Compartilhe!

Mailson defende o pênalti de Diego Silva e define o título pernambucano do rubro-negro.

No fim de semana de decisões estaduais, dois jogos no Nordeste tiveram uma audiência massiva. No Castelão e na Ilha do Retiro, os jogos passaram de 40 pontos, alcançando 1,2 milhão de telespectadores. Em 2019, foram as maiores audiências esportivas registradas pela TV Verdes Mares (Fortaleza) e pela Globo Nordeste (Recife). Quem destoou, de novo, foi Salvador, com a conquista do Bahia ficando em 22 pontos.

Voltando ao clássico pernambucano, há um dado pesado. A audiência média foi de 753 mil pessoas no Grande Recife. No país, segundo os dados da Kantar Media Ibope, só ficou abaixo de São Paulo e Rio de Janeiro, centros de maior tradição no futebol e, sobretudo, bem mais populosos. Numa competição defasada tecnicamente, até que o jogo final chamou a atenção das torcidas.

Embora o instituto só tenha divulgado os dados semanais das regiões metropolitanas, o blog teve acesso aos dados do Clássico dos Clássicos em todo o estado. No caso, a média foi de 1,8 milhão de telespectadores – só na tevê aberta, pois também passou no SporTV. Considerando todo o público alcançado, foram 3,1 milhões, quase 1/3 da população. Além disso, o “share” foi de 72%. Ou seja, a cada 100 aparelhos ligados, 72 estavam sintonizados na partida.

Sobre o horário do futebol na Rede Globo no último domingo dos Estaduais, em 21 de abril, há uma curiosidade. Dois dos principais centros tiveram as finais antecipadas, com o Gre-Nal na quarta-feira (chegou a 50 pontos!) e Galo x Cruzeiro no sábado, num horário à da Globo para Minas Gerais. No domingo, Porto Alegre viu a final paulista e BH acompanhou a final carioca – daí, os dados bem inferiores ao cenário recorrente.

Obs. O blog continuará com publicações semelhantes sempre que for possível mensurar os dados de audiência futebolística na televisão aberta nos 15 mercados, através do Ibope.

Audiência média em pontos (21/04/2019)
1º) 43,6 – Manaus (Flamengo 2 x 0 Vasco)
2º) 41,5 – Fortaleza (Ceará 0 x 1 Fortaleza)
3º) 40,9 – Recife (Sport (4) 1 x 2 (3) Náutico)
4º) 36,9 – São Paulo (Corinthians 2 x 1 São Paulo)
5º) 36,0 – Vitória (Flamengo 2 x 0 Vasco)
6º) 32,9 – Rio de Janeiro (Flamengo 2 x 0 Vasco)
7º) 31,4 – Campinas (Corinthians 2 x 1 São Paulo)
8º) 30,4 – Brasília (Flamengo 2 x 0 Vasco)
9º) 25,9 – Florianópolis (Avaí (4) 1 x 1 (2) Chapecoense)
10º) 25,7 – Belo Horizonte (Flamengo 2 x 0 Vasco)
11º) 23,3 – Curitiba (Athletico-PR (6) 1 x 0 (5) Toledo)
12º) 22,6 – Salvador (Bahia 1 x 0 Bahia de Feira)
13º) 22,4 – Goiânia (Goiás 0 x 1 Atlético-GO)
14º) 18,1 – Porto Alegre (Corinthians 2 x 1 São Paulo)
15º) 15,4 – Belém (Flamengo 2 x 0 Vasco)

Média de telespectadores por minuto (21/04/2019)
1º) 3,496 milhões – São Paulo (Corinthians 2 x 1 São Paulo)
2º) 1,910 milhão – Rio de Janeiro (Flamengo 2 x 0 Vasco)
3º) 753 mil – Recife (Sport (4) 1 x 2 (3) Náutico)
4º) 680 mil – Fortaleza (Ceará 0 x 1 Fortaleza)
5º) 629 mil – Belo Horizonte (Flamengo 2 x 0 Vasco)
6º) 387 mil – Salvador (Bahia 1 x 0 Bahia de Feira)
7º) 379 mil – Brasília (Flamengo 2 x 0 Vasco)
8º) 366 mil – Manaus (Flamengo 2 x 0 Vasco)
9º) 351 mil – Porto Alegre (Corinthians 2 x 1 São Paulo)
10º) 348 mil – Curitiba (Athletico-PR (6) 1 x 0 (5) Toledo)
11º) 311 mil – Vitória (Flamengo 2 x 0 Vasco)
12º) 308 mil – Campinas (Corinthians 2 x 1 São Paulo)
13º) 246 mil – Goiânia (Goiás 0 x 1 Atlético-GO)
14º) 125 mil – Belém (Flamengo 2 x 0 Vasco)
15º) 123 mil – Florianópolis (Avaí (4) 1 x 1 (2) Chapecoense)

Nº de telespectadores diferentes alcançados (21/04/2019)
1º) 6,155 milhões – São Paulo (Corinthians 2 x 1 São Paulo)
2º) 3,373 milhões – Rio de Janeiro (Flamengo 2 x 0 Vasco)
3º) 1,829 milhão – Belo Horizonte (Flamengo 2 x 0 Vasco)
4º) 1,262 milhão – Fortaleza (Ceará 0 x 1 Fortaleza)
5º) 1,255 milhão – Recife (Sport (4) 1 x 2 (3) Náutico)
6º) 886 mil – Porto Alegre (Corinthians 2 x 1 São Paulo)
7º) 801 mil – Curitiba (Athletico-PR (6) 1 x 0 (5) Toledo)
8º) 750 mil – Salvador (Bahia 1 x 0 Bahia de Feira)
9º) 694 mil – Brasília (Flamengo 2 x 0 Vasco)
10º) 578 mil – Manaus (Flamengo 2 x 0 Vasco)
11º) 544 mil – Vitória (Flamengo 2 x 0 Vasco)
12º) 532 mil – Campinas (Corinthians 2 x 1 São Paulo)
13º) 524 mil – Goiânia (Goiás 0 x 1 Atlético-GO)
14º) 448 mil – Belém (Flamengo 2 x 0 Vasco)
15º) 264 mil – Florianópolis (Avaí (4) 1 x 1 (2) Chapecoense)

Leia mais sobre o assunto
As audiências dos jogos de ida das finais Estaduais, em 14/04

As maiores audiências do futebol pernambucano, acima de 40 pontos


Compartilhe!