Compartilhe!
  • 62
  •  
  •  
  •  

Fifa/Getty Images

O jogo entre Uruguai e Egito, em Ekaterimburgo, ficou marcado pela ausência de Salah e pela vitória celeste no finzinho. Na transmissão na tevê, também chamou a atenção a quantidade de cadeiras laranjas vazias. Apesar da venda antecipada de 32.278 ingressos, o que correspondia a 90% da capacidade, o público presente foi de 27.015 – índice de 75%, muito baixo para os padrões atuais da Copa do Mundo. E olhe que a arena foi ampliada em 12 mil lugares, chegando a 35.596 – num reflexo do otimismo quanto à ocupação. No caso, foram colocadas arquibancadas móveis atrás dos gols, semelhante à estrutura temporária na Arena Corinthians, cuja capacidade passou de 47 mil para 65 mil visando o jogo de abertura.

Em 2014, a menor assistência foi registrada na Arena Pantanal, com 10.588 torcedores a mais. Questionada pela CNN sobre o motivo da baixa presença no 2º jogo do Mundial 2018, a Fifa disse o seguinte: “Pode ter sido por diferentes fatores”. Além da obviedade implícita, pode estar relacionado ao formato atual de venda, definida em sorteio online. Como curiosidade, listei os menores públicos de todas as edições. Existe algum jogo ‘favorito’ para quebrar a marca de 2018?

Em tempo: a Copa do Mundo de 2026, que será realizada simultaneamente no Canadá, México e Estados Unidos, prevê uma média recorde de 72.500 torcedores nas 80 partidas. Desde que os bilhetes comercializados sejam efetivamente utilizados nas catracas…

Os menores públicos da Copa do Mundo
1930 – 2.000 (Chile 1 x 0 França, Montevidéu)
1934 – 3.000 (Alemanha 2 x 1 Suécia, Milão)
1938 – 7.000 (Cuba 3 x 3 Romênia, Tolouse)
1950 – 3.580 (Suíça 2 x 1 México, Porto Alegre)
1954 – 4.000 (Turquia 7 x 0 Coreia do Sul, Genebra)
1958 – 2.823 (Gales 2 x 1 Hungria, Estocolmo)
1962 – 5.700 (Inglaterra 0 x 0 Bulgária, Racangua)
1966 – 13.792 (Chile 1 x 1 Coreia do Norte, Middlesbrough)
1970 – 12.299 (Bulgária 1 x 1 Marrocos, León)
1974 – 15.800 (Alemanha Oriental 2 x 0 Austrália, Hamburgo)
1978 – 17.396 (Tunísia 3 x 1 México, Rosário)
1982 – 11.000 (Peru 0 x 0 Camarões, La Coruña)
1986 – 13.800 (Hungria 2 x 0 Canadá, Irapuato)
1990 – 27.833 (Iugoslávia 4 x 1 Emirados Árabes, Bologna)
1994 – 44.132 (Nigéria 3 x 0 Bulgária, Dallas)
1998 – 27.650 (Paraguai 0 x 0 Bulgária, Montpellier)
2002 – 24.000 (Espanha 3 x 1 Paraguai, Jeonju)
2006 – 38.000 (Irã 1 x 1 Angola, Leipzig)
2010 – 23.871 (Nova Zelândia 1 x 1 Eslováquia, Rustemburgo)
2014 – 37.603 (Rússia 1 x 1 Coreia do Sul, Cuiabá)

2018 – 27.015? (Uruguai 1 x 0 Egito, Ekaterimbugo)

Fifa/Getty Images

 


Compartilhe!
  • 62
  •  
  •  
  •