Compartilhe!
  • 342
  • 111
  •  
  •  

Com 524 gols entre 1966 e 1987, Simão Teles Bacelar, o “Sima”, é o maior artilheiro da história do futebol do Nordeste, considerando os tentos marcados em clubes da região – ele atuou nos estados do Piauí (489), Bahia (12), Ceará (12), Maranhão (9) e Sergipe (2).

Somando seleções municipais e estaduais, a conta de Sima chega a 549. Neste levantamento, entretanto, o foco é apenas nos clubes, enumerando os maiores goleadores dos times nordestinos, com o sarrafo a partir de 100 gols por distintivo. No caso de Sima, ele aparece 2x na lista, com River (185) e Piauí (171). Outros três jogadores também conseguiram esse feito, Hamilton (Moto Club e Maranhão), Croinha (Maranhão e Fortaleza) e Osni (Vitória e Bahia). Ao todo, 64 nomes passaram de uma centena de gols, sendo que 9 foram além, superando as duas centenas.

No topo desta lista, então, aparece Gildo, do Ceará. Segundo dados do historiador Pedro Mapurunga, também conselheiro do vozão, o atacante anotou 262 gols em 441 partidas pelo clube, com média de 0,59. O curioso é que algumas partidas nos anos 60 seguem sem dados conhecidos, o que pode resultar numa marca até maior para Gildo – que faleceu em março de 2016, aos 76 anos, com a camisa 9 recebendo homenagens do alvinegro.

A apuração para este ranking foi feita a partir dos dados publicados por historiadores e jornalistas da região, como Carlos Celso Cordeiro (PE), Hugo Saraiva (MA), Mário Vinícius Carneiro (PB) e Felipe Leite (SE), além de levantamentos dos próprios clubes, casos de Bahia, Ceará e Ferroviário – por sinal, o tricolor de Salvador é o recordista de artilheiros de três dígitos (tem 12 no total). Possivelmente, alguns dados podem ser conflitantes, embora o objetivo, claro, seja apresentar o quadro mais atualizado possível. Um exemplo é o cenário recifense. Entre 2007 e 2012, com o histórico já conhecido, Carlos Celso chegou a atualizar o nº de gols dos goleadores do trio de ferro, após novas pesquisas (feitas e recebidas). Na ocasião, ele adicionou 9 gols ao tricolor Tará, 2 ao alvirrubro Bita e 1 ao rubro-negro Traçaia – o último registro encontrado, num amistoso contra o Osasuna, na Espanha, em 1957.

Obs. Caso tenha faltado algum nome, o blog está aberto às correções. No caso, com a devida checagem. Ah, vale destacar que alguns clubes tradicionais não têm registros de artilheiros com 100 gols – em campeonatos e/ou amistosos, à parte do debate sobre o nível técnico de cada um. Como, por exemplo, Sampaio (Cabecinha, 91), Campinense (Ireno, 88) e América de Natal (Helinho, 85).

