Compartilhe!

Após duas fases disputadas, o clube sertanejo é o último pernambucano na edição de 2020.

Dos quatro representantes do futebol pernambucano, só o Afogados conseguiu passar pelos dois primeiros mata-matas da Copa do Brasil, ambos em jogos únicos. No caso da coruja, ambos no Vianão, onde goleou o Atlético do Acre e bateu nos pênaltis o Atlético de Minas Gerais. Na largada deste ano, o clube já captou receitas milionárias, jamais vistas em sua curta história, e o time começou a ser encorpado. Em janeiro a folha era de R$ 98 mil. Hoje, R$ 128 mil. Ainda assim, bem menor em relação aos adversários, caso da Ponte Preta, no confronto de R$ 2 milhões na 3ª fase.

A partir de agora o torneio nacional passa a ser em ida e volta. E a CBF definiu a ordem dos mandos em um sorteio realizado na sede da entidade, no Rio de Janeiro. Ida em Campinas, no Moisés Lucarelli, e volta em Afogados da Ingazeira, no Vianão. Ou seja, o Afogador irá decidir a vaga em casa, novamente. Os confrontos vão acontecer no dia 12 de março, às 19h15, com transmissão do canal SporTV, e no dia 19 de março, às 20h, com transmissão ao vivo do site globoesporte – trecho atualizado após a divulgação da tabela oficial da fase, em 06/03.

As duas primeiras cotas serviram para o Afogados pagar dívidas e reforçar o elenco. A terceira, para a aquisição de um terreno e para viabilizar o início da construção do Centro de Treinamento. Caso consiga a quarta cota, esse CT no Sertão vai sair logo, logo…

Cotas do Afogados na Copa do Brasil de 2020
1ª fase – R$ 540 mil (vs Atlético-AC, 3 x 0)
2ª fase – R$ 650 mil (vs Atlético-MG, 2 x 2 e depois 7 x 6 nos pênaltis)
3ª fase – R$ 1,5 milhão (vs Ponte Preta-SP)
4ª fase – R$ 2,0 milhões?

As cotas acumuladas pelos pernambucanos na Copa do Brasil de 2020
1º) R$ 2,69 milhões – Afogados (3 fases)
2º) R$ 1,19 milhão – Náutico (2 fases) e Santa Cruz (2 fases)
4º) R$ 950 mil – Sport (1 fase)

Declaração do presidente do Afogados, João Nogueira, ao site da CBF
“Nós temos um plano sim, que é construir o CT. Estamos procurando o terreno para ter no mínimo dois campos de treinamento, porque hoje os atletas treinam no campo da prefeitura. Já estamos negociando com um corretor o terreno de três hectares para colocar esta ideia em ação o mais rápido possível”.

Leia mais sobre o assunto
Análise da classificação do Afogados na 1ª fase, diante do Atlético Acreano, em 13/02

Análise da classificação do Afogados na 2ª fase, diante do Atlético Mineiro, em 26/02


Compartilhe!