Compartilhe!

O jogo em 9 de setembro foi confirmado faltando apenas um mês. Tempo para reparos na arena.

Eis um episódio com cara de spoiler. Em 24 de agosto a CBF chegou a anunciar a liberação de 12 mil pessoas no estádio do Corinthians para o superclássico sul-americano, servindo como evento-teste para a retomada de público no país. Isso corresponde a 25% da capacidade do local. No entanto, seis dias depois, através de nota oficial, a confederação recuou e definiu a presença de apenas 1.500 convidados em SP, sem a comercialização de ingressos, como estava previsto.

A decisão ocorreu “por conta da falta de tempo hábil para o desenvolvimento de sistema integrado que permita o efetivo controle de compra, verificação de testes, comprovantes de vacinas e acesso do público ao estádio com segurança”. Na ocasião, faltavam apenas seis dias para Brasil x Argentina na capital paulista. Hoje, faltam nove dias para Brasil x Peru na Arena Pernambuco. Aqui, a partida que segue sem uma posição oficial nem do governo do estado, nem da CBF e nem da direção da Arena PE, que na verdade aguarda a fala do poder público – nas redes sociais, vem respondendo com “estamos aguardando posicionamento do governo do estado sobre a presença de público nos estádios”.

Até o momento, todos os jogos de futebol no Recife seguem ocorrendo de portões fechados, devido à pandemia da Covid-19, num cenário contínuo há 17 meses. Ainda não houve evento-teste nas arquibancadas, apesar da pressão dos dirigentes. Calculando sobre o mesmo percentual na Neo Química Arena, com o “Plano A”, seriam 11.250 ingressos na Arena Pernambuco para assistir à canarinha. Contudo, sem qualquer novidade de fato, fica difícil imaginar que o argumento utilizado em SP não seja válido também em PE, o que levaria ao “Plano B”, só com convidados. Caso a opção original seja mesmo implantada, a operação de bilheteria precisará ser a mais rápida já vista num jogo da Seleção Brasileira em Pernambuco.

Na história já foram 18 jogos da Seleção no estado. Os cinco primeiros no antigo Campo da Avenida Malaquias, na década de 1930. Na época não havia a divulgação regular do borderô, mas o local comportava no máximo 8 mil pessoas. Portanto, considerando os outros 13 jogos, no Arruda (10), na Ilha (2) e na Arena PE (1), foram 677.481 torcedores, com a excelente média de 52.113. Observando apenas os jogos oficias, com país vs país, foram 10 partidas (9 no Arruda e 1 na Arena), com 592.037 espectadores contabilizados, dando uma média de 59.203.

Na primeira marcação da partida pelas Eliminatórias do Mundial do Catar, em março de 2020, num jogo contra a Bolívia, mais de 30 mil ingressos foram vendidos em apenas um dia. Desta vez, infelizmente, mas de forma prudente, deveremos ter um jogo com presença bem restrita. De toda forma, seja qual for o cenário, “A”, “B” ou até o “C” (de portões fechados), será a menor presença de torcida da seleção nacional principal, no estado, em quase nove décadas…

Preparação da Arena PE
À parte do público nas cadeiras vermelhas, o estádio em São Lourenço vem passando por trabalhos visando o jogo. O gramado, sem atividades há semanas, está sendo recuperado com retirada de resíduos, areação, adubação etc. A grama terá altura entre 18mm e 22mm, a pedido da comissão técnica da CBF – o Brasil fará um treino por lá na véspera, à tarde. Na área interna, os vestiários estão sendo pintados, incluindo a área de aquecimento, com grama sintética.

Números da pandemia em Pernambuco
Até hoje, em 31 de agosto de 2021, já foram confirmados 607 mil casos de contaminação em PE, com 19.383 mortes. Na última atualização diária, foram 508 novos casos de Covid-19 e 13 óbitos. Em relação à vacinação, somando a 2ª dose e a dose única, já são 2.497.318 pessoas imunizadas no estado, ou 25,8% da população local.

Os maiores públicos da Seleção Brasileira em Pernambuco*
1º) 96.990 – Brasil 6 x 0 Bolívia (29/08/1993), Arruda
2º) 90.400 – Brasil 2 x 0 Argentina (23/03/1994), Arruda
3º) 76.800 – Brasil 2 x 0 Paraguai (09/07/1989), Arruda
4º) 59.946 – Brasil 2 x 0 Uruguai (02/05/1985), Arruda
5º) 59.732 – Brasil 1 x 1 Suíça (19/05/1982), Arruda
6º) 55.252 – Brasil 2 x 1 Paraguai (10/06/2009), Arruda
7º) 54.249 – Brasil 4 x 2 Iugoslávia (30/04/1986), Arruda
8º) 45.010 – Brasil 2 x 2 Uruguai (25/03/2016), Arena Pernambuco
9º) 42.621 – Brasil 0 x 0 Pernambuco (13/05/1978), Arruda
10º) 29.658 – Brasil 8 x 0 China (10/09/2012), Arruda
11º) 26.929 – Brasil 6 x 1 Pernambuco (13/07/1969), Ilha do Retiro
12º) 24.000 – Brasil 2 x 1 Polônia (29/06/1995), Arruda
13º) 15.894 – Brasil 2 x 0 Pernambuco (01/04/1956), Ilha do Retiro
* Ainda ocorreram 5 jogos na Avenida Malaquias em 1934, mas sem borderô divulgado

Leia mais sobre o assunto
Após 4 mudanças, a definição sobre o jogo da Seleção na Arena PE pelas Eliminatórias de 2022

A lista de Tite com os 25 convocados para Brasil x Peru na Arena PE; Neymar e olímpicos

Os jogos da Seleção Brasileira no Nordeste, com os times principal, olímpico e feminino


Compartilhe!