Compartilhe!

A antiga Fonte Nova, palco de 26 borderôs com mais de 70 mil espectadores…

Provavelmente, esta lista com os 48 públicos do futebol nordestino acima de 70 mil torcedores é definitiva, pois nenhum estádio comporta esta capacidade. Ao menos com as normas atuais de segurança, que considera apenas torcedores sentados, além das restrições cada vez maiores nos clássicos. No passado, porém, quatro estádios da região chegaram a estipular uma capacidade não de 70 mil, mas de 100 mil torcedores! Em Salvador, Fortaleza, Recife e São Luís.

Na prática, apenas dois conseguiram chegar a este patamar, considerando os borderôs oficiais – com a evasão, é provável que mais jogos tenham alcançado 70 mil e alguns, aqui presentes, tenham passado de 100 mil. O recorde de 118 mil pessoas, no Castelão de Fortaleza, supera a capacidade máxima atual do estádio, já com status de Arena da Copa do Mundo.

Entre os quatro locais (Fonte Nova, Castelão-CE, Castelão-MA e Arruda), apenas o estádio pernambucano segue basicamente do mesmo jeito em relação ao período do recorde, estabelecido em 1993. No caso, com arquibancadas de cimento e um setor de cadeiras – a única diferença foi a colocação de assentos nas sociais. Mesmo assim, capacidade do estádio do Santa foi drasticamente reduzida – de 85 mil nos anos 90 para 55 mil em 2019. Sobre o número de partidas no ranking das multidões, os baianos se aproveitaram bem do gigantismo do Estádio Octávio Mangabeira, o maior da região de 1951 a 2007. Ao todo, 13 Ba-Vis!

Obs. A lista do blog considera o público total divulgado em todos em jogos. Contudo, em algumas épocas apenas os pagantes eram divulgados, pelos clubes e pela imprensa, caso da semifinal do Brasileirão de 88 (Bahia x Flu). Já na final da Copa do Brasil de 94, apesar do borderô com 53.915 pagantes, o Ceará considera um público de 89 mil (35.085 não pagantes!), dado presente na lista.

Nº de borderôs acima de 70 mil pessoas no NE
26x – Fonte Nova
12x – Arruda
6x – Castelão (Fortaleza)
4x – Castelão (São Luís)

Presenças dos nordestinos em jogos a partir de 70 mil no NE
21x – Bahia 
16x – Vitória 
11x – Seleção Brasileira
8x – Santa Cruz
6x – Sport
5x – Náutico
2x – Sampaio Corrêa e Ceará
1x – Moto Club e Fortaleza
1x – Conquista e Central

Presença de clubes visitantes (de fora do Nordeste)
3x – Flamengo* e Palmeiras
2x – Santos, Flamengo e Grêmio
1x – Botafogo*, Fluminense, Inter e Guarani
* Em 1995, Fla e Bota disputaram um clássico no Castelão de Fortaleza

Nº de clássicos acima de 70 mil pessoas
13x – Ba-Vi (BA)
4x – Clássico das Multidões (PE)
3x – Clássico das Emoções (PE)
2x – Clássico dos Clássicos (PE)
1x – Superclássico (MA)
1x – Clássico-Rei (CE)
1x – Clássico da Rivalidade* (RJ)

No quadro baixo, o levantamento está dividido em sete listas, com o ranking geral, os dados de cada estádio e os maiores públicos apenas entre clubes e nos jogos da Seleção Brasileira.

Existem dois asteriscos. No primeiro, a rodada dupla na Fonte com Bahia 1 x 0 Flamengo e Vitória 0 x 1 Grêmio. No segundo, um quadrangular no Arruda, também amistoso, envolvendo Náutico, Santa, Sport e Central – em jogos de 40 minutos. Na final, o timbu venceu a patativa.

O balanço sobre as maiores multidões já vistas no futebol nordestino… 

+100 mil pessoas
2 jogos

De 90 mil a 100 mil pessoas
9 jogos

De 80 mil a 90 mil pessoas
9 jogos

De 70 mil a 80 mil pessoas
28 jogos

A seguir, a evolução dos quatro maiores estádios do Nordeste.

A estrutura da Fonte Nova até 1968. E já era o maior estádio da região
« 1 de 19 »

Leia mais sobre o assunto
Os maiores públicos da história de Pernambuco. Todos acima de 50 mil

A Seleção Brasileira no Nordeste, com os times principal, olímpico e feminino


Compartilhe!