Compartilhe!

O zagueiro vascaíno Werley chuta pra fora e o Flamengo ganha a Taça Rio nos pênaltis.

Assim como aconteceu no Fla-Flu, durante a semifinal, a decisão da Taça Rio também “mapeou” o Brasil, com 19 estados recebendo o sinal do Maracanã na tarde de 31 de março, um domingo. Neste caso, a transmissão do futebol na Globo foi até mais longa, uma vez que a disputa entre Flamengo e Vasco se estendeu às penalidades. E a final do segundo turno carioca também ocupou o pódio, segundo os dados da Kantar Ibope Media, que mensura 15 metrópoles do país. Desta vez, o trio foi formado por Manaus, Rio e Vitória – na semi, Belém ocupou o lugar da capital capixaba.

Dos 9 estados nordestinos, só a Bahia assistiu a outra partida, com a semifinal interiorana entre Bahia (de Feira) e Vitória (da Conquista) – e o jogo ficou em penúltimo em audiência média. No Recife, com o Campeonato Carioca na “grade global” pela 2ª vez seguida, a audiência média foi “baixa”, com a 12ª posição geral – com a reta final do Pernambucano e a presença do Santa na Copa do Brasil, o futebol local deve voltar à grade em abril.

Devido ao tamanho da região metropolitana, em comparação a outras cidades da lista, o Grande Recife ficou em 4º lugar na lista absoluta, que considera o número de telespectadores. Foram quase 900 mil pessoas sintonizadas no clássico carioca. Por sinal, esta listra traz, pela 2ª vez consecutiva, a Grande São Paulo com mais de 5 milhões de telespectadores, novamente com o Corinthians envolvido – desta vez na semi estadual contra o Santos.

Obs. O blog continuará com publicações semelhantes sempre que for possível mensurar os dados de audiência futebolística na tevê aberta nos 15 mercados, através do Ibope.

Audiência média em pontos (31/03/2019)
1º) 42,2 – Manaus (Vasco (1) 1 x 1 (3) Flamengo)
2º) 33,0 – Rio de Janeiro (Vasco (1) 1 x 1 (3) Flamengo)
3º) 30,5 – Vitória (Vasco (1) 1 x 1 (3) Flamengo)
4º) 29,3 – São Paulo (Corinthians 2 x 1 Santos)
5º) 27,3 – Porto Alegre (Caxias 1 x 2 Internacional)
6º) 26,2 – Belo Horizonte (América-MG 2 x 3 Cruzeiro)
7º) 26,1 – Campinas (Corinthians 2 x 1 Santos)
7º) 26,1 – Brasília (Vasco (1) 1 x 1 (3) Flamengo)
9º) 24,5 – Belém (Vasco (1) 1 x 1 (3) Flamengo)
10º) 22,5 – Fortaleza (Vasco (1) 1 x 1 (3) Flamengo)
11º) 20,3 – Florianópolis (Hercílio Luz 1 x 1 Figueirense)
12º) 20,1 – Recife (Vasco (1) 1 x 1 (3) Flamengo)
13º) 18,3 – Goiânia (Vila Nova 1 x 1 Atlético-GO)
14º) 16,2 – Salvador (Bahia de Feira 2 x 1 Vitória da Conquista)
15º) 16,1 – Curitiba (Coritiba 1 x 0 Paraná)

Audiência média em nº de telespectadores (31/03/2019)
1º) 5,019 milhões – São Paulo (Corinthians 2 x 1 Santos)
2º) 3,310 milhões – Rio de Janeiro (Vasco (1) 1 x 1 (3) Flamengo)
3º) 1,242 milhão – Belo Horizonte (América-MG 2 x 3 Cruzeiro)
4º) 898 mil – Recife (Vasco (1) 1 x 1 (3) Flamengo)
5º) 892 mil – Porto Alegre (Caxias 1 x 2 Internacional)
6º) 772 mil – Fortaleza (Vasco (1) 1 x 1 (3) Flamengo)
7º) 678 mil – Brasília (Vasco (1) 1 x 1 (3) Flamengo)
8º) 621 mil – Salvador (Bahia de Feira 2 x 1 Vitória da Conquista)
9º) 606 mil – Manaus (Vasco (1) 1 x 1 (3) Flamengo)
10º) 603 mil – Belém (Vasco (1) 1 x 1 (3) Flamengo)
11º) 583 mil – Curitiba (Coritiba 1 x 0 Paraná)
12º) 487 mil – Vitória (Vasco (1) 1 x 1 (3) Flamengo)
13º) 478 mil – Campinas (Corinthians 2 x 1 Santos)
14º) 450 mil – Goiânia (Vila Nova 1 x 1 Atlético-GO)
15º) 217 mil – Florianópolis (Hercílio Luz 1 x 1 Figueirense)

Confira os outros rankings de audiência divulgados em 2019:
20/0127/0103/0217/0220/0224/0210/0317/0320/03, 24/03 e 27/03


Compartilhe!