Anúncio da Betnacional
Compartilhe!

Ranking de títulos estaduais até 2023

Acima, os 13 clubes a partir de 40 títulos estaduais, sem novas entradas na lista até 2023.

Após a breve pré-temporada para 2024, as competições oficiais no Brasil foram marcadas já na primeira semana de janeiro, com o Pré-Nordestão no dia 6 e o Pernambucano no dia 10. Especificamente sobre os 27 torneios estaduais, serão mais de 300 clubes envolvidos na 1ª divisão de cada federação. Muitos desses em busca da primeira taça, feito obtido no último ano por Real Brasília (DF), Amazonas (AM) e Águia de Marabá (PA), enquanto outros querem manter o domínio na galeria – veja no ranking abaixo. Em 2023, por exemplo, o Bahia chegou à 50ª conquista na Boa Terra, alcançando um patamar que era habitado só pelo ABC. Ainda assim, o clube potiguar segue folgado na liderança nacional, com 57 títulos estaduais!

Nesta atualização sobre os maiores campeões, destaque para o desempate no futebol cearense. Pentacampeão, o Fortaleza conseguiu uma virada incrível sobre o arquirrival Ceará. Agora, detém a hegemonia por 46 x 45. Em 122 temporadas de bola rolando nos campeonatos estaduais, num crescimento pautado pelas rivalidades nas capitais, foram 2.702 títulos oficiais computados em 2.629 edições somando todos os estados. Além dos 27 títulos regulares do último ano, também entrou nesta pesquisa o título carioca do São Cristóvão em 1937, que enfim foi reconhecido pela Ferj, a federação do Rio de Janeiro.

Entre os vencedores, 77 clubes ganharam ao menos 10 títulos. Ao todo, 26 nordestinos já passaram de 10 taças – esses nomes estão em negrito. Entre eles, o trio do Recife: Sport com 43 troféus, sendo o atual campeão e um dos poucos do país a partir de 40, Santa Cruz com 29, a uma de mudar de patamar e em jejum desde 2016, e o Náutico com 24.

O primeiro campeonato e os critérios do ranking

O levantamento do blog parte de 1902, quando a Liga Paulista de Foot-Ball organizou o primeiro Paulistão. A taça ficou com o São Paulo Athletic, do introdutor do futebol no país, Charles Miller. Desde então, o “mapa da bola” já mudou bastante, com o último ajuste em 1988, na criação do Tocantins. Lá, o torneio começou em 1989, sendo profissionalizado só em 1993. Por sinal, somei os períodos amador e profissional em todos campeonatos oficiais. Também contabilizei desmembramentos geográficos, caso do Mato Grosso em 1979 (com MT e MS), e fusões, como a do Rio de Janeiro. Até 1978 eram dois estados, o Rio de Janeiro sem a cidade do Rio, com o “Campeonato Fluminense”, e a Guanabara, só com a cidade do Rio, com o “Campeonato Carioca”. Por fim, também entraram “campeonatos extras”, como o Carioca de 1979, com o Fla ganhando dois torneios no ano, e os “supercampeonatos” em 2002, com os grandes de SP, MG e PR disputando um torneio local à parte após as extintas copas regionais (Rio-SP e Sul-Minas).

A seguir, os maiores campeões estaduais a partir de 10 taças (e o ano do último título):

+50 títulos estaduais (2 clubes)

1º) ABC-RN – 57 títulos (2022)
2º) Bahia-BA – 50 títulos (2024)

De 40 a 49 títulos estaduais (11 clubes)

3º) Paysandu-PA – 49 títulos (2021)
4º) Atlético-MG – 48 títulos (2023)
4º) Rio Branco-AC – 48 títulos (2023)
6º) Remo-PA – 47 títulos (2022)
7º) Fortaleza-CE – 46 títulos (2023)
8º) Internacional-RS – 45 títulos (2016)
8º) Ceará-CE – 45 títulos (2018)
10º) Nacional-AM – 43 títulos (2015)
10º) Sport-PE – 43 títulos (2023)
12º) Grêmio-RS – 42 títulos (2023)
13º) CSA-AL – 40 títulos (2021)

De 30 a 39 títulos estaduais (12 clubes)

