, Jobson e Luiz Henrique; Wallace e Robinho. O exercício sobre a escalação é válido uma vez que o clube pretende reabrir o estádio dos Aflitos ainda em 2018. A avaliação do elenco segue, assim como a busca pelos primeiros reforços, mas para que a campanha na terceirona transcorra outra vez sem aperreio financeiro, o Náutico precisará reforçar o caixa através da Copa do Brasil – sobre as metas de 2019, escrevi um texto aqui.

Elenco do Náutico na primeira semana pós-Série C (ano = fim do contrato):

2019 – Rafael Ribeiro (zagueiro), Jimenez (volante), Jobson (volante), Sueliton (zagueiro), Wallace Pernambucano (atacante), Josa (volante) e Assis (lateral-esquerdo)

2020 – Bruno (goleiro) e Robinho (atacante)

2021 – Luiz Henrique (volante/meia)


Compartilhe!