Compartilhe!

Rodrigo Baltar/Santa Cruz

Num confronto complicado, o Santa Cruz empatou com o CSA em 1 x 1, no Arruda, e subiu para a liderança do grupo A da Copa do Nordeste – a definição da posição nesta 6ª rodada só acontecerá no próximo domingo, após o Clássico-Rei. Vaga nas quartas vai se aproximando.

Sobre  partida, com menos de 6 mil torcedores, foram dois tempos bem distintos. Em termos de organização, o CSA foi melhor no 1T (quando marcou com Escobar )e o Santa no 2T (quando empatou com Pipico). No geral, diria que o time alagoano foi melhor, sobretudo com mais gás nos minutos finais, já nos acréscimos, quando desperdiçou duas chances para desempatar.

Pelo lado coral, Pipico voltou a ser o destaque pelo regional – na rodada anterior já havia marcado o gol da vitória em São Luís. Em 2019, considerando todas as competições, são 6 gols em 9 partidas. Somando com 2018, quando chegou ao clube, são 12 gols em 18 jogos. Camisa 9 legítimo.

Obs. Santa e CSA não se enfrentavam desde a Copa do Nordeste de 2014. Com o empate, o alviceleste – hoje na condição de time de Série A – chegou a quatro jogos sem derrota diante dos corais (2V e 2E). A última vitória tricolor foi num amistoso em 9 de janeiro de 2011 (4 x 1).

Escalação do Santa (melhores: 1 Pipico, 2 Anderson; pior: Jô)
Anderson; Cesinha, João Victor, William e Bruno Ré; Italo Henrique (Charles, 26/2T), Luiz Felipe e Allan Dias; Jô (Guilherme, 17/2T), Elias (Augusto Potiguar, 19/2T) e Pipico. Técnico: Leston Júnior

Escalação do CSA (melhores: 1 Escobar, 2 Apodi; pior: Cassiano)
João Carlos; Apodi, Gerson, Luciano Castán, Carlinhos (Celsinho, 38/1T); Dawhan, Didira, Mateus Sávio e Manga Escobar (Bruno Ramires, 33/2T); Robinho (Cassiano, 22/2T) e Patrick Fabiano. Técnico: Marcelo Cabo

Histórico geral de Santa Cruz x CSA (todos os mandos)
57 jogos
29 vitórias tricolores (50,8%)
12 empates (21,0%)
16 vitórias alagoanas (28,0%)

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli, Lucas Fitipaldi e Rafael Brasileiro):

Live FC/reprodução


Compartilhe!