Compartilhe!

O futebol pernambucano será representado pelos seus três grandes clubes na Copa do Nordeste de 2020. Com direito a três vagas no torneio, devido ao ranking nacional, o estado terá Náutico, Santa Cruz e Sport juntos pela 8ª vez em 17 edições. Antes, ao longo de 25 anos, o trio de ferro recifense se fez presente em 1994, 1997, 1998, 2001, 2002, 2014 e 2017.

O hiato mais recente se deve ao fato de o Sport ter anunciado a saída da competição no segundo semestre de 2017, numa decisão tomada pelo presidente Arnaldo Barros. E o leão acabou ficando fora em dois anos seguidos, sem qualquer contrapartida técnica ou financeira. Sob nova gestão, o clube protocolou o retorno junto à CBF – já confirmado. Com isso, o clube volta já na fase de grupos, com a benesse de ser o melhor ranqueado do estado nesta temporada.

Vale lembrar que são duas vagas via Ranking da CBF e uma para o título pernambucano de 2019 – com o segundo do ranking entrando na preliminar. Ou seja, Sport (16º) e Santa (28º) já estavam classificados pelo ranking nacional. No caso coral, ao menos na preliminar. Faltava a vaga para o título estadual. Com Náutico x Sport na decisão, o alvirrubro assegurou automaticamente a vaga, pois entraria como campeão ou pelo ranking – afinal, se o rival ficar com a taça, a vaga via ranking passaria ao time seguinte, o timbu (36º). Resta definir, então, a fase de entrada de alvirrubros e tricolores. Passa pela final do campeonato estadual…

Se o Sport for campeão pernambucano:
– Sport e Santa Cruz na fase de grupos (8 jogos)
– Náutico na preliminar (2 jogos, já em maio)

Se o Náutico for campeão pernambucano:
– Sport e Náutico na fase de grupos (8 jogos)
– Santa Cruz na preliminar (2 jogos, já em maio)

No histórico, Pernambucano chega a 45 participações na Copa do Nordeste, com o tricolor sendo o mais recorrente – tomou a dianteira justamente na ausência do rival nos últimos anos. Até esta publicação, uma vez que a edição de 2019 seguem em andamento, o futebol local tem 4 títulos, 2 vices e 11 semifinais. Em relação às finanças, ainda não está confirmada a cota do Nordestão 2020. Porém, como ocorre desde a volta do torneio ao calendário, em 2013, a tendência é aumentar o valor da edição anterior – no caso, R$ 31,4 milhões.

Os representantes pernambucanos na Copa do Nordeste*
1994 (3): Sport (1º), Santa Cruz (7º) e Náutico (12º)
1997 (3): Sport (3º), Náutico (6º) e Santa Cruz (8º)
1998 (3): Santa Cruz (5º), Sport (9º) e Náutico (15º)
1999 (2): Sport (3º) e Porto (10º)
2000 (2): Sport (1º) e Santa Cruz (10º)
2001 (3): Sport (2º), Náutico (3º) e Santa Cruz (5º)
2002 (3): Náutico (3º) e Santa Cruz (4º) e Sport (10º)
2003 (0): os clubes pernambucanos não quiseram disputar
2010 (2): Santa Cruz (8º) e Náutico (10º)
2013 (3): Santa Cruz (6º), Sport (7º) e Salgueiro (13º)
2014 (3): Sport (1º), Santa Cruz (4º) e Náutico (11º)
2015 (3): Sport (4º), Salgueiro (7º) e Náutico (9º)
2016 (3): Santa Cruz (1º), Sport (4º) e Salgueiro (6º)
2017 (3): Sport (2º), Santa Cruz (3º) e Náutico (9º)
2018 (3): Santa Cruz (7º), Náutico (9º) e Salgueiro (15º)
2019 (3): Náutico (semi, em disputa), Santa Cruz (semi, em disputa) e Salgueiro (13º)
2020 (3): Sport (fase de grupos), Santa Cruz (fase a definir) e Náutico (fase a definir)
* Entre parênteses, a colocação no torneio regional

Número de participações na história do Nordestão (1994-2020)
14 – Santa Cruz
13 – Sport
12 – Náutico
5 – Salgueiro
1 – Porto

Número de participações na volta do Nordestão (2013-2020)
7 – Santa Cruz
6 – Náutico e Sport
5 – Salgueiro

Leia mais sobre o assunto
Ofício junto à CBF confirma a volta do Sport à Copa do Nordeste em 2020

Sport x Náutico, a final do Pernambucano de 2019. A 18ª vez na história

Ranking da CBF para 2019 com Sport (16º), Santa Cruz (28º) e Náutico (36º)


Compartilhe!