Lista atualizada até 12 de março de 2019

Os maiores goleadores dos clubes do NE (times principais e o período de atuação)
1º) 262 – Gildo (Ceará, 61-71)
2º) 253 – Carlito (Bahia, 46-59)
3º) 244 – Hamilton (Moto Club, 63-68)
4º) 223 – Bita (Náutico, 62-68)
5º) 219 – Jorginho (ABC, 40-60)
6º) 211 – Douglas (Bahia, 72-80)
7º) 210 – Alberi (ABC, 68-84)
8º) 207 – Tará (Santa Cruz, 31-48)
9º) 202 – Traçaia (Sport, 55-62)
10º) 190 – Joãozinho Paulista (CRB, 76-84)
11º) 186 – Riba (Maranhão, 68-84)
12º) 185 – Fernando Carvalheira (Náutico, 31-42) e Sima (River, 77-87)
14º) 183 – Croinha (Maranhão, 60-64)
15º) 181 – Baiano (Náutico, 82-87) e Audair (Confiança, 85-95)
17º) 179 – Kuki (Náutico, 01-09)
18º) 178 – Mário Buchudo (Treze, 49-54)
19º) 174 – Luciano Veloso (Santa Cruz, 68-74)
20º) 171 – Sima (Piauí, 66-76)
21º) 161 – Djalma Freitas (Sport, 59-65)
22º) 158 – Freitas (ASA, 78-80)
23º) 154 – Hamílton (Bahia, 56-66), Geraldino Saravá (Fortaleza, 72-81) e Bacabal (Maranhão, 81-88)
26º) 151 – Mitotônio (Ceará, 41-51) e Adelino (Treze, 69-80)
28º) 150 – Juvenal (Vitória, 43-55)
29º) 148 – Ramón (Santa Cruz, 69-83)
30º) 143 – Betinho (Santa Cruz, 71-80)
31º) 142 – Sérgio Alves (Ceará, 92-09)
32º) 140 – Uéslei (Bahia, 91-05)
33º) 138 – Croinha (Fortaleza, 65-72) e Osni (Bahia, 78-84)
35º) 136 – Leonardo (Sport, 94-04)
36º) 132 – Siri (Vitória, 38-49)
37º) 128 – Marcelo Ramos (Bahia, 91-08) e Clodoaldo (Fortaleza, 99-18)
39º) 125 – Nonato (Bahia, 00-07)
40º) 123 – Fernando Santana (Santa Cruz, 67-74)
41º) 121 – Vareta (Bahia, 35-40) e Pipiu (Ceará, 49-55)
43º) 118 – Ivson (Náutico, 52-57)
44º) 116 – Alencar (Bahia, 59-68)
45º) 115 – Elói de Paula (Santa Cruz, 46-52) e Macaco (Ferroviário, 52-59)
47º) 114 – Bizu (Náutico, 88-94)
48º) 113 – Ivanildo (Náutico, 47-56) e Biriba (Bahia, 57-68)
50º) 112 – Izaltino (Bahia, 47-59)
51º) 111 – Osni (Vitória, 72-76)
52º) 110 – Antonino (Ceará, 51-56)
53º) 109 – Fernando (Ferroviário, 44-64) e Sena (Vitória, 77-80)
55º) 108 – Nino (Náutico, 62-70), Luís Carlos (Sport, 82-87) e Rinaldo (Fortaleza, 04-10)
58º) 107 – Chico Matemático (Botafogo-PB, 69-75)
59º) 106 – Beijoca (Bahia, 70-84)
60º) 105 – Siduca (Santa Cruz, 35-48), Naninho (Sport, 55-57) e Paraíba (Santa Cruz, 50-58)
63º) 104 – Paulo Izidro (ABC, 53-59) e Hamilton (Maranhão, 69-71)
65º) 103 – Ivan (ABC, 95-10) e Magno Alves (Ceará, 10-17)
67º) 101 – Agnaldo (Botafogo-PB, 90-92)
68º) 100 – Zé Eduardo (Ceará, 73-81)

Os 18 clubes com mais artilheiros acima de 100 gols
12x – Bahia
8x – Náutico e Santa Cruz
7x – Ceará
5x – Sport
4x – ABC, Fortaleza, Maranhão e Vitória
2x – Botafogo-PB, Ferroviário e Treze
1x – ASA, Confiança, CRB, Moto Club, Piauí e River

Os estados com mais artilheiros de clubes acima de 100 gols
21x – Pernambuco
16x – Bahia
13x – Ceará
5x – Maranhão
4x – Paraíba e Rio Grande do Norte
2x – Alagoas e Piauí
1x – Sergipe

A seguir, os rankings de cada clube da região…

Bahia-BA (12 jogadores acima de 100 gols; 2 acima de 200)
1º) 253 – Carlito (1946-1959)
2º) 211 – Douglas (1972-1980)
3º) 154 – Hamílton (1956-1966)
4º) 140 – Uéslei (1991-2005)
5º) 138 – Osni (1978-1984)
6º) 128 – Marcelo Ramos (1991-2008)
7º) 125 – Nonato (2000-2007)
8º) 121 – Vareta (1935-1940)
9º) 116 – Alencar (1959-1968)
10º) 113 – Biriba (1957-1968)
11º) 112 – Izaltino (1947-1959)
12º) 106 – Beijoca (1970-1984)