14º) Cruzeiro-MG – 39 títulos (2019)*
14º) Coritiba-PR – 39 títulos (2022)
16º) Rio Branco-ES – 37 títulos (2015)
16º) Flamengo-RJ – 37 títulos (2021)
16º) Sergipe-SE – 37 títulos (2022)
16º) América-RN – 37 títulos (2023)
20º) Sampaio Corrêa-MA – 36 títulos (2022)
21º) CRB-AL – 33 títulos (2023)
21º) Fluminense-RJ – 33 títulos (2023)
23º) River-PI – 32 títulos (2023)
24º) Corinthians-SP – 30 títulos (2019)
24º) Botafogo-PB – 30 títulos (2019)

De 20 a 29 títulos estaduais (16 clubes)

26º) Santa Cruz-PE – 29 títulos (2016)
26º) Vitória-BA – 29 títulos (2017)
28º) Goiás-GO – 28 títulos (2018)
29º) Baré-RR – 27 títulos (2010)
29º) Athletico-PR – 27 títulos (2023)*
31º) Moto Club-MA – 26 títulos (2018)
32º) Palmeiras-SP – 25 títulos (2023)
33º) Mixto-MT – 24 títulos (2008)
33º) Vasco-RJ – 24 títulos (2016)
33º) Náutico-PE – 24 títulos (2022)
36º) Atlético-RR – 23 títulos (2009)
36º) São Paulo-SP – 23 títulos (2021)*
36º) Campinense-PB – 23 títulos (2022)
39º) Santos-SP – 22 títulos (2016)
39º) Confiança-SE – 22 títulos (2020)
41º) Botafogo-RJ – 21 títulos (2018)

De 10 a 19 títulos estaduais (36 clubes)

42º) Desportiva-ES – 18 títulos (2016)
42º) Figueirense-SC – 18 títulos (2018)
42º) Avaí-SC – 18 títulos (2021)
45º) Ferroviário-RO – 17 títulos (1989)
45º) Macapá-AP – 17 títulos (1991)
45º) Rio Negro-AM – 17 títulos (2001)
45º) Flamengo-PI – 17 títulos (2009)
45º) Treze-PB – 17 títulos (2023)
45º) Atlético-GO – 17 títulos (2023)
51º) América-MG – 16 títulos (2016)
51º) Operário-MS – 16 títulos (2022)**
51º) Maranhão-MA – 16 títulos (2023)
54º) Vila Nova-GO – 15 títulos (2005)
55º) Goiânia-GO – 14 títulos (1974)
55º) Juventus-AC – 14 títulos (2009)
55º) São Raimundo-RR – 14 títulos (2023)
58º) Operário-MT – 13 títulos (2002)
58º) Gama-DF – 13 títulos (2020)
60º) Joinville-SC – 12 títulos (2001)
60º) Parnahyba-PI – 12 títulos (2013)
60º) Cuiabá-MT – 12 títulos (2023)
63º) Paulistano-SP – 11 títulos (1929)
63º) Botafogo-PI – 11 títulos (1957)
63º) Independência-AC – 11 títulos (1998)
63º) Brasiliense-DF – 11 títulos (2022)
63º) Criciúma-SC – 11 títulos (2023)
63º) Itabaiana-SE – 11 títulos (2023)
69º) Cabo Branco-PB – 10 títulos (1934)
69º) Ypiranga-BA – 10 títulos (1951)
69º) Moto Clube-RO – 10 títulos (1981)
69º) Flamengo-RO – 10 títulos (1985)
69º) Tuna Luso-PA – 10 títulos (1988)
69º) Amapá-AP – 10 títulos (1990)
69º) Comercial-MS – 10 títulos (2015)***
69º) Vitória-ES – 10 títulos (2019)
69º) Ypiranga-AP – 10 títulos (2020)
* Soma 1 título do Supercampeonato Estadual
** O Operário-MS ganhou 12 títulos no MS e 4 no MT
*** O Comercial-MS ganhou 9 títulos no MS e 1 no MT

Leia mais sobre o assunto
Tabela do Pernambucano 2024 traz atual campeão com mando na Arena PE; veja

Tabela do Baiano 2024 tem 5 mandos do Bahia e 4 do Vitória; clássico no Barradão

Tabela do Cearense 2024 traz Fortaleza no Castelão e Ceará no Presidente Vargas; veja


Compartilhe!