Compartilhe!

De Guilherme de Aquino, na introdução do futebol na capital pernambucana após conhecer o ‘football’ durante os estudos na Inglaterra, a nomes de peso como Ademir Menezes, Raúl Bentancor, Dadá Maravilha, Roberto Coração de Leão, Leonardo, Durval, Magrão e, recentemente, Diego Souza, o Sport Club do Recife escreveu mais de um século de história nos gramados. Sobretudo em sua casa, a Ilha do Retiro, que se tornou octogenária em 2017, de uma tradição incomparável para a sua massiva torcida.

Mergulhando no acervo de Carlos Celso Cordeiro e atualizando os dados mais recentes, totalizando 115 temporadas que dão consistência à história do clube rubro-negro, vamos ao retrospecto geral nas principais competições oficiais disputadas pelo leão, nos âmbitos estadual, regional, nacional e internacional.

Entre os dados consolidados, o aproveitamento em cada torneio e a colocação no ranking – quando possível. Na sequência, o rendimento do Sport atuando na Ilha do Retiro, os cinco maiores artilheiros, quem mais vestiu a camisa rubro-negra (Magrão, imbatível), o histórico nos dois grandes clássicos e os maiores públicos registrados.

Ranking Nacional de Clubes da CBF (12/2018): 16º lugar (8.450 pontos)

Total entre 1905 e 2019 (competições oficiais e amistosos*)
5.180 jogos* (9.578 GP e 5.611 GC, +3.967)
2.677 vitórias
1.223 empates
1.270 derrotas
* 10 jogos com placar desconhecido

Primeiro: Sport 2 x 2 English Eleven (22/06/1905), no Derby (amistoso)
Último: Botafogo-SP 0 x 2 Sport (13/11/2019), no Estádio Santa Cruz (Série B)

No Campeonato Pernambucano 1915-2019 (ranking: 1º)
2.237 jogos (4.990 GP e 2.067 GC, +2.923)
1.412 vitórias
440 empates
385 derrotas

– 103 participações (entre 1916 e 2019)
– 42 títulos (1916, 17, 20, 23, 24, 25, 28, 38, 41, 42, 43, 48, 49, 53, 55, 56, 58, 61, 62, 75, 77, 80, 81, 82, 88, 91, 92, 94, 96, 97, 98, 99, 2000, 03, 06, 07, 08, 09, 10, 14, 17 e 19)

Histórico em decisões no Estadual
Sport 12 x 12 Santa Cruz
Sport 12 x 6 Náutico

Na Copa do Nordeste 1994-2019 (ranking: 3º)
124 jogos (215 GP e 117 GC, +98)
62 vitórias
33 empates
29 derrotas

– 12 participações (entre 1994 e 2017)
– 3 títulos (1994, 2000 e 2014)
– 2 vices (2001 e 2017)

No Brasileirão unificado 1959-2019
951 jogos (1.103 GP e 1.176 GC, -73)
324 vitórias
264 empates
363 derrotas

– 40 participações (entre 1959 e 2018)
– 1 título (1987)
– 1 semifinal (1962)
– 5 rebaixamentos (1989, 2001, 09, 12 e 18)

Na Série A 1971-2019
934 jogos (1.071 GP e 1.157 GC, -86)
316 vitórias
259 empates
359 derrotas

– 37 participações (entre 1971 e 2018)
– 1 título (1987)
– 5 rebaixamentos (1989, 2001, 09, 12 e 18)

Na Série B 1971-2019
330 jogos (466 GP e 351 GC, +115)
142 vitórias
99 empates
89 derrotas

– 12 participações (entre 1980 e 2019)
– 1 título (1990)
– 1 vice (2006)
– 5 acessos (1980*, 90, 2006, 11 e 13)
* Subiu no mesmo ano (o sistema tradicional surgiu em 1988)

Na Copa do Brasil 1989-2019
115 jogos (185 GPC e 124 GC, +61)
54 vitórias
26 empates
35 derrotas
63 confrontos; 39 classificações e 24 eliminações

– 25 participações (entre 1989 e 2019)
– 1 título (2008)
– 1 vice (1989)

Na Taça Libertadores da América 1960-2019
14 jogos (18 GP e 14 GC, +4)
7 vitórias
2 empates
5 derrotas

