Compartilhe!

Em quase quatro anos, as marcas próprias se espalharam entre times tradicionais do N-NE.

Neste vídeo, comento a situação dos principais clubes nordestinos que engataram a ideia da marca própria, assumindo toda a produção dos padrões, ano a ano – incluindo investimento, criação, distribuição etc. O que você acha? Em 2019, três dos quatro representantes da região na Série A contam com marcas próprias. Play!

A seguir, como complemento da análise de 11 minutos, uma lista atualizada sobre clubes brasileiros que criaram as suas próprias marcas de material esportivo.

Cronologia das marcas próprias dos clubes*
01/2016 – Paysandu (Lobo)
05/2016 – Juventude (19Treze)
09/2016 – Fortaleza (Leão 1918)
01/2017 – Joinville (Octo)
03/2017 – Treze (Galo; depois virou Areno)**
05/2017 – Santa Cruz (Cobra Coral)
11/2017 – Caxias (Bravo35)
12/2017 – CSA (Azulão)
12/2017 – Salgueiro (Carcará)**
12/2017 – River (Carijó)
01/2018 – Central (Patativa)**
03/2018 – Sampaio Corrêa (Tubarão 1923)
04/2018 – Tubarão-SC (Pxis)
08/2018 – Coritiba (1909)
09/2018 – Bahia (Esquadrão)
12/2018 – América-MG (Sparta)
12/2018 – Sergipe (Gipão)
02/2019 – CRB (Regatas)
03/2019 – Náutico (N Seis)
07/2019 – Goiás (Gr33n)
10/2019 – Afogados (Coruja)
* Entre os clubes que disputam o Campeonato Brasileiro
** Marcas já extintas ou suspensas

Leia mais sobre o assunto
Afogados lança 1º uniforme com marca própria. Visando a Copa do Brasil 2020


Compartilhe!