Compartilhe!

Composto por 21 ilhas no Oceano Atlântico, o arquipélago de Fernando de Noronha é habitado por 3.021 pessoas, segundo a estimativa mais recente do IBGE. Todas na maior ilha do território de 26 km², a uma distância de 545 quilômetros do Recife. Surfe, vela, mergulho e trilha estão entre as principais atividades de Noronha, com ampla procura por turistas. Entre os ilhéus, à parte disso, o futebol jamais foi esquecido. A modalidade muda de acordo com o clima no ano (futebol, futsal e beach soccer), mas o ponto principal é, sem dúvida, o Pianão.

O visual lembra qualquer campo de várzea arrumado, mas o local é, oficialmente, um “estádio”. No caso, o Estádio Distrital Salviano José de Souza Neto, o “Pianão”, numa homenagem ao melhor jogador da história da ilha, morto num acidente automobilístico em 2000.

Reformado naquele mesmo ano, o campo, que faz parte da administração da ilha, só voltaria a receber melhorias em 2017, com novos refletores e tela de alambrado, num investimento de R$ 30 mil. Não há arquibancada. No máximo, alguns troncos de coqueiros improvisados. E apesar da alcunha distrital, não está entre os 39 estádios pernambucanos catalogados pela CBF – segundo a última versão do documento, de 2016. Como dimensões oficiais (105m x 68m), o único campo noronhense fica na Vila do Trinta, entre a Vila dos Remédios, a principal, e o Porto de Santo Antônio.

Lá, os cerca de 100 jogadores filiados à associação local se confraternizam a cada edição da Copa Noronha, o torneio amador realizado desde 2003, substituindo o antigo campeonato iniciado em 1989, no ano seguinte à integração das ilhas ao estado de Pernambuco. São seis times, com no máximo 17 nomes por equipe. Quatro delas (Conceição, Três Paus, Trinta e Floresta Nova) representam as pequenas vilas espalhadas na área da ocupação, que toma metade da ilha principal – contudo, o parque nacional marinho detém 65% de todo o território. As demais são formadas por empresas e pousadas locais. Para não atrapalhar a rotina de trabalho, além do sol à pino, boa parte dos jogos ocorre à noite – por isso, não houve disputa em 2016, após uma pane no sistema de iluminação, com demora na reparação.

Campeões da Copa Noronha de Futebol*
5x – Conceição (11, 13, 14, 15 e 17)
3x – Grêmio (03, 07 e 09)
1x – Poty (04), Maravilha (05), Chelsea (06), Zé Maria (08), Vila (10) e União da Ilha (12)
* Disputa adulta, desde 2003

A seguir, um álbum sobre o Pianão, com imagens aéreas e o estado do campo no período chuvoso (de março a junho, época das competições) e no período mais seco (entre outubro e fevereiro). Entre as fotos, registros das páginas da Copa Noronha e da seleção da ilha.


Compartilhe!