Compartilhe!

FPF/instagram (@fpfpe)

Texto e dados atualizados até 17 de abril de 2019

Em 2010, a FPF alterou o regulamento do Campeonato Pernambucano, impondo disputas eliminatórias, com semifinal e final. Em 2018, o mata-mata foi ampliado, iniciando nas quartas de final. Neste período, os árbitros sorteados na sede da federação passaram a ficar entre os mais pressionados, certeza – sobretudo pela qualidade técnica do quadro, questionável.

Outros estados também adotaram a fórmula com a obrigatoriedade de uma final, com o peso sobre os árbitros aumentando em todos os cantos. Por aqui, todos os jogos nas edições de 2012, 2013, 2015 e 2016 foram apitados por juízes do quadro local, incluindo aí os “árbitros importados”. Até hoje, três nomes neste contexto, começando com Sandro Meira Ricci, com status da Fifa. Ele foi contratado pela FPF após se desligar da federação do Distrito Federal. Depois, vieram Marcelo de Lima Henrique e Péricles Bassols, oriundos do Rio de Janeiro.

Em relação à decisão, o Estadual de 2014, o 100º da história, foi o primeiro desta era a ter dois árbitros “Fifa”, ambos de fora do quadro da Comissão Estadual de Arbitragem de Futebol (Ceaf-PE). O cenário se repetiu em 2019 por decisão dos finalistas – curiosamente, os mesmos, Náutico e Sport. A diferença é que a federação criou uma taxa extra para a solicitação de árbitros de outros quadros: R$ 10 mil/jogo, fora o custo já diferenciado. Além disso, a regra determina que apenas juízes com a insígnia da Fifa podem ser solicitados. Trata-se de uma “barreira” para que os nomes da Ceaf sigam presentes nos principais jogos da competição.

Neste levantamento, não trato das polêmicas nas finais, algo bem recorrente no período, mas apenas dos nomes sorteados e/ou escolhidos em cada partida, com o ranking geral. Com sete jogos, Emerson Sobral foi o recordista até se aposentar dos gramados – e a quantidade de escalas não significa um bom histórico, frisando. Depois, acabou virando o diretor da Ceaf.

Curiosidade – O recurso do árbitro de vídeo, o VAR, foi utilizado pela primeira vez em PE nas finais de 2017 – na verdade, foi a estreia da tecnologia no Brasil. Depois disso, dois anos sem o VAR…

Número de jogos nos mata-matas do Estadual, com quartas, semi e final (2010-2019)

7 partidas – Emerson Sobral (PE)

6 partidas – Sebastião Rufino Filho (PE) e Nielson Nogueira (PE)

5 partidas – Gilberto Castro Júnior (PE)

4 partidas – Wilton Sampaio (Fifa-GO)

3 partidas – Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ / PE) e Tiago Nascimento (PE) e Péricles Bassols (PE)

2 partidas – Alício Pena Júnior (MG), Cláudio Mercante (PE), Sálvio Spínola (Fifa-SP), Sandro Meira Ricci (Fifa-PE), Leandro Vuaden (Fifa-RS), Gleydson Leite (PE), José Woshington (PE), Luiz Claudio Sobral (PE), Deborah Cecília (Fifa-PE), Diego Fernando Silva (PE) e Ricardo Marques (Fifa-MG)

1 partida – Wilson Luís Seneme (Fifa-SP), Ricardo Tavares (PE), Neilson Santos (PE), Wagner do Nascimento (Fifa-RJ) e Anderson Daronco (Fifa-RS)

Confira a lista completa de árbitros no mata-mata pernambucano.

2010
Semifinal
Central 0 x 3 Sport – Alício Pena Júnior (MG)
Sport 1 x 0 Central – Leandro Vuaden (Fifa-RS)
Santa Cruz 0 x 0 Náutico – Wilton Sampaio (DF)
Náutico 1 x 0 Santa Cruz – Wilson Luís Seneme (Fifa-SP)

Final
Náutico 3 x 2 Sport – Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Sport 1 x 0 Náutico – Alicio Pena Júnior (MG)

2011
Semifinal
Sport 3 x 1 Náutico – Cláudio Mercante (PE)
Náutico 3 x 2 Sport – Sálvio Spínola (Fifa-SP)
Porto 1 x 2 Santa Cruz – Emerson Sobral (PE)
Santa Cruz 3 x 1 Porto – Emerson Sobral (PE)

Final
Sport 0 x 2 Santa Cruz – Cláudio Mercante (PE)
Santa Cruz 0 x 1 Sport – Sálvio Spinola (Fifa-SP)

