Compartilhe!

Texto e dados atualizados até 21 de abril de 2019. Imagens: Google Maps.

Em mais de um século de história, dez estádios celebraram o campeão pernambucano de futebol. Do antigo campo do British Club, em 1915, num terreno hoje ocupado por parte do Museu do Estado, ao Cornélio de Barros, no sertão, passando ainda por uma arena multiuso construída para a Copa do Mundo de 2014. Ao todo, sete campeões estaduais (Sport, Santa Cruz, Náutico, América, Torre, Tramways e Flamengo do Recife) se revezaram com a taça nesses palcos.

Entre as 105 edições, 34 foram conquistadas de forma direta, sem a necessidade de uma final, partida extra, melhor de três etc. Ou seja, foram conquistas antecipadas, com o “jogo decisivo” ocorrendo na tabela regular. Como exemplo, as voltas olímpicas de rubro-negros e tricolores em Caruaru e Petrolina, respectivamente – somente em 2017 aconteceu uma final de fato fora do Grande Recife, no supracitado palco em Salgueiro. Entretanto, a maioria das celebrações, em finais ou não, está mesmo concentrada nos estádios do trio de ferro, com 77 títulos – descontando aí a Avenida Malaquias, a primeira casa do Sport. Ampliando o recorte, vale destacar que a definição de título mais recorrente em Pernambuco é mesmo numa final, com 71 edições até hoje – de jogos únicos a decisões em quatro duelos em sequência.

A partir do histórico da competição local, confira o rendimento de cada clube campeão em cada palco decisivo, tanto no cenário geral quanto no recorte apenas com as finais de campeonato – naturalmente, considerando apenas a última (e decisiva) partida.

Curiosidade – Nos anos 40, 50 e 60, as definições de título ocorreram basicamente na Ilha (15x) e nos Aflitos (14x). O Arruda já existia desde 1943, mas com arquibancadas de madeira. O 1º lance de arquibancada de concreto só foi erguido em 1965, com a primeira final justamente em 1970.

Todas as voltas olímpicas no campeonato estadual (105 campeonatos, 1915-2019):

1º) Ilha do Retiro (38x)
Sport (22x, com 57%) – 1942, 43, 48, 56, 58, 61, 62, 81, 88, 91, 92, 94, 96, 98, 99, 2000, 03, 06, 07, 08, 10 e 19
Santa Cruz (10x, com 26%) – 1940, 46, 57, 71, 73, 86, 87, 2012, 13 e 16
Náutico (5x, com 13%) – 1945, 52, 54, 64 e 65
América (1x, com 2%) – 1944

2º) Aflitos (21x)
Náutico (8x, com 38%) – 1950, 51, 60, 63, 66, 67, 68 e 74
Sport (7x, com 33%) – 1917, 41, 49, 53, 55, 75 e 2009
Santa Cruz (5x, com 23%) – 47, 59, 69, 72 e 78
Torre (1x, com 5%) – 1926

3º) Arruda (18x)
Santa Cruz (9x, om 47%) – 1970, 76, 79, 83, 90, 93, 95, 2011 e 15
Náutico (6x, com 35%) – 1984, 85, 89, 2001, 02 e 04
Sport (3x, com 17%) – 1977, 80 e 82

4º) Jaqueira (13x)
América (3x, com 23%) – 1919, 22 e 27
Santa Cruz (3x, com 23%) – 1931, 33 e 35
Sport (3x, com 23%) – 1920, 28 e 38
Tramways (2x, com 15%) – 1936 e 37
Torre (1x, com 7%) – 1929
Náutico (1x, com 7%) – 1939

5º) Avenida Malaquias (8x)
Sport (3x, com 37%) – 1923, 24 e 25
América (2x, com 25%) – 1918 e 21
Torre (1x, com 12%) – 1930
Santa Cruz (1x, com 12%) – 1932
Náutico (1x, com 12%) – 1934

6º) British Club (2x)
Flamengo (1x, com 50%) – 1915
Sport (1x, com 50%) – 1916

6º) Arena Pernambuco, em São Lourenço (2x)
Sport (1x, com 50%) – 2014
Náutico (1x, com 50%) – 2018

8º) Antônio Inácio, em Caruaru (1x)
Sport (1x, com 100%) – 1997

8º) Paulo Coelho, em Petrolina (1x)
Santa Cruz (1x, com 100%) – 2005

8º) Cornélio de Barros, em Salgueiro (1x)
Sport (1x, com 100%) – 2017

Todas as finais do campeonato estadual (71 edições, 1915-2019):

1º) Ilha do Retiro (29x)
Sport (16x, com 55%) – 1948, 61, 62, 81, 88, 91, 92, 94, 96, 98, 99, 2000, 03, 06, 10 e 19
Santa Cruz (10x, com 34%) – 1940, 46, 57, 71, 73, 86, 87, 2012, 13 e 16
Náutico (2x, com 7%) – 1954 e 65
América (1x, com 3%) – 1944

2º) Arruda (16x)
Santa Cruz (8x, com 50%) – 1970, 76, 83, 90, 93, 95, 2011 e 15
Náutico (6x, com 37%) – 1984, 85, 89, 2001, 02 e 04
Sport (2x, com 12%) – 1977 e 80

3º) Aflitos (15x)
Náutico (7x, com 46%) -1950, 51, 60, 63, 66, 68 e 74
Sport (5x, com 33%) – 1917, 49, 53, 55 e 75
Santa Cruz (3x, com 20%) – 1947, 59, 69

4º) Jaqueira (3x)
Santa Cruz (2x, com 66%) – 1933 e 35
Sport (1x, com 33%) – 1920

4º) Avenida Malaquias (3x)
América (1x, com 33%) – 1921
Santa Cruz (1x, com 33%) – 1932
Náutico (1x, com 33%) – 1934

6º) British Club (2x)
Flamengo (1x, com 50%) – 1915
Sport (1x, com 50%) – 1916

6º) Arena Pernambuco, em São Lourenço (2x)
Sport (1x, com 50%) – 2014
Náutico (1x, com 50%) – 2018

8º) Cornélio de Barros, em Salgueiro (1x)
Sport (1x, com 100%) – 2017


Compartilhe!