Compartilhe!

O possível mapa da Copa do Mundo Sub 20, caso o Brasil vença o pleito na Fifa.

O Brasil é um dos cinco candidatos a país-sede do Mundial Sub 20 de 2021, a 23ª edição do torneio de juniores promovido pela Fifa. E a candidatura brasileira, protocolada pela confederação brasileira de futebol, conta com seis estádios. Todos localizados no Nordeste. Pois é. A notícia foi dada pelo blog Panorama Esportivo, do jornal O Globo, com o processo de seleção já na reta final – a definição deve sair até o dia 24 de outubro, no congresso da entidade em Xangai, na China.

As cidades são Fortaleza, Natal e Recife, que possuem arenas (utilizadas na Copa do Mundo de 2014), e Aracaju, João Pessoa e Maceió, com estádios mais antigos, embora com reformas pontuais, caso do Batistão. A partir disso, entrei em contato com o presidente da FPF, Evandro Carvalho, que confirmou a Arena Pernambuco e as demais cidades com arenas.

“Será no Nordeste. E Copa, só em arena. Os estados que não têm (arena) devem estar buscando uma exceção, alguma coisa desse tipo. É lícito. Eles têm que buscar o benefício para eles. Devem estar trabalhando para isso. Eu não estou a par e também não sei se vão conseguir.”

Em relação ao palco da final, uma vez que os seis estádios têm capacidade liberada, o dirigente disse: “estamos trabalhando”. Entre as cidades indicadas, o Recife é a mais central.

Pelo caderno de encargos do torneio, o país precisa de pelo menos quatro estádios. Ou seja, em tese, dois palcos poderiam ser cortados até o evento, que terá 24 seleções e 52 partidas. Por outro lado, o caderno é bem menos rigoroso que o documento da Copa do Mundo, tipo o Mundial Sub 17, agendado no país entre outubro e novembro de 2019. Para a competição juvenil, a CBF (que aceitou o evento após a desistência do Peru) selecionou quatro estádios em centros “menores”, com dois estádios em Goiânia (incluindo a Serrinha, do Goiás), um em Brasília (em vez do Mané Garrincha, o Bezerrão) e outro em Cariacica, no Espírito Santo.

Obs 1. Considerando as seis capitais nordestinas indicadas, a maior distância aérea está entre Fortaleza e Aracaju, com 816 quilômetros, ou pouco mais de 1 hora de voo direto.

Obs 2. A última edição deste Mundial organizada na América do Sul foi em 2011, na Colômbia. Na ocasião, a Seleção Brasileira conquistou o penta ao bater Portugal na prorrogação, por 3 x 2.

As cinco candidaturas para o Mundial Sub 20 de 2021
América do Sul (2) – Brasil e Peru
Ásia (3)- Indonésia, Myanmar/Tailândia e Arábia Saudita/Bahrein/Emirados Árabes

Atualização em 24/10 – Sem maiores detalhes, a Fifa escolheu a indonésia como país-sede.

Algumas exigências do caderno de encargos do Mundial Sub 20 de 2021
– De 4 a 8 estádios
– Capacidade mínima: 5 mil até a semifinal e 15 mil no jogo de abertura e na final
– Telão no estádio
– Sala de conferências para a imprensa (no estádio)
– 4 campos de treinamento (105m x 68m) para cada subsede, a no máximo 30 min do hotel
– Centro de transmissão, o IBCC (na cidade da final)

A capacidade máxima dos estádios indicados pela CBF
63.903 – Castelão (CE)*
45.500 – Arena Pernambuco (PE)
31.375 – Arena das Dunas (RN)
25.770 – Almeidão (PB)
19.105 – Rei Pelé (AL)
15.575 – Batistão (SE)
* A capacidade chegou a ser reduzida para 57 mil, mas a administração comprou novas cadeiras

Os campeões mundiais de juniores (1977-2019)
6x – Argentina
5x – Brasil
2x – Portugal e Sérvia
1x – Alemanha, Espanha, Gana, Inglaterra, França, Rússia e Ucrânia

Leia mais sobre o assunto
A marca do Mundial Sub 17 no Brasil, com 52 jogos em 4 estádios. Nenhuma “arena”


Compartilhe!