Compartilhe!

Foram 10 pontos pra lá, 10 pontos pra cá e o STJD decidiu. A favor do time de Bonito.

Se tem algo comum no futebol pernambucano, é a definição da segunda divisão estadual no tapetão. Quase todos os anos algum clube é punido por escalação irregular, seja porque estava errado mesmo ou na interpretação de algum adversário. E haja paralisação. Em 2019, numa competição prevista para ter quatro fases, a passagem da 1ª para a 2ª durou um mês. Se o objetivo era evitar mais despesas, todo mundo terá que pagar mais um mês de salários.

Após os julgamentos na esfera estadual, o caso da vez foi parar no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, sendo o segundo tema numa pauta com 15 casos em 10 de setembro. Por maioria dos votos, a instância máxima absolveu o Decisão da denúncia sobre o limite extrapolado de transferências interestaduais dentro da competição – um artigo bem confuso (abaixo). Assim, o clube recuperou os dez pontos perdidos, mantendo a campanha original (e a vaga).

Vale destacar que, ao pé da letra, o Decisão foi “punido” no STJD, mas com a pena mínima no artigo 191: R$ 100. O temor do clube era ser punido no artigo 214, no qual perderia os pontos.

Os parágrafos 4º e 5º do artigo 6º regulamento da Série A2
“Os clubes poderão inscrever um número máximo de 4 (quatro) atletas oriundos de outras federações estaduais no período compreendido entre os dias 20/06/2019 até o último dia útil anterior ao início da 7ª (sétima) rodada, não podendo haver substituição de atletas até a data final de registro (06/09/2019).”

“Os atletas oriundos de outras federações estaduais no período compreendido entre os dias de 20/06/2019 até o último dia útil anterior ao início da 7ª (sétima) rodada (06/09/2019), mesmo que transferidos para um outro clube não participante desta competição não poderá ser transferido, mesmo que por empréstimo para qualquer uma das equipes relacionadas no Anexo A.”

Cronologia do tapetão na Série A2 de 2019
25/08 – TJD (1ª Comissão Disciplinar) tira 10 pontos do Decisão
06/09 – TJD (Pleno) revoga punição ao Decisão
08/09 – Última rodada da 1ª fase
10/10 – STJD (Pleno) mantém absolvição do Decisão

E agora?
Com a pontuação original mantida, o Decisão se classificou em 3º lugar. Ao todo, seis clubes avançaram à segunda fase: Retrô (13 pontos), Porto (13), Decisão (12), Vera Cruz (12), Centro Limoeirense (6) e Íbis (6). Com a palavra final do STJD, o 1º de Maio acabou eliminado de fato, junto ao Ipojuca. Com isso, a segunda fase já volta em 13 de outubro, segundo a direção da FPF.

Fórmula de disputa da competição em 2019
1ª fase – 8 clubes em turno único (7 jogos cada); avançam os 6 melhores
2ª fase – 6 clubes em turno único (5 jogos cada); avançam os 4 melhores
3ª fase – 4 clubes em turno único (3 jogos cada); avançam os 2 melhores
4ª fase – Final do campeonato em jogo único


Compartilhe!