Compartilhe!

Cuiabá/twitter (@cuiabaec)

Nesta volta da Série B, o Sport empatou os dois jogos fora de casa. Em ambos, vencia até a reta final. Em Sorocoba, sofreu o gol aos 35, num chutaço de fora da área. Em Cuiabá, levou um gol aos 50 minutos. Entretanto, o 1 x 1 na Arena Pantanal não foi acaso. Não mesmo.

Apesar da vantagem, o rubro-negro pernambucano não jogava bem. Na verdade, talvez tenha feito a sua pior partida como visitante neste Brasileiro, já chegando a 1/4 da tabela disputada. Em termos ofensivos, com Leandrinho no lugar do lesionado Sammir, foram poucas jogadas organizadas, com muita dificuldade no passe – no passe vertical, então, nem se fala.

No 1T, a situação só não ficou pior porque Mailson defendera uma penalidade aos 25 minutos. Uma pênalti inexistente, com o árbitro marcando mão de Thyere – foi bola na mão. Vale destacar que este foi o 4º pênalti errado contra o Sport nos últimos três jogos fora de casa (3 contra, marcados, e um a favor, não marcado). Em péssima noite, o árbitro goiano Andre Luiz de Freitas Castro ainda ignorou um pênalti ao mandante – este sim, existente, cometido por Leandrinho.

Na retomada, Elton voltou na vaga de Hernane e entrou querendo jogo. Num desses lances, a consequência foi um escanteio aos 2 minutos. Guilherme cobrou e Yago cabeceou no cantinho, colocando o leão em vantagem – como também já ficara nos três jogos anteriores. Porém, o time sentou nesta vantagem. Mesmo superior tecnicamente, não fez mais. Assimilou a pressão do tricampeão mato-grossense até o fim, com vários escanteios contrários – o scout apontou 15 x 1! Ainda assim, o 1 x 0 seguiu até os acréscimos, com o leão tendo uma falta no ataque aos 49m40s – seriam 5 minutos adicionais. Acredite, a sequência disso, com direito a uma falta boba de Leandrinho, resultou em mais duas bolas levantadas na área leonina. Na segunda, o zagueiro Anderson Conceição marcou. Empate doloroso, mas junto.

Curiosidade 1 – Num confronto inédito, o Cuiabá foi o 402º adversário diferente enfrentado pelo Sport desde 1905, com 5.155 partidas realizadas pelo time principal do rubro-negro.

Curiosidade 2 – Foi a 1ª vez do Sport na Arena Pantanal, um dos doze palcos da Copa do Mundo de 2014 – entre as lacunas abertas do leão, a Arena das Dunas e a Arena da Amazônia.

Escalação do Sport (melhor: Adryelson; piores: 1 Leandrinho, 2 Ezequiel, 3 Prata)
Mailson; Norberto, Adryelson, Rafael Thyere e Sander (Prata, 26/2T); Yago, Charles (Ronaldo, 48/1T) e Leandrinho; Ezequiel, Brocador (Elton, intervalo) e Guilherme. Técnico: Guto Ferreira

Escalação do Cuiabá (melhor: Anderson Conceição; pior: Rincon)
Victor Souza; Jonas , Willian Barão, Anderson Conceição e Paulinho; Escobar, Djavan (Jean Patrick, 23/2T), Alê e Escudero (Toty, 15/2T); Felipe Marques e Rincon (Caio Dantas, 9/2T). Técnico: Itamar Schulle

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli e Fred Figueiroa):

Cuiabá/twitter (@cuiabaec)


Compartilhe!