Compartilhe!
  •  
  • 12
  •  
  •  

Ao longo de 31 anos, 85 clubes nordestinos participaram da Copa do Brasil. Desde a edição pioneira, em 1989, já com representantes dos nove estados, até 2019, com o Santa Cruz de Natal sendo o estreante da vez e com o Bahia alcançando as quartas de final pela 7ª vez. Por sinal, em termos de resultados, 41 clubes da região conseguiram avançar no mata-mata, com alguns indo bem longe. Doze times chegaram às quartas, quatro à semifinal, três à final e um ergueu a taça. No caso, o Sport, que em 2008 eliminou Imperatriz, Brasiliense, Palmeiras, Internacional, Vasco e Corinthians. Valeu a segunda estrela dourada do clube.

Aqui, apresento um levantamento com todas as campanhas do futebol nordestino na segunda competição mais importante do Brasil. Para a produção do ranking (no fim do post), considerei 3 pontos por vitória, um critério só adotado no país em 1995, com a mesma ordem aplicada na maioria dos campeonatos, com pontos, vitórias, saldo e gols marcados.

Além disso, disso, a pesquisa também traz o número de mata-matas que cada clube disputou, contabilizando todas as classificações (Cl.) e eliminações (El.) – à parte da dificuldade de cada um. Entre 1995 e 2016, os confrontos poderiam durar um jogo nas duas primeiras fases, mas apenas se o visitante vencesse por 2 gols de diferença. A partir de 2017, as duas primeiras fases passaram a ocorrer em jogos únicos, sem exceções. Por isso, nem sempre a quantidade de partidas realizadas remete ao dobro de confrontos, com os tradicionais duelos de ida e volta.

Antes do quadro, vale conferir a lista por desempenho, ordenada pelo nº de títulos, vices e participações nas semis, quartas e oitavas, respectivamente. Neste caso, figuram 23 clubes, com a última novidade, entre os 16 melhores, sendo o Sampaio Corrêa, justamente em 2019.

1º) Sport
Campeão (1x): 08
Vice (1x): 89
Semifinal (2x): 92 e 03
Quartas (1x): 98
Oitavas (5x): 91, 93, 07, 10 e 17

2º) Ceará
Vice (1x): 94
Semifinal (2x): 05 e 11
Quartas (2x): 93 e 97
Oitavas (3x): 90, 14 e 15

3º) Vitória
Vice (1x): 10
Semifinal (1x): 04
Quartas (8x): 89, 91, 94, 97, 98, 03, 09 e 12
Oitavas (6x): 93, 95, 99, 01, 06 e 18

4º) Náutico
Semifinal (1x): 90
Quartas (1x): 07
Oitavas (7x): 89, 93, 03, 06, 08, 09 e 11

5º) Bahia
Quartas (7x): 89, 90, 99, 02, 12, 18 e 19
Oitavas (10x): 92, 94, 95, 98, 00, 01, 03, 04, 07, 11

6º) Fortaleza
Quartas (1x): 01
Oitavas (7x): 92, 04, 06, 09, 12, 16 e 19

7º) CSA
Quartas (1x): 92
Oitavas (2x): 02 e 09

8º) ABC
Quartas (1x): 14
Oitavas (1x): 00

8º) América-RN
Quartas (1x): 14
Oitavas (1x): 00

10º) Baraúnas
Quartas (1x): 05

10º) Treze
Quartas (1x): 05

10º) Corinthians-AL
Quartas (1x): 08

13º) Santa Cruz
Oitavas (8x): 90, 91, 94, 97, 04, 05, 10 e 17

14º) Fluminense de Feira
Oitavas (1x): 91

14º) Sergipe
Oitavas (1x): 92

14º) Flamengo-PI
Oitavas (1x): 01

14º) Confiança
Oitavas (1x): 02

14º) Icasa
Oitavas(1x): 09

14º) Horizonte
Oitavas (1x): 11

14º) Salgueiro
Oitavas (1x): 13

14º) Santa Rita
Oitavas (1x): 14

14º) Botafogo-PB
Oitavas (1x): 16

14º) Sampaio Corrêa
Oitavas (1x): 19

A seguir, o ranking histórico dos clubes do Nordeste na Copa do Brasil, de 1989 a 2019.

Curiosidades na atualização da lista em 2019
– A diferença entre Vitória (1º) e Bahia (2º) caiu de 51 para 33 pontos
– A diferença entre Sport (3º) e Ceará (4º) caiu de 20 para 15 pontos
– O Santa Cruz tomou o 6º lugar do Fortaleza (pelo nº de vitórias)
– O Santa Cruz de Natal estreou em 45º, já à frente de 40 times
– O Atlético Cearense é o antigo Uniclinic, que já estava presente

Obs. Caso o leitor queira uma estatística mais detalhada sobre cada coluna presente no quadro, basta clicar na setinha no tópico das colunas, tanto para cima ou para baixo – escolha a ordem.


Compartilhe!
  •  
  • 12
  •  
  •