Compartilhe!

As torcidas de Sport, Santa, Náutico, Bahia, Vitória, Ceará e Fortaleza, as maiores do NE. E a ordem?

Anualmente, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, divulga a estimativa populacional do Brasil, com dados nacionais, estaduais e municipais.

O quadro demográfico é sempre fechado em 1º de julho e publicado no Diário Oficial da União no fim de agosto – desta vez, saiu em 27/08. O levantamento do IBGE em 2020 indica que somos 211 milhões de brasileiros, espalhados em 5.570 municípios. Em relação ao último ano, 1,6 milhão a mais. A cada atualização, como curiosidade, costumo projetar esses dados no blog a partir dos percentuais das pesquisas mais recentes sobre as torcidas dos clubes de futebol, sobretudo os nordestinos – neste caso, em índices mensurados por institutos privados, como Ibope e Datafolha, entre outros.

Nesta publicação, portanto, trago a releitura de sete cenários de interesse: Brasil, Nordeste, Bahia, Pernambuco, Ceará, Região Metropolitana do Recife e Recife. As diferenças nos índices/dados absolutos podem ser explicadas tanto pela margem de erro de cada estudo quanto pelas amostragens (quanto mais gente ouvida, teoricamente melhor). Em relação à época da publicação original, entre os rankings citados, os percentuais mais defasados são, de longe, os de PE, com entrevistas feitas ainda no fim de 2013 – o CE estava na mesma, mas saiu uma nova pesquisa em 2019, acabando um hiato de 5 anos. Neste intervalo de sete anos, a população pernambucana, por exemplo, saltou de 9,208 mi para 9,616 mi (+4,43%).

Em relação à pesquisa nacional mais recente, agora é a versão do Detalhada, de setembro de 2019, com dados colhidos um mês antes. Ao contrário do estudo anterior, com 14 nomes, com vários clubes populares escondidos na opção em “outros times”, desta vez o instituto destrinchou melhor, com 19 times na lista nacional. Inclusive, o Datafolha também trouxe um recorte regional. Assim, substitui o Ibope, nesta atualização do blog, tanto em “Brasil” quanto em “Nordeste”.

Um ano sem pesquisa
Em relação a 2020, a pandemia acabou adiando dois processos importantes em relação às pesquisas. O primeiro deles foi simplesmente sobre o próprio censo, cujo estudo é realizado a cada dez anos. Sem condições de fazer pesquisa de campo, o IBGE resolveu adiar o censo nacional. Num escala muito menor, mas pelo mesmo motivo, o Ibope adiou a nova pesquisa “DNA Torcedor”, que tinha previsão de 40 mil entrevistas – seria o recorde em pesquisas de futebol no país.

Abaixo, as maiores torcidas nos cenários e os nordestinos presentes.

BRASIL (211.755.692 habitantes em 2020; +1.608.567 sobre 2019)
Datafolha 2019
Período: 29 e 30 de agosto de 2019
Público: 2.878 entrevistados (em 175 municípios)
Margem de erro: 2,0%

1º) Flamengo – 20% (42.351.138)
2º) Corinthians – 14% (29.645.796)
3º) São Paulo – 8% (16.940.455)
4º) Palmeiras – 6% (12.705.341)
5º) Vasco – 4% (8.470.227)
5º) Cruzeiro – 4% (8.470.227)
5º) Grêmio – 4% (8.470.227)
8º) Internacional – 3% (6.352.670)
8º) Santos – 3% (6.352.670)
10º) Atlético-MG – 2% (4.235.113)
10º) Seleção Brasileira – 2% (4.235.113)
12º) Botafogo – 1% (2.117.556)
12º) Bahia – 1% (2.117.556)
12º) Fluminense – 1% (2.117.556)
12º) Sport – 1% (2.117.556)
12º) Santa Cruz – 1% (2.117.556)
12º) Fortaleza- 1% (2.117.556)
12º) Vitória- 1% (2.117.556)
12º) Ceará- 1% (2.117.556)

