Compartilhe!

Após duas temporadas de transição, o Campeonato Pernambucano passará a ter uma “pirâmide” definida a partir de 2019. Serão dez clubes na primeira divisão (Série A1) e dez clubes na segunda divisão (Série A2), com os rebaixamentos do 9º e 10º lugares e os acessos do campeão e do vice, respectivamente. Além disso, o futebol local passará a contar com uma terceira divisão (Série A3), anunciada em maio e agora com mais detalhes revelados.

A terceirona também terá duas vagas de acesso, ao campeão e ao vice, fazendo com que a segundona também passe a rebaixar os dois últimos colocados. E a formatação disso tudo é o grande trabalho da FPF neste momento, com a elaboração dos critérios técnicos para a participação tanto na A2 quanto na A3 em 2019. E o regulamento da segundona desta temporada, com início marcado para 25/08, traz os primeiros detalhes, através do parágrafo 6º do artigo 3º do capítulo III (print abaixo).

Curiosidade: um clube participante da Série A3 do Pernambucano demoraria, no mínimo, sete anos para disputar a Série A do Brasileiro, pois teria que chegar à elite local para disputar uma vaga na Série D (no ano seguinte), para tentar três acessos nacionais. A pirâmide é enorme.

A terceira divisão do Estadual já existiu em um breve período, com apenas três edições: 2000 (Ferroviário do Cabo), 2001 (Itacuruba) e 2002 (Vera Cruz), servindo apenas como testes para clubes recém-profissionalizados. Quando acabou, a A2 ficou ‘aberta’ aos filiados interessados.

Nº de clubes em 2002 (última temporada com 3 séries em PE)
1ª divisão – 10 (2 descensos)
2ª divisão – 14 (2 acessos, sem rebaixamento*)
3ª divisão – 13 (1 acesso)
* A composição da A2 era aberta aos filiados profissionais mais tradicionais

Nº de clubes em 2019 (próxima temporada com 3 séries em PE)
1ª divisão – 10 (2 descensos)
2ª divisão – 10 (2 acessos e 2 descensos)
3ª divisão – a definir (2 acessos)

Agora, uma breve explicação sobre a distribuição dos clubes do estado em 2019…

1ª divisão em 2019
É a composição mais simples de explicar, uma vez que os nove primeiros colocados do campeonato estadual de 2018 foram conhecidos há meses, restando apenas uma vaga, ao campeão da segundona desta temporada. Com dez clubes, a competição encerra a redução de participantes programada pela FPF – a última edição com esta quantidade foi realizada em 2007. 

–> 9 times garantidos: Afogados, América, Central, Flamengo de Arcoverde, Náutico, Salgueiro, Santa Cruz, Sport e Vitória 

–> 1 time a definir: campeão da A2 de 2018

2ª divisão em 2019
O regulamento da Série A2 de 2018 é um pouco complexo em relação à composição de 2019. De cara, é preciso desconsiderar, claro, o campeão da segundona deste ano, o único time com acesso, e incorporar os quatro rebaixados na Série A1 em 2017 em 2018 – Serra e Atlético, que caíram juntos no ano passado, sequer se inscreveram na A2, mas, pelo texto, poderão jogar em 2019. Ou seja, sobram seis vagas para os times em ação na segundona vigente. E aí será preciso considerar o número de participações deles entre 2014 e 2018, sendo o Íbis o único com cinco campanhas.

–> 4 times garantidos (rebaixados da A1): Atlético-PE, Belo Jardim, Pesqueira e Serra Talhada

Número de participações na Série A2 (2014-2018)
5 – Íbis
4 – Centro Limoeirense, Ferroviário do Cabo, Timbaúba e Vera Cruz
3 – Afogados, Barreiros, Cabense e Petrolina
2 – Araripina, Belo Jardim, Decisão, Flamengo, Olinda, Porto e Sete de Setembro
1 – Altinho, Atlético-PE, Chã Grande, Ipojuca, Jaguar, Náutico, Pesqueira, Serrano, Sport, Ypiranga e 1º de Maio

Portanto, a partir da lista acima…

–> 5 times garantidos (caso não subam em 2018): Centro Limoeirense, Ferroviário do Cabo, Íbis, Timbaúba e Vera Cruz

–> 1 vaga a definir (caso não suba em 2018)*: Barreiros, Cabense e Petrolina
* A FPF não detalhou o critério em caso de empate no número de participações na A2

Considerando esses clubes, a formação da 2ª divisão pode ocorrer via lista de espera – tamanha a quantidade de desistências a cada edição, como Chã Grande e Sete de Setembro neste ano.

3ª divisão em 2019
De volta após 17 anos, a terceira divisão pernambucana já tem, em tese, dois clubes. Estreantes na segundona em 2018, Náutico e Sport colocaram equipes Sub 23 na disputa, participando apenas da primeira fase – o regulamento impedia a classificação de ambos às quartas de final. Com apenas uma participação e sem chance de acesso, a manutenção de alvirrubros e rubro-negros na A2, segundo o critério exposto, só seria possível com a desistência de 14 clubes (!), uma vez que todos os outros disputariam o torneio com a condição plena de acesso. Quanto aos demais, prioridade aos clubes recorrentes na A2. Contudo, alguns estão de licença, abrindo a possibilidade de novas equipes profissionais na A3 – que ainda não tem um número definido de participantes.

–> 2 times garantidos (“rebaixados” na A2*): Náutico e Sport
*Os dois clubes participam basicamente como convidados, pois já estão na A1 

–> 12 times garantidos (caso não subam em 2018): Araripina, Decisão, Olinda, Porto, Sete de Setembro, Altinho, Chã Grande, Ipojuca, Jaguar, Serrano, Ypiranga e 1º de Maio.


Compartilhe!