Compartilhe!

O Central vai celebrar o seu centenário em 2019, mais precisamente em 15 de junho. Para o ano emblemático, o clube vem captando receitas para montar um time competitivo com o objetivo de superar a campanha de 2018, quando terminou como vice no Pernambucano. Será a 58ª participação caruaruense, que ainda busca o primeiro título – o interior todo, diga-se.

Após o bom trabalho de Mauro Fernandes, a direção anunciou Estevam Soares. Ou seja, volta a apostar num medalhão em busca de reinserção no mercado. O novo treinador, de 62 anos, passou por vários clubes em duas décadas, incluindo uma passagem no Náutico em 2001. Na ocasião, substituiu Muricy Ramalho, campeão estadual, que acabou indo para o Santa na Série A. Já o ponto alto da carreira foi no Palmeiras, em 2004.

Além do aniversário, outro ponto importante para a patativa, em termos de receita, é a volta à Copa do Brasil após dez anos. O clube terá a menor cota na 1ª fase (são três subgrupos), mas isso representa ao menos R$ 500 mil – uma hipotética classificação à 2ª fase valeria mais R$ 600 mil. Então, somando este aporte inicial à cota de transmissão do Estadual (cerca de R$ 100 mil), aos patrocínios e à arrecadação com mensalidades de sócios e aluguéis de lojas no Lacerdão, o clube deve garantir uma folha acima de R$ 100 mil – o maior patamar entre os interioranos. Na verdade, deve ficar próximo também de Santa e Náutico, que devem investir mais na Série C, tendo como exceção o Sport. No elenco, peças de destaque em 2018, como o atacante Leandro Costa, devem reaparecer.

Mensagem Central em relação ao novo técnico
“Soares chega para ser o comandante do centenário patativa e promete levar o nosso clube à disputa do título Estadual, fazer bonito na Copa do Brasil e conquistar o acesso à Série C”

Calendário do Central em 2019 (nº mínimo de jogos)
Pernambucano (9), a partir de 20/01
Copa do Brasil (1), a partir de 06/02
Série D (6), a partir de 06/05


Compartilhe!