Compartilhe!

No 1T, Charles acertou uma cabeçada no travessão. No 2T, nada. Foto: Heber Gomes/AGIF, via CBF.

Bastante modificado, o Sport foi a Goiânia para encerrar a sua participação na Série B do Campeonato Brasileiro.

Com o acesso já garantido, o clube entrou em campo para tentar melhorar a sua campanha, diante de um time que jogava as suas últimas fichas para subir – o Atlético começou a rodada na 5ª posição. No primeiro tempo, mesmo sem Guilherme (17 gols, artilheiro; suspenso) e Brocador (14 gols; lesionado), o leão levou bastante perigo à barra adversária, com seguidos contragolpes em velocidade. Acertou a trave 2x e exigiu duas boas defesas do Kozlinski.

Já no segundo tempo o time pernambucano se retraiu bastante, praticamento abdicando do ataque – com Guto promovendo mudanças que não somaram à partida. Enquanto isso, o mandante precisava de um gol para se tranquilizar no G4, cuja possibilidade se abriu após o tropeço do América, diante do rebaixado São Bento, dentro do Independência.

Com o apito final, o Sport chegou a 68 pontos e subiu em 4 pontos a sua maior marca na segunda divisão nacional, considerando as cinco campanhas nos pontos corridos. Já o time goiano ainda aguardou mais alguns minutos, até o fim da partida em BH, cuja zebra assegurou o acesso. No placar em GO, 0 x 0. Já em relação ao objetivo, missão cumprida. Para ambos.

Sport na Série B de 2019 (67 pontos em 37 rodadas)
Mandante (19 jogos, 40 pts e 70.1%): 11V, 7E e 1D
Visitante (19 jogos, 28 pts e 49.1%): 6V, 10E e 3D

O histórico do Sport na Série B (pontos corridos)
2006 – 64 pontos, 18V, 10E e 10D; vice*
2010 – 56 pontos, 15V, 11E e 12D; 6ª lugar
2011 – 61 pontos, 17V, 10E e 11D; 4º lugar*
2013 – 63 pontos, 20V, 3E e 15D; 3º lugar*
2019 – 68 pontos, 17V, 17E e 4D; vice*
* Conseguiu o acesso à primeira divisão

Escalação do Sport (melhores: 1 Yago, 2 Willian)
Luan Polli; Raul Prata, Rafael Thyere, Eder (Cleberson, 29/2T) e Sander; Willian Farias, Yago (Marquinho, 34/2T) e Charles (Léo Arthur, 29/2T); Marcinho, Elton e Yan. Técnico: Guto Ferreira

Escalação do Atlético-GO (mehores: 1 Koslinzki, 2 Jorginho)
Kozlinski; Jonathan, Oliveira, Gilvan e Nicolas; Nathan, Moacir (Matheuzinho, 19/2T) e Jorginho; Aylon (Victor Paraíba, 32/2T), Pedro Raul e Mike. Técnico: Eduardo Barroca

Histórico geral de Atlético-GO x Sport (todos os mandos)
9 jogos
3 vitórias rubro-negras (33,3%)
4 empates (44,4%)
2 vitórias goianas (22,2%)

A análise do Podcast 45 Minutos com o balanço do campeonato:


Compartilhe!