Náutico-PE (8 jogadores acima de 100 gols; 1 acima de 200)
1º) 223 – Bita (1962-1968)
2º) 185 – Fernando Carvalheira (1931-1942)
3º) 181 – Baiano (1982-1987)
4º) 179 – Kuki (2001-2009)
5º) 118 – Ivson (1952-1957)
6º) 114 – Bizu (1988-1994)
7º) 113 – Ivanildo (1947-1956)
8º) 108 – Nino (1962-1970)

Santa Cruz-PE (8 jogadores acima de 100 gols; 1 acima de 200)
1º) 207 – Tará (1931-1948)
2º) 174 – Luciano Veloso (1968-1974)
3º) 148 – Ramón (1969-1983)
4º) 143 – Betinho (1971-1980)
5º) 123 – Fernando Santana (1967-1974)
6º) 115 – Elói de Paula (1946-1952)
7º) 105 – Siduca (1935-1948) e Paraíba (1950-1958)

Ceará-CE (7 jogadores acima de 100 gols; 1 acima de 200)
1º) 262 – Gildo (1961-1971)
2º) 151 – Mitotônio (1941-1951)
3º) 142 – Sérgio Alves (1992-2009)
4º) 121 – Pipiu (1949-1955)
5º) 110 – Antonino (1951-1956)
6º) 103 – Magno Alves (2010-2017)
7º) 100 – Zé Eduardo (1973-1981)

Sport-PE (5 jogadores acima de 100 gols; 1 acima de 200)
1º) 202 – Traçaia (1955-1962)
2º) 161 – Djalma Freitas (1959-1965)
3º) 136 – Leonardo (1994-2004)
4º) 108 – Luís Carlos (1982-1987)
5º) 105 – Naninho (1955-1957)

ABC-RN (4 jogadores acima de 100 gols; 2 acima de 200)
1º) 219 – Jorginho (1940-1960)
2º) 210 – Alberi (1968-1984)
3º) 104 – Paulo Izidro (1953-1959)
4º) 103 – Ivan (1995-2010)

Maranhão-MA (4 jogadores acima de 100 gols)
1º) 186 – Riba (1968-1984)
2º) 183 – Croinha (1960-1964)
3º) 154 – Bacabal (1981-1988)
4º) 104 – Hamilton (1969-1971)

Fortaleza-CE (4 jogadores acima de 100 gols)
1º) 154 – Geraldino Saravá (1972-1981)
2º) 138 – Croinha (1965-1972)
3º) 128 – Clodoaldo (1999-2018)
4º) 108 – Rinaldo (2004-2010)

Vitória-BA (4 jogadores acima de 100 gols)
1º) 150 – Juvenal (1943-1955)
2º) 132 – Siri (1938-1949)
3º) 111 – Osni (1972-1976)
4º) 109 – Sena (1977-1980)

Treze-PB (2 jogadores acima de 100 gols)
1º) 178 – Mário Buchudo (1949-1954)
2º) 151 – Adelino (1969-1980)

Ferroviário-CE (2 jogadores acima de 100 gols)
1º) 115 – Macaco (1952-1959)
2º) 109 – Fernando (1944-1964)

Botafogo-PB (2 jogadores acima de 100 gols)
1º) 107 – Chico Matemático (1969-1975)
2º) 101 – Agnaldo (1990-1992)

Moto Club-MA (1 jogador acima de 100 gols; 1 acima de 200)
1º) 244 – Hamilton (1963-1968)

CRB-AL (1 jogador acima de 100 gols)
1º) 190 – Joãozinho Paulista (1976-1984)

Confiança-SE (1 jogador acima de 100 gols)
1º) 187 – Audair (1985-1995)

River-PI 1 jogador acima de 100 gols
1º) 185 – Sima (1977-1987)

Piauí-PI (1 jogador acima de 100 gols)
1º) 171 – Sima (1966-1986)

ASA-AL (1 jogador acima de 100 gols)
1º) 158 – Freitas (1978-1980)


Compartilhe!
  • 342
  • 111
  •  
  •