NORDESTE (57.374.243 habitantes em 2020; +302.589)
Datafolha 2019
Período: 29 e 30 de agosto de 2019
Público: 424 entrevistados (nº de municípios não divulgado)
Margem de erro: 4,0%

1º) Flamengo – 27% (15.491.045)
2º) Corinthians – 9% (5.163.681)
3º) São Paulo – 6% (3.442.454)
4º) Palmeiras – 5% (2.868.712)
4º) Vasco – 5% (2.868.712)
4º) Seleção Brasileira – 5% (2.868.712)
7º) Bahia – 4% (2.294.969)
7º) Sport – 4% (2.294.969)
9º) Santa Cruz – 2% (1.147.484)
9º) Fortaleza – 2% (1.147.484)
9º) Vitória – 2% (1.147.484)
9º) Ceará – 2% (1.147.484)
13º) Botafogo – 1% (573.742)
13º) Fluminense – 1% (573.742)

BAHIA (14.930.634 habitantes em 2019; +57.570)
Paraná Pesquisas 2017
Período: 31/05 a 04/06 de 2017
Público: 1.510 entrevistados (em 70 municípios)
Margem de erro: 2,5%

1º) Bahia – 25,3% (3.777.450)
2º) Vitória – 13,4% (2.000.704)
3º) Flamengo – 12,0% (1.791.676)
4º) Corinthians – 5,8% (865.976)
5º) Palmeiras – 3,0% (447.919)
6º) São Paulo – 2,9% (432.988)
7º) Vasco – 2,7% (403.127)
8º) Fluminense – 1,2% (179.167)
9º) Botafogo – 1,1% (164.236)
10º) Santos – 0,8% (119.445)

PERNAMBUCO (9.616.621 habitantes em 2020; +59.550)
Ibope 2014
Período: 05/12/2013 a 14/02/2014
Público: 300 entrevistados (nº de municípios não divulgado)
Margem de erro: 1,0%

1º) Sport – 26,3% (2.529.171)
2º) Santa Cruz – 24,0% (2.307.989)
3º) Corinthians – 7,3% (702.013)
4º) Náutico – 5,3% (509.680)
5º) São Paulo – 4,0% (384.664)
6º) Palmeiras – 3,3% (317.348)
7º) Flamengo – 2,3% (221.182)

CEARÁ (9.187.103 habitantes em 2020; +55.025)
Opnus 2019
Período: 12 a 19 de outubro de 2019
Público: 2.050 entrevistados (em 184 municípios)
Margem de erro: 2,1%

1º) Flamengo – 17% (1.561.807)
2º) Ceará – 15% (1.378.065)
3º) Fortaleza – 12% (1.102.452)
4º) Corinthians – 7% (643.097)
5º) São Paulo – 5% (459.355)
6º) Seleção Brasileira – 4% (367.484)
7º) Palmeiras – 3% (275.613)
8º) Vasco – 3% (275.613)

GRANDE RECIFE (4.023.725 habitantes em 2020; -55.850)*
Exatta 2014
Período: janeiro de 2014
Público: 600 entrevistados
Margem de erro: não divulgada
* Eram 15 cidades na RMR, mas Goiana (80.055 habitantes) voltou à Zona da Mata em 2020

1º) Sport – 42% (1.689.964)
2º) Santa Cruz – 27% (1.086.405)
3º) Náutico – 10% (402.372)

RECIFE (1.653.461 habitantes em 2020; +7.734)
Uninassau 2018
Período: 22 e 23 de janeiro de 2018
Público: 624 entrevistados
Margem de erro: 4,0%

1º) Sport – 33,1% (547.295)
2º) Santa Cruz – 24,1% (398.484)
3º) Náutico – 11,6% (191.801)

Leia mais sobre o assunto
Pesquisa de torcida do Datafolha em 2019 aponta empate em PE, BA e CE

Pesquisa DNA Torcedor 2017, do Ibope, aponta 5 clubes nordestinos acima de 1 milhão


Compartilhe!