Compartilhe!

Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

Uma vitória nas últimas quinze rodadas. Este recorte resume o Sport no Brasileirão. Após um bom início, quando chegou a figurar na vice-liderança, o time pernambucano saiu do rumo e perdeu 17 colocações no período. Um imenso declínio pontuado com alguns lampejos de recuperação, como chegou a parecer em São Paulo, onde o time fez uma boa partida. Só não adiantou, pois tomou a virada do Corinthians em dois vacilos.

Foi o 5º confronto realizado na Arena Corinthians, onde o leão segue zerado, com cinco derrotas. Nesta 25ª rodada, o Sport fez um primeiro tempo de muita aplicação defensiva, com o volante Marcão cercando Jádson e deixando o time paulista praticamente sem alternativas. À parte de dois cruzamentos para Roger no comecinho, ambos finalizados para fora, o mandante só teve uma chance, de fora da área, numa grande defesa de Magrão. Já o Sport conseguiu explorar bem os desarmes, buscando contragolpes pelo lado esquerdo, por baixo e por cima – como no lance em Hernane, aos 20, com o pênalti cometido pelo zagueiro Henrique. Na cobrança, o Brocador finalmente desencantou nesta sua segunda passagem no leão – no 6º jogo.

Depois, o time pernambucano ainda teve duas boas investidas, mas sofreu uma baixa grande antes do intervalo, com Hernane sofrendo uma lesão no ombro após choque de Léo Santos, com o árbitro sequer marcando falta. Vindo da Série C, o centroavante Matheus Peixoto fez a sua estreia, na função de pivô, mas perdeu praticamente todas as bolas pelo alto. No segundo tempo, isso faria diferença, com a posse de bola corintiana aumentando (chegou a 63%).

O Timão chegou ao empate aos 13, numa bela batida de Jádson, porém, no rebote de um lance impedido – valendo também a observação sobre a defesa leonina, marcando com os olhos. O Sport não se abalou e teve duas ótimas oportunidades aos 14 (Morato) e 19 (Neto Moura), ambas com a bola raspando a trave de Cássio. Depois, com mais duas mudanças, a equipe caiu. Andrigo se mostrou novamente improdutivo, enquanto Ferreira passou longe de cumprir a função de Jair. No fim, quando o empate já poderia ser visto como “bom”, mesmo numa rodada com concorrentes diretos vencendo, o Corinthians virou numa bola aérea com uma sucessão de erros: Sander, que errou na proteção da bola, Ortiz, que perdeu no pulo para Romero, e Rogério, que não acompanhou Danilo Avelar: 2 x 1. Agora, o Sport só está à frente do lanterna Paraná, justo o único time vencido nas últimas quinze rodadas…

Escalação do Sport (melhores: 1 Marcão, 2 Hernane, 3 Neto; piores: 1 Andrigo, 2 Rogério)
Magrão; Ernando, Léo Ortiz, Durval e Sander; Marcão, Jair (Ferreira, 27/2T) e Neto Mouro; Rogério, Brocador (Matheus Peixoto, 41/2T) e Morato (Andrigo, 24/2T)

Confrontos na Arena em Itaquera pela Série A (5 jogos, 5D)
01/10/2014 – Corinthians 3 x 0 Sport (29.238 pessoas)
12/08/2015 – Corinthians 4 x 3 Sport (30.941 pessoas)
08/09/2016 – Corinthians 3 x 0 Sport (24.360 pessoas)
05/08/2017 – Corinthians 3 x 1 Sport (41.279 pessoas)
16/09/2018 – Corinthians 2 x 1 Sport (21.112 pessoas)

Histórico geral de Sport x Corinthians (todos os mandos)
42 jogos
15 vitórias rubro-negras (35,7%)
10 empates (23,8%)
17 vitórias paulistas (40,4%)

Histórico de Sport x Corinthians pela Série A (todos os mando)
37 jogos
13 vitórias rubro-negras (35,1%)
9 empates (24,3%)
15 vitórias paulistas (40,5%)

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli, Celso Ishigami e Lucas Fitipaldi)

Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians


Compartilhe!