Compartilhe!

A evolução dos percentuais dos clubes nas pesquisas do Datafolha num intervalo de um ano.

A pesquisa de torcida produzida pelo Datafolha em 2019 alimentou um dos temas mais debatidos no Nordeste. Ao contrário do último levantamento, com apenas 14 clubes divulgados (do NE, só Bahia e Vitória), deixando outras torcidas numerosas na opção “outros times”, desta vez foram 18 nomes divulgados. E entrou justamente o quarteto cuja ausência havia chamado a atenção. Ou seja, Sport e Santa Cruz, de PE, e Ceará e Fortaleza, do CE. Então, temos uma base para comparativos, certo? Não exatamente. De acordo com o instituto, o seis nordestinos presentes têm exatamente o mesmo percentual: 1%. Empates no Recife, em Salvador e Fortaleza.

Há uma explicação para um empate deste porte, naturalmente. A metodologia utilizada pelo Datafolha tem como regra a não utilização de casas decimais, arredondando os dados para cima ou para baixo – em 2012, com o empate técnico entre Fluminense e Portuguesa, a polêmica foi tão grande que o instituto acabou revelando as casas decimais, num cenário que obviamente distanciou o Flu da Lusa. Então, os times com 1%, em tese, vão de 0,51% a 1,50%.

Apesar dos percentuais arredondados e dos empates (em 5º, 8º, 10º e 12º), a lista segue uma “ordem” de apresentação dos times, inclusive na reportagem da própria Folha de S. Paulo. Na região, o ranking ficaria assim: 1 Bahia, 2 Sport, 3 Santa, 4 Fortaleza, 5 Vitória e 6 Ceará. Do G7, apenas o Náutico não atingiu 1% – o alvirrubro foi citado pela última vez na pesquisa de 2010.

Na ponta, o Flamengo disparou, com 20%, o que deixa o seguimento entendimento: 1 em cada 5 brasileiros torce pelo clube carioca. E estamos falando de um cenário com 210 milhões de pessoas – não por acaso, pela primeira vez o dado rubro-negro, num cálculo sobre a estimativa populacional, passou de 40 milhões (projeções abaixo). Nesta pesquisa, com a participação de pessoas acima de 16 anos, o número de entrevistados foi um pouco maior que o anterior (2.878 x 2.826). Já a última do Ibope, feita em 2017, teve 6.006.

Datafolha / Brasil 2019
Período: 29 e 30 de agosto de 2019
Público: 2.878 entrevistados (em 175 municípios)
Margem de erro: 2,0%
População estimada (IBGE/2019): 210.147.125

1º) Flamengo – 20,0% (42.029.425)
2º) Corinthians – 14,0% (29.420.597)
3º) São Paulo – 8,0% (16.811.770)
4º) Palmeiras – 6,0% (12.608.827)
5º) Vasco – 4,0% (8.405.885)
5º) Cruzeiro – 4,0% (8.405.885)
5º) Grêmio – 4,0% (8.405.885)
8º) Internacional – 3,0% (6.304.413)
8º) Santos – 3,0% (6.304.413)
10º) Atlético-MG – 2,0% (4.202.942)
10º) Seleção Brasileira – 2,0% (4.202.942)
12º) Botafogo – 1,0% (2.101.471)
12º) Bahia – 1,0% (2.101.471)
12º) Fluminense – 1,0% (2.101.471)
12º) Sport – 1,0% (2.101.471)
12º) Santa Cruz – 1,0% (2.101.471)
12º) Fortaleza- 1,0% (2.101.471)
12º) Vitória- 1,0% (2.101.471)
12º) Ceará- 1,0% (2.101.471)

Outros times – 3,0% (6.304.413)
Sem clube – 22,0% (46.232.367)

O Datafolha também divulgou os rankings das regiões. No Nordeste, o Flamengo segue à frente, com Bahia e Sport aparecendo com as maiores torcidas locais. Mas e o cenário de empate? Neste levantamento, quanto menor a localização, maior a precisão do dado. Ou seja, mesmo que os dois clubes tenham o dobro dos outros quatro “conterrâneos”, no quadro nacional o arredondamento acabou juntando todos – a não ser que se considere que Santa, Fortaleza, Vitória e Ceará têm a mesma quantidade de torcedores fora do NE, algo improvável.

Datafolha / Nordeste 2019
Período: 29 e 30 de agosto de 2019
Público: 424 entrevistados (nº de municípios não divulgado)
Margem de erro: 4,0%
População estimada (IBGE/2019): 57.071.654

1º) Flamengo – 27,0% (15.409.346)
2º) Corinthians – 9,0% (5.136.448)
3º) São Paulo – 6,0% (3.424.299)
4º) Palmeiras – 5,0% (2.853.582)
4º) Vasco – 5,0% (2.853.582)
4º) Seleção Brasileira – 5,0% (2.853.582)
7º) Bahia – 4,0% (2.282.866)
7º) Sport – 4,0% (2.282.866)
9º) Santa Cruz – 2,0% (1.141.433)
9º) Fortaleza – 2,0% (1.141.433)
9º) Vitória – 2,0% (1.141.433)
9º) Ceará – 2,0% (1.141.433)
13º) Botafogo – 1,0% (570.716)
13º) Fluminense – 1,0% (570.716)

Outros times – 2,0% (1.141.433)
Sem clube – 22,0% (12.555.763)

Abaixo, os percentuais nacionais dos clubes do do Nordeste nas últimas cinco pesquisas do Datafolha. Desde 2014, o quadro é apresentado com dados arredondados. O levantamento de 2019, com seis times, igualou o recorde de 2010. Até hoje, o G7 não foi listado inteiramente.

Datafolha 2010
1,27% – Bahia
1,00% – Sport
0,87% – Vitória
0,45% – Náutico
0,42% – Ceará
0,39% – Santa Cruz
N/D – Fortaleza

Datafolha 2012
1,18% – Bahia
1,11% – Vitória
N/D – Ceará, Fortaleza, Náutico, Santa Cruz e Sport

Datafolha 2014
1,00% – Bahia, Sport e Vitória
N/D – Ceará, Fortaleza, Náutico e Santa Cruz

Datafolha 2018
1,00% – Bahia e Vitória
N/D – Ceará, Fortaleza, Náutico, Santa Cruz e Sport

Datafolha 2019
1,00% – Bahia, Ceará, Fortaleza, Santa Cruz, Sport e Vitória
N/D – Náutico

Leia mais sobre o assunto
Datafolha só listou 2 nordestinos em 2018. Afinal, era o número de times no questionário (!)

Ibope projeta pesquisa de torcida em 2020. Será o 6º estudo no século XXI


Compartilhe!