Compartilhe!

O atacante estreou na reabertura dos Aflitos, com gol, em 16/12/2018. Foto: Léo Lemos/Náutico.

Em 2019, Thiago viveu a sua primeira temporada como profissional, atuando em 36 jogos pelo Náutico. Aos 18 anos, marcou 8 gols, deu assistências e foi a peça-chave para quebrar as linhas adversárias, sendo o principal jogador do alvirrubro, num ano com a conquista da Série C. E a valorização ao longo do ano foi clara, sendo apontado como a revelação do Pernambucano, sendo convocado para a Seleção Brasileira Sub 18 e, por fim, sendo negociado por um valor recorde nos Aflitos.

E a venda foi logo para o atual campeão brasileiro, o Flamengo. O clube carioca – com a receita anual beirando R$ 1 bilhão – adquiriu os direitos econômicos do jogador por R$ 7 milhões, segundo reportagem de O Globo. O alvirrubro não confirmou o valor, mas tratou como a “comercialização de maior porte já realizada”, mantendo ainda 18% dos direitos sobre uma futura negociação na Gávea. De fato, considerando a cifra informada pelo jornal carioca, esta venda superou a do lateral Douglas Santos, cedido por R$ 4,5 milhões ao Granada, da Espanha, em 2013 – num comparativo nominal. Ao todo, foi a 13ª venda milionária do timbu.

A princípio, Thiago irá para o Sub 20 do Fla, que também ganhou o Brasileiro da categoria…

Reforço no caixa
Esta foi a terceira negociação milionária do alvirrubro em 2019. Em maio, o clube vendeu o também atacante Robinho ao Bragantino, recém-adquirido pelo Red Bull, por R$ 1 milhão. Mesmo valor de Luiz Henrique, que foi para o Moreirense, de Portugal, em julho. Assim, o clube de Rosa e Silva deve terminar o ano superando, bastante, a previsão orçamentária de R$ 15 milhões.

Leia mais sobre o assunto
Revelação do Estadual, Thiago vai à Seleção Sub 18. O 1º nome do Náutico em 6 anos

Multas rescisórias dos jogadores formados na base do Náutico somam R$ 118 milhões

As maiores vendas realizadas pelos clubes do Nordeste durante o Plano Real


Compartilhe!