2012
Semifinal
Náutico 1 x 2 Sport – Ricardo Tavares (PE)
Salgueiro 2 x 1 Santa Cruz – Nielson Nogueira (PE)
Sport 0 x 0 Náutico – Sandro Meira Ricci (Fifa-PE)
Santa Cruz 3 x 1 Salgueiro – Sebastião Rufino Filho (PE)

Final
Santa Cruz 0 x 0 Sport – Neilson Santos (PE)
Sport 2 x 3 Santa Cruz – Sandro Meira Ricci (Fifa-PE)

2013
Semifinal
Santa Cruz 1 x 0 Náutico – Gleyson Leite (PE)
Náutico 2 x 1 Santa Cruz – Gilberto Castro Júnior (PE)
Ypiranga 1 x 5 Sport – Nielson Nogueira (PE)
Sport 4 x 2 Ypiranga – Tiago Nascimento (PE)

Final
Santa Cruz 1 x 0 Sport – Nielson Nogueira (PE)
Sport 0 x 2 Santa Cruz – Gilberto Castro Júnior (PE)

2014
Semifinal
Santa Cruz 3 x 0 Sport – Gilberto Castro Júnior (PE)
Sport (5) 1 x 0 (3) Santa Cruz – Sebastião Rufino Filho (PE)
Salgueiro 2 x 0 Náutico – Sebastião Rufino Filho (PE)
Náutico (5) 1 x 0 (3) Salgueiro – Emerson Sobral (PE)

Final
Sport 2 x 0 Náutico – Wilton Sampaio (Fifa-GO)
Náutico 0 x 1 Sport – Leandro Vuaden (Fifa-RS)

2015
Semifinal
Santa Cruz 4 x 0 Central – Sebastião Rufino Filho (PE)
Salgueiro 2 x 0 Sport – Emerson Sobral (PE)
Sport 1 x 1 Salgueiro – Marcelo de Lima Henrique (PE)
Central 0 x 2 Santa Cruz – Nielson Nogueira (PE)

Final
Salgueiro 0 x 0 Santa Cruz – Marcelo de Lima de Henrique (PE)
Santa Cruz 1 x 0 Salgueiro – Emerson Sobral (PE)

2016
Semifinal
Santa Cruz 3 x 1 Náutico – Sebastião Rufino Filho (PE)
Sport 1 x 0 Salgueiro – Tiago Nascimento (PE)
Náutico 1 x 2 Santa Cruz – Emerson Sobral (PE)
Salgueiro (4) 1 x 0 (5) Sport – Gleydson Leite (PE)

Final
Santa Cruz 1 x 0 Sport – Emerson Sobral (PE)
Sport 0 x 0 Santa Cruz – Sebastião Rufino Filho (PE)

2017
Semifinal
Santa Cruz 1 x 0 Salgueiro – Deborah Cecília (PE)
Sport 3 x 2 Náutico – Wagner do Nascimento (Fifa-RJ)
Salgueiro 2 x 0 Santa Cruz – José Woshington (PE)
Náutico 1 x 1 Sport – Anderson Daronco (Fifa-RS)

Final
Sport 1 x 1 Salgueiro – José Woshington (PE)
Salgueiro 0 x 1 Sport – Wilton Sampaio (Fifa-GO)

2018
Quartas de final
Sport 3 x 0 Santa Cruz – Nielson Nogueira (PE)
Central 3 x 2 América – Péricles Bassols (PE)
Salgueiro 1 x 0 Vitória – Luiz Claudio Sobral (PE)
Náutico 1 x 0 Afogados – Gilberto Castro Júnior (PE)

Semifinal
Central 1 x 0 Sport – Ricardo Marques (Fifa-MG)
Náutico 2 x 0 Salgueiro – Tiago Nascimento (PE)

Final
Central 0 x 0 Náutico – Péricles Bassols (PE)
Náutico 2 x 1 Central – Nielson Nogueira (PE)

2019
Quartas de final
Náutico 3 x 0 Vitória – Diego Fernando Silva (PE)
Salgueiro 2 x 1 Central – Luiz Claudio Sobral (PE)
Sport 4 x 0 Petrolina – Péricles Bassols (PE)
Santa Cruz (1) 1 x 1 (3) Afogados – Deborah Cecília (Fifa-PE)

Semifinal
Náutico 2 x 0 Afogados – Gilberto Castro Júnior (PE)
Sport 3 x 1 Salgueiro – Diego Fernando Silva (PE)

Final
Náutico 0 x 1 Sport – Wilton Sampaio (Fifa-GO)
Sport x Náutico – Ricardo Marques (Fifa-MG)


Compartilhe!