Anúncio da Betnacional
Compartilhe!

As quatro arenas nordestinas, determinantes para as maiores bilheterias da região.

Em 2013, três arenas multiuso foram inauguradas no Nordeste, em Fortaleza, Salvador e Recife, no processo de preparação estrutural para a Copa do Mundo. Uma quarta arena foi aberta no início de 2014, em Natal, completando a lista do evento da Fifa. Esse período marcou um salto enorme nos recordes de bilheteria, com o encarecimento do ingresso no futebol – e isso, obviamente, está longe de ser sinônimo de positividade, numa discussão cada vez mais evidente. Com os consórcios (vários já extintos) majorando os bilhetes no embalo da novidade, as rendas passaram a frequentar o patamar milionário, raro até então.

Na pesquisa do blog, considerando o real, a moeda em vigor desde 27/02/1994, apenas cinco jogos envolvendo nordestinos haviam alcançado esse nível antes das arenas – dois do Ceará no velho Castelão, durante a Série A de 2010, e dois do Santa no Arruda, em 2011, e um do Vitória no Barradão, na decisão da Copa do Brasil de 2010. Somente em 2013 foram oito! A lista com as maiores rendas do futebol pernambucano já era tradicional no blog, mas o fortalecimento do viés regional resultou neste ranking (quadro abaixo), estabelecido com o seguinte critério: jogos de clubes da região com borderôs, na região, a partir de R$ 1 milhão.

No pódio, três jogos já acima de R$ 2,5 milhões. No topo, o surpreendente Altos, com o único jogo acima de R$ 3 milhões. No caso, contou com a presença maciça da torcida do Flamengo. Ah, nem todas as rendas milionárias foram registradas nas arenas mundialistas desde então. Além do Mundão do Arruda, outros quatro palcos tradicionais entraram no ranking após 2013: Aflitos, Castelão de São Luís, Albertão em Teresina, Rei Pelé em Maceió e Batistão em Aracaju, que após a reforma passou a ser chamado, curiosamente, de “Arena Batistão”. Em relação aos clássicos estaduais presentes, são 10 Ba-Vis, 5 Clássicos-Reis, 2 Clássico das Multidões e 1 Clássico dos Clássicos.

Última atualização (123 jogos listados): 09/06/2024, com CRB (4) 2 x 0 (5) Fortaleza.

Os 13 clubes do Nordeste com rendas milionárias

1º) 47 vezes – Bahia (BA)
2º) 23 vezes – Ceará (CE) e Fortaleza (CE)
4º) 11 vezes – Sport (PE)
5º) 6 vezes – Santa Cruz (PE)
6º) 3 vezes – Vitória (BA)
7º) 2 vezes – América (RN), Náutico (PE) e Sampaio Corrêa (MA)
10º) 1 vez – Altos (PI), Confiança (SE), CRB (AL) e River (PI)

Os 56 clubes presentes na lista, como mandante ou visitante
1º) 49 vezes – Bahia
2º) 29 vezes – Fortaleza
3º) 26 vezes – Ceará
4º) 18 vezes – Sport
5º) 17 vezes – Flamengo
6º) 12 vezes – Vitória
7º) 8 vezes – Vasco
8º) 7 vezes – Santa Cruz
9º) 5 vezes – Corinthians, Grêmio e São Paulo
12º) 3 vezes – Bragantino, CRB, Náutico, Palmeiras, Sampaio Corrêa e Santos
18º) 2 vezes – América-RN, Botafogo, CSA, Juventude, Macaé e Paysandu
24º) 1 vez – ABC, Altos, América-MG, ASA, Bahia de Feira, Betim, Boca Juniors (ARG), Botafogo-SP, Brasil-RS, Chapecoense, Colo Colo (CHI), Confiança, Coritiba, Criciúma, Cruzeiro, Guarani, Guarany, Independiente (ARG), Internacional, Jacuipense, Luverdense, Maldonado (URU), Newell’s Old Boys (ARG), River, River Plate (ARG), Salgueiro, Sporting (POR), Tocantinópolis, Uniclinic, Tombense, Treze, Tupi e Vila Nova

Estádios com mais rendas milionárias no NE

1º) 49 vezes – Fonte Nova (Bahia 47x e Vitória 2x)
2º) 46 vezes – Castelão-CE (Ceará 23x e Fortaleza 23x)
3º) 10 vezes – Arena Pernambuco (Sport 9x e Náutico 1x)
4º) 6 vezes – Arruda (Santa Cruz 6x)
5º) 2 vezes – Albertão (River 1x e Altos 1x), Arena das Dunas (América-RN 2x), Castelão-MA (Sampaio Corrêa 2x) e Ilha do Retiro (Sport 2x)
9º) 1 vez – Aflitos (Náutico 1x), Barradão (Vitória 1x), Batistão (Confiança 1x) e Rei Pelé (CRB 1x)

Por estado: BA 50x, CE 46x, PE 19x, PI 2x, MA 2x, RN 2x, AL 1x e SE 1x

Torneios com mais rendas milionárias no NE

1º) 37 vezes – Série A (Bahia 19x, Ceará 7x, Sport 5x, Fortaleza 5x e Vitória 1x)
2º) 21 vezes – Série B (Bahia 9x, Ceará 5x, Fortaleza 2x, Sampaio Corrêa 2x, Santa Cruz 1x, Sport 1x e Vitória 1x)
3º) 19 vezes – Nordestão (Bahia 8x, Ceará 4x, Sport 3x, Fortaleza 2x e CRB 1x)
4º) 11 vezes – Copa do Brasil (Bahia 4x, Ceará 2x, América-RN 2x, Confiança 1x, Vitória 1x e Altos 1x)
5º) 7 vezes – Cearense (Ceará 5x e Fortaleza 2x)
6º) 6 vezes – Série C (Fortaleza 5x e Santa Cruz 1x)
6º) 6 vezes – Baiano (Bahia 6x)
8º) 4 vezes – Pernambucano (Santa Cruz 2x e Sport 2x)
8º) 4 vezes – Copa Sul-Americana (Fortaleza 4x)
10º) 3 vezes – Série D (Santa Cruz 2x e River 1x)
10º) 3 vezes – Libertadores (Fortaleza 3x)
12º) 2 vezes – Amistoso (Náutico 2x)


Compartilhe!