Compartilhe!

Após cinco versões seguidas da “CBF Ordem”, a bola oficial do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil passa a ter um novo design e uma nova nomenclatura, com a “Nike Merlin”.

A principal diferença está na redução de 12 para 4 painéis, com o nº de emendas caindo em 40% – segundo a fabricante, “eliminou pontos duros e criou um ponto ideal para chutes mais precisos”, nada muito diferente das descrições de todas as bolas. Em Pernambuco, esta pelota deve aparecer pouco nesta temporada.

Afinal, é uma versão exclusiva para a Série A, uma vez que as bolas das Séries B, C e D são produzidas pela Topper. A princípio, a nova bola da Nike será utilizada apenas uma vez no estado, com Central x Ceará, em Caruaru, pois os outros três confrontos na 1ª fase do mata-mata estão programados em outros estados (Imperatriz-MA x Náutico, Tombense-MG x Sport e Sinop-MT x Santa). Por outro lado, vale bastante para os torcedores de Bahia, Ceará, Fortaleza e CSA, os representantes da região na elite do futebol em 2019.

Obs. Ao menos a versão profissional da bola veio mais “barata”. De R$ 590 para R$ 529. Boa sorte…

Clubes pernambucanos nas competições nacionais em 2019
Série A – nenhum
Copa do Brasil – Central, Náutico, Santa Cruz e Sport (de 1 a 14 jogos)
Série B – Sport (38 jogos)
Série C – Náutico e Santa Cruz (de 18 a 24 jogos, cada)
Série D – América, Central, Salgueiro e Vitória (de 6 a 16 jogos, cada)

Fotos de Lucas Figueiredo/CBF


Compartilhe!