Compartilhe!

Colômbia 0 x 1 Brasil em 2022

O Brasil se vestiu de azul no Estádio Alfonso López e ganhou de novo. Imagem: SBT/reprodução.

A Seleção Brasileira Feminina conquistou a Copa América com 100% de aproveitamento. O time de Pia Sundhage venceu os seis jogos disputados na Colômbia, com 20 gols marcados e nenhuma sofrido. A final, diante das anfitriãs, foi vencida com um gol de Debinha, na noite de sábado, com transmissão para todo o país no SBT, que obteve os direitos pela primeira vez.

A exibição do torneio feminino ainda é algo raro na tevê aberta, com a edição de 1995 sendo pioneira. Realizada em Uberlândia, no interior mineiro, teve os jogos na grade Band. Agora, na estreia do canal de Sílvio Santos, a copa teve o dobro de participantes, 10, além de uma cobertura maior também na tevê por assinatura. Abordando especificamente a audiência de 2022 em sinal aberto, a média nacional foi de 5,2 pontos – cada ponto corresponde a 1% da respectiva população analisada. Dado considerado satisfatório para o horário. Ao todo, 14 metrópoles tiveram a audiência medida pelo Ibope, em dados revelados pelo repórter Gabriel Vaquer.

Manaus ficou em primeiro lugar, com quase dois dígitos. Em 2º lugar, Fortaleza, uma das três regiões metropolitanas nordestinas presentes no levantamento. As outras são Salvador (7º) e Recife (10º). Considerando a audiência absoluta, pelo nº de telespectadores, São Paulo e Rio ficaram no topo, sem surpresa, mas a capital cearense também mostrou força, com a TV Jangadeiro tendo mais de 324 mil telespectadores simultâneos durante as duas horas de programação com o narrador Téo José à frente. Já nas capitais da Bahia (TV Aratu) e Pernambuco (TV Jornal), os dados aproximados foram de 216 mil e 169 mil, respectivamente. Abaixo, veja os dois rankings, por pontos (proporcional) e telespectadores (absoluto).

Favoritismo confirmado pela Seleção

O título obtido em Bucaramanga confirmou o enorme favoritismo da seleção feminina, que venceu 8 das 9 edições da Copa América da categoria. Entre os homens, a disputa existe desde 1916. Já entre as mulheres a primeira competição oficial ocorreu há apenas 31 anos. Até hoje, o Brasil venceu em 91, 95, 98, 03, 10, 14, 18 e 22. Só não foi campeão em 2006, com triunfo das argentinas – as brasileiras ficaram em 2º. Em 50 jogos já são 47V, 1E e 2D. Com o “octa”, a Seleção se garantiu no Mundial de 2023 e nas Olimpíadas de 2024, além da premiação de R$ 8 milhões. E ainda disputará o troféu da “Finalíssima” contra a Inglaterra, a campeã europeia.

Leia mais sobre o assunto
As 20 maiores torcidas femininas do Brasil em 2022; Ipec estima 67 milhões de torcedoras

Audiência média em pontos da final da Copa América Feminina no SBT, em 30/07
1º) 9,6 – Manaus
2º) 9,0 – Fortaleza
3º) 7,8 – Belém
4º) 7,1 – Brasília
5º) 6,9 – Goiânia
6º) 6,5 – Vitória
7º) 5,9 – Salvador
8º) 5,4 – Curitiba
9º) 4,7 – São Paulo
10º) 4,5 – Recife
11º) 4,2 – Florianópolis
12º) 4,1 – Rio de Janeiro
13º) 3,9 – Belo Horizonte
14º) 3,5 – Porto Alegre

Audiência média em telespectadores da final da Copa América Feminina no SBT, em 30/07
1º) 965,2 mil – São Paulo
2º) 515,4 mil – Rio de Janeiro
3º) 324,8 mil – Fortaleza
4º) 216,8 mil – Belo Horizonte
5º) 216,1 mil – Salvador
6º) 194,1 mil – Brasília
7º) 189,7 mil – Manaus
8º) 179,4 mil – Belém
9º) 175,2 mil – Curitiba
10º) 169,0 mil – Recife
11º) 167,8 mil – Goiânia
12º) 141,1 mil – Porto Alegre
13º) 120,7 mil – Vitória
14º) 45,9 mil – Florianópolis


Compartilhe!