Compartilhe!

Lucas Figueiredo/CBF

Na estreia, uma atuação sem brilho diante da Bolívia. Com intensa posse de bola (70%) e campo para jogar, o time acabou vencendo no segundo tempo a partir de um pênalti (bem) marcado. Na segunda rodada, em Salvador, contra a Venezuela, um cenário bem semelhante.

Entretanto, havia uma diferença clara: o adversário estava mais preparado para se defender. E assim o time brasileiro não conseguiu destravar o jogo, com direito a três gols anulados pelo VAR. Sobre os lances anulados, os “gols” saíram Firmino (37/1T), Gabriel Jesus (16/2T) e Coutinho (41/2T), o primeiro por falta de ataque os outros dois por impedimento. No fim, 0 x 0.

Se no Morumbi as vaias surgiram já no intervalo, na Fonte Nova a torcida foi um pouco mais paciente, com reclamações ecoando nos últimos dez minutos. E a verdade é que o time comandado pro Tite realmente não agradou – algo recorrente desde o fim da campanha no Mundial 2018, postura já abordada no blog. As jogadas não vêm fluindo, com uma eterna espera pela individualidade – diante de adversários blocados, a missão vem sendo indigesta. Este foi o primeiro jogo sem gols da Seleção, atuando em casa, desde o revés por 3 x 0 diante da Holanda, na decisão de 3º lugar do Mundial 2014. Quanto à Venezuela, é a 2ª vez que arruma um pontinho no Brasil. Na outra vez, outro empate sem gols, em Campo Grande-MS, em 2009, pelas Eliminatórias.

Curiosidade: esta foi a 5ª apresentação da Seleção Brasileira na Fonte Nova em jogos pela Copa América, sendo 1 em 1983, 3 em 1989 e 1 em 2019. No retrospecto, 1 vitória e 4 empates…

Escalação do Brasil (piores: 1 Coutinho, 2 Firmino, 3 Flipe Luís)
Alisson; Daniel Alves, Thiago Silva, Marquinhos e Filipe Luís; Casemiro (Fernandinho, 12/2T), Arthur e Philippe Coutinho; Richarlison (Gabriel Jesus, intervalo), Firmino e David Neres (Everton, 26/2T). Técnico: Tite

Histórico do Brasil na Copa América
180 jogos em 36 participações
100 vitórias (55,5%)
36 empates (20,0%)
44 derrotas (24,4%)
408 GP e 200 GC

Os jogos da Seleção Brasileira na Fonte Nova (14 jogos, 8V e 6E)
1º) 06/07/1969 – Brasil 4 x 0 Bahia
2º) 05/07/1979 – Brasil 1 x 1 Seleção Baiana
3º) 08/07/1981 – Brasil 1 x 0 Espanha
4º) 04/11/1983 – Brasil 1 x 1 Uruguai (Copa América; 85.933)
5º) 05/05/1985 – Brasil 2 x 1 Argentina
6º) 01/07/1989 – Brasil 3 x 1 Venezuela (Copa América; 16.670)
7º) 03/07/1989 – Brasil 0 x 0 Peru (Copa América; 13.778)
8º) 07/07/1989 – Brasil 0 x 0 Colômbia (Copa América; 14.715)
9º) 11/10/1995 – Brasil 2 x 0 Uruguai
10º) 10/09/1997 – Brasil 4 x 2 Equador
11º) 05/06/1999 – Brasil 2 x 2 Holanda
12º) 22/06/2013 – Brasil 4 x 2 Itália
13º) 17/11/2015 – Brasil 3 x 0 Peru
14ª) 18/06/2019 – Brasil 0 x 0 Venezuela (Copa América; 42.587)

Brasil de Tite, de 09/2016 a 06/2019
38 jogos* (29 sem sofrer gols)
30 vitórias
6 empates
2 derrotas
83 GP e 10 GC
84,2% de aproveitamento
* Pós-Mundial 2018: 10V e 2E

Leia mais sobre o assunto
A Seleção Brasileira no Nordeste, com jogos dos times principal, olímpico e feminino

Lucas Figueiredo/CBF


Compartilhe!