Compartilhe!

Apesar de o Campeonato Brasileiro ter sido criado em 1971, a CBF só foi organizar uma festa com os melhores da competição em 2005, quando o argentino Carlos Tévez, do Corinthians, foi eleito o craque, com folga. Para o Prêmio Brasileirão 2018, a entidade que comanda o futebol nacional habilitou 10 mil profissionais de imprensa de todo o país para a votação oficial – além dos capitães e treinadores dos 20 clubes presentes nesta Série A.

Com o blog na lista, apresento o registro do meu voto, computado através de e-mail – imagem abaixo. Por sinal, apesar das diversas formações possíveis, a eleição ainda segue a escalação padrão, 4-4-2. A votação vai até o dia 23 de novembro, com a cerimônia marcada para o dia 3 de dezembro, na sede da confederação, no Rio – portanto, no dia seguinte à última rodada.

Até hoje, apenas um jogador foi eleito para a seleção oficial atuando no Nordeste. Vestindo a camisa do Náutico, o uruguaio Acosta fez 19 gols em 2007 e integrou o ataque. O outro prêmio oficial da região coube a Diego Souza, pela artilharia em 2016, com 14 gols anotados pelo Sport.

Em relação à minha escolha, oito dos onze titulares estão presentes no G4, considerando a classificação até a 33ª rodada. As exceções são do peixe (2) e do furacão (1), ambos com uma recuperação impressionante na competição e brigando pela última vaga na Libertadores (G6).

A seleção do blog para a Série A de 2018
Goleiro: Santos (Atlético-PR)
Lateral-direito: Marcos Rocha (Palmeiras)
Zagueiros: Victor Cuesta (Inter) e Antônio Carlos (Palmeiras)
Lateral-esquerdo: Dodô (Santos)
Volantes: Bruno Henrique (Palmeiras) e Maicon (Grêmio)
Meias: Lucas Paquetá (Flamengo) e Everton Ribeiro (Flamengo)
Atacantes: Dudu (Palmeiras) e Gabriel Barbosa (Santos)

Craque: Dudu (Palmeiras)
Técnico: Tiago Nunes (Atlético-PR)
Craque revelação: Ramires (Bahia)

Qual seria a sua formação para a seleção para o Brasileirão de 2018? Comente.


Compartilhe!