– 2 participações (1988 e 2009)
– Oitavas de final, 1 vez (2009)

Na Copa Sul-Americana 2002-2019
20 jogos (18 GP e 25 GC, -7)
5 vitórias
3 empates
12 derrotas
10 confrontos; 5 classificações e 5 eliminações

– 5 participações (de 2013 a 2017)
– Quartas de final, 1 vez (2017)

Sport na Ilha do Retiro (1937-2019*)
2.200 jogos
1.351 vitórias
484 empates
365 derrotas
* Competições oficiais e amistosos

Primeiro: Sport 6 x 5 Santa Cruz (04/07/1937, amistoso)
Último: Sport 1 x 0 Criciúma (09/11/2019, Série B)

Desempenho no Clássico das Multidões (1916-2019)
559 jogos
232 vitórias do Sport
159 empates
168 vitórias do Santa Cruz

Primeiro: Sport 2 x 0 Santa Cruz (06/05/1916, amistoso)
Último: Santa Cruz 1 x 0 Sport (17/02/2019, Estadual)

Desempenho no Clássico dos Clássicos (1909-2019*)
552 jogos
212 vitórias do Sport
157 empates
182 vitórias do Náutico
1 placar desconhecido. No caso, o jogo em 29/03/1931, pelo Torneio Abrigo Terezinha de Jesus

Primeiro: Náutico 3 x 1 Sport (25/07/1909, amistoso)
Último: Sport (4) 1 x 2 (3) Náutico (21/04/2019, Estadual)

Maiores artilheiros do clube
1º) 202 gols – Traçaia (1955-1962)
2º) 161 gols – Djalma Freitas (1959-1965)
3º) 136 gols – Leonardo (1994-2004)
4º) 108 gols – Luís Carlos (1984-1990)
5º) 105 gols – Naninho (1955-1957)

Quem mais atuou pelo clube
1º) 732 jogos – Magrão, goleiro (2005-2019)
2º) 569 jogos – Bria, zagueiro (1949-1961)
3º) 472 jogos – Durval, zagueiro (2006-2018)
4º) 367 jogos – Leonardo, atacante (1992-2004)
5º) 356 jogos – Rithely, volante (2011-2018)

Os maiores públicos do clube

Top 5 nos Clássicos
1º) 80.203 – Náutico 0 x 2 Sport, no Arruda (Estadual, 15/03/1998)
2º) 78.391 – Santa Cruz 1 x 1 Sport, no Arruda (Estadual, 21/02/1999)
3º) 75.135 – Santa Cruz 1 x 2 Sport, no Arruda (Estadual, 03/05/1998)
4º) 74.280 – Santa Cruz 2 x 0 Sport, no Arruda (Estadual, 18/07/1993)
5º) 70.000 – Santa Cruz 0 x 2 Sport, no Arruda (Estadual, 20/02/1994)

Top 5 como mandante contra outros adversários
1º) 56.875 – Sport 2 x 0 Porto, na Ilha do Retiro (Estadual, 07/06/1998)
2º) 53.033 – Sport 0 x 2 Corinthians, na Ilha do Retiro (Série A, 12/09/1998)
3º) 48.564 – Sport 1 x 1 Cruzeiro, na Ilha do Retiro (Série A, 27/09/1998)
4º) 48.328 – Sport 5 x 0 Grêmio, na Ilha do Retiro (Série A, 20/09/1998)
5º) 46.018 – Sport 1 x 1 Grêmio, na Ilha do Retiro (Série A, 03/12/2000)

As maiores rendas do clube

Top 5 como mandante
1º) R$ 1.254.240 – Sport 2 x 0 São Paulo, na Arena PE (Série A, 19/07/2015)
2º) R$ 1.149.020 – Sport 0 x 1 Flamengo, na Arena PE (Série A, 30/08/2015)
3º) R$ 1.105.425 – Sport 2 x 2 Flamengo, na Arena PE (Série A, 09/11/2014)
4º) R$ 1.084.320 – Sport 2 x 2 Palmeiras, na Arena PE (Série A, 12/07/2015)
5º) R$ 1.011.655 – Sport 1 x 0 São Paulo, na Arena PE (Série A, 07/12/2014)


Compartilhe!