Compartilhe!

Léo Lemos/Náutico

Com dois jogos seguidos nos Aflitos, um deles remarcado, a tabela indicava o caminho para o Náutico retornar ao G4 do grupo A. O primeiro passo era vencer o ABC, o lanterna de toda a Série C, há oito rodadas sem vitória. Na verdade, o time venceu apenas na estreia, em 28 de abril, justamente diante do timbu. E o time potiguar, que celebrou o 104º aniversário neste sábado, se manteve como um calo nesta campanha alvirrubra.

Embora tenha ampliado o jejum de vitórias, o visitante arrancou um pontinho nos Aflitos, quebrando os cálculos de classificação imaginados pelos alvirrubros.

O empate em 1 x 1 mantém o Náutico no meio da tabela, com 3V, 3E e 3D, agora bem pressionado para a próxima apresentação, na quarta, contra o Botafogo. Até lá, Dal Pozzo precisa incutir no time a necessidade de melhora nas finalizações, uma bronca recorrente (com 10 gols, tem apenas o 7º ataque da chave).

Diante do ABC, o scout de chutes a gol apontou 15 x 8, demonstrando a visível superioridade no jogo, mas que, por outro lado, não resultou em vitória. Artilheiro do time no ano, com 13 gols, Wallace é um bom exemplo disso. O atacante perdeu duas chances incríveis na reta final, escorando mal dois cruzamentos, na pequena área e outro de cabeça. Outros jogadores também abusaram da má pontaria. Não por acaso, as melhores defesas foram de… Jefferson.

Escalação do Náutico (gol de Thiago aos 31/1T; melhor: Jefferson; pior: Wallace)
Jefferson; Hereda Rafael Ribeiro, Lombardi e Willian Simões; Josa, Luiz Henrique (Neto Pessoa, 22/2T) e Jhonnatann (Wagninho, 39/2T; Thiago, Wallace PE e Matheus Carvalho (Rafael Oliveira, 30/2T). Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Escalação do ABC (gol de Ivan aos 14/2T; melhor: Ivan; pior: Wenderson)
Saulo; Ivan, Richardson, Joécio e Guilherme; Anderson Pedra, Anderson Rosa (Xavier, 38/2T) e Wenderson (Rodrigo Rodrigues, 10/2T); Dione, Jefinho (Caio, 19/2T) e Moisés. Técnico: Roberto Fernandes

Histórico de Náutico x ABC (todos os mandos)
45 jogos
23 vitórias alvirrubras (51,1%)
11 empates (24,4%)
11 vitórias potiguares (24,4%)

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli, Celso Ishigami e João de Andrade):

Léo Lemos/Náutico


Compartilhe!