Compartilhe!
  •  
  • 3
  •  
  •  

A edição do Diario de Pernambuco sobre o tri do timbu na Copa Norte (que reunia o NE), em 1967.

Os presidentes de Náutico, Edno Melo, e Vitória, Paulo Carneiro, se reuniram com a cúpula da CBF em 12/05, no Rio, incluindo o presidente Rogério Caboclo e o secretário-geral Walter Feldman, para assuntos relacionados à associação de clubes, com a Série B na pauta. Além disso, os dirigentes pediram, formalmente, a oficialização de títulos regionais do passado, pré-1994.

No dia seguinte à conquista da Copa do Nordeste de 2021, o Bahia, tetracampeão, lembrou dos outros títulos regionais obtidos pelo clube, mas em disputas distintas, com o novo triunfo sendo, então, o 8º título regional do tricolor. Obviamente, a lógica vale para o Bahia e para os demais clubes. Desde 2012 o rival Vitória se considera pentacampeão da Copa do Nordeste, acrescentando um título de 1976 à sua lista. Além das quatro taças da Copa do Nordeste, o leão baiano venceu o Torneio José Américo de Almeida Filho, de âmbito regional, em 1976.

Na reunião, a CBF deu o caminho para o processo de reconhecimento. Na conversa, ficou acordado que os clubes precisam de registros históricos de cada torneio, em jornais ou vídeos, e depois registrá-los em cartório – no caso de PE, o acervo no impresso é vasto. Nota-se que é um trabalho caso a caso. É um processo semelhante ao da unificação da Taça Brasil (1959-1968) e do Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1967-1970) ao Campeonato Brasileiro, iniciado em 1971. O dossiê produzido pelo jornalista Odir Cunha foi aceito pela CBF em 2010.

Em relação ao Nordeste, o blog já fez o levantamento dessas competições – confira a lista abaixo. Além dos 21 títulos oficiais, sendo 18 títulos da Copa do Nordeste e dos 3 do Torneio Norte-Nordeste, disputado entre 1968 e 1970, existem outros 21 troféus sem a chancela da CBF, mas com peso histórico relevante. O Náutico seria, de longe, o maior beneficiado com a revisão desses títulos. O timbu sairia de 0 para 5. O clube ganhou três vezes a “Copa Norte”, que na verdade reunia os clubes do Norte e Nordeste num zonal dentro da Taça Brasil.

E este torneio, celebrado de fato como título regional na época, é o mais próximo da realidade acerca da equiparação com a Copa do Nordeste – na minha visão. Foram dez edições seguidas, com o alvirrubro ganhando em 1965, 1966 e 1967. O Bahia também ganhou três vezes (1959, 1961 e 1963), com duas do Fortaleza (1960 e 1968) e uma de Sport (1962) e Ceará (1964). Inclusive, esses cinco times disputaram, em 1966, o Torneio Pentagonal dos Campeões do Norte-Nordeste, ou “Copa dos Campeões do Norte”, com turno e returno. Também deu Náutico. A outra conquista do clube de Rosa e Silva, que na verdade foi a primeira, aconteceu em 1952, num dos embriões dos torneios do NE. O que você acha desta possibilidade?

Atualização em 13/05: o Bahia já vinha trabalhando num dossiê histórico sobre os quatro títulos pleiteados e irá apresentá-lo à CBF, com o mesmo objetivo de busca pelo reconhecimento.

Leia mais sobre o assunto
Tetra ou octa? Com o título de 2021, o Bahia relembra a velha polêmica no Nordeste

A cronologia das competições regionais no Nordeste (e N-NE)
1º) Copa Cidade de Natal (1946; 1 edição)
2º) Torneio dos Campeões do Nordeste (1948; 1 edição)
3º) Torneio dos Campeões do Norte-Nordeste (1951-1952; 2 edições)
4º) Copa Norte, a fase N-NE da Taça Brasil (1959-1968; 10 edições)
5º) Copa dos Campeões do Norte (1966; 1 edição)
6º) Hexagonal Norte-Nordeste (1967; 1 edição)
7º) Torneio Norte-Nordeste (1968-1970; 3 edições)*
8º) Taça Almir de Albuquerque (1973; 1 edição)
9º) Torneio José Américo de Almeida Filho (1975-1976; 2 edições)
10º) Copa do Nordeste (1994-2021; 18 edições)*
11º) Taça Asa Branca (2016-2017; 2 edições)**
* Títulos regionais oficiais via CBD ou CBF
** Taça amistosa vencida por Ceará e Santa, mas listada devido à promoção via Liga do NE

Campeões do Nordeste e Norte-Nordeste, oficiais (21 títulos; 9 clubes)
1º) 4x – Vitória, Sport e Bahia
4º) 3x – Ceará
5º) 2x – Fortaleza
6º) 1x – América-RN, Campinense, Santa Cruz e Sampaio Corrêa

Por estado: 8x, Bahia; 5x, Pernambuco e Ceará; 1x Rio Grande do Norte, Paraíba e Maranhão

Campeões do Nordeste e Norte-Nordeste, não oficiais (21 títulos; 10 clubes)
1º) 5x – Náutico
2º) 4x – Bahia
3º) 3x – Fortaleza
4º) 2x – Ceará e Santa Cruz
6º) 1x – Ypiranga-BA, Sport, América-RN, CRB e Vitória

Por estado: 8x, Pernambuco; 6x, Bahia; 5x, Ceará; 1x, Rio Grande do Norte e Alagoas

A possível lista total de títulos regionais no Nordeste e N-NE (42 títulos; 12 clubes)
8x – Bahia (48, 59, 61, 63, 01*, 02*, 17* e 21*)
5x – Náutico (52, 65, 66, 66 e 67)
5x – Vitória (76, 97*, 99*, 03* e 10*)
5x – Sport (62, 68*, 94*, 00* e 14*)
5x – Fortaleza (46, 60, 68, 70* e 19*)
5x – Ceará (64, 69*, 15*, 16 e 20*)
3x – Santa Cruz (67, 16* e 17)
2x – América-RN (73 e 98*)
1x – Ypiranga-BA (51)
1x – CRB (75)
1x – Campinense (13*)
1x – Sampaio Corrêa (18*)
* Títulos regionais oficiais via CBD ou CBF

Por estado: 14x, Bahia; 13x, Pernambuco; 10x, Ceará; 2x, Rio Grande do Norte; 1x, Alagoas, Paraíba e Maranhão

Abaixo, registros do Diario de Pernambuco sobre os oito títulos dos pernambucano antes de 1994. Edições à disposição no acervo online da Biblioteca Nacional. Ou seja, caminho aberto.

Náutico - Torneio dos Campeões do N-NE de 1952

Compartilhe!
  •  
  • 3
  •  
  •