Compartilhe!
  •  
  • 5
  •  
  •  

O tricolor termina a 3ª rodada com 1V, 1E e 1D, com 2 jogos fora. Foto: Rafael Melo/Santa Cruz.

O Santa Cruz arrancou uma vitória daquelas no Novelli Júnior, no interior paulista. Pressionado pelas cinco partidas de jejum e vindo de um revés no Arruda, o time tricolor precisava pontuar diante do líder do chave. Foi além e venceu o Ituano, aos 47 minutos do 2T, de virada. Um roteiro para recuperar o time.

A falha de Maycon Cleiton na primeira etapa, levando um gol cobertura de Pacheco (lembrando Ronaldinho na Copa de 2002), parecia encaminhar o Santa para o fundo do poço neste quadrangular decisivo da Série C. Porém, o Ituano também sofreu um golpe antes do intervalo, com a expulsão do volante Paulinho Dias, após o segundo amarelo.

A vantagem numérica para a retomada seria a chance do Santa, que veio para o tudo ou nada – quase de forma literal visando esta campanha. Escalado num 4-4-2, o tricolor contou com os seus jogadores mais experientes em campo, incluindo uma dupla de ataque com Pipico e Rangel – que não jogavam juntos assim há cinco meses. Com personagens rodados no futebol, o Santa virou com dois gols do Chiquinho, o primeiro escorando o cruzamento de Rangel (com 1 minuto!) e o segundo tabelando com Paulinho, nos acréscimos.

Returno em 2021
O meia Chiquinho, que chegou no decorrer, já soma 7 gols no Campeonato Brasileiro, chamando a responsabilidade técnica em campo. Responsabilidade esta agora que volta ao Arruda, com o repeteco do confronto só em 2021, no dia 3 de janeiro. O triunfo por 2 x 1, fora de casa, aliviou a pressão por vitórias e a pressão por pontos – agora com 4 em 9 disputados. Com tranquilidade, pode voltar aos trilhos, pois segue sendo um mais capacitados nesta fase decisiva.

Santa Cruz em 21 jogos na Série C de 2020
Mandante (10 jogos, 20 pts e 66.6%): 6V, 2E e 2D
Visitante (11 jogos, 21 pts e 63.6%): 6V, 3E e 2D

Escalação do Ituano
Pegorari; Pacheco, Léo Santos, Sueliton e Breno Lopes; Paulinho Dias, Fillipe Soutto (Corrêa) e Mateus Criciúma (Léo Duarte); Gabriel Taliari (Felipe Manoel), Kadu (Julinho) e Bruno Mota (Luiz Paulo). Treinador: Vinicius Bergantin

Escalação do Santa Cruz
Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, William Alves (Célio Santos) e Leonan (Elivelton); Bileu (Lourenço), Paulinho, Chiquinho e Didira; Victor Rangel (Jáderson) e Pipico. Treinador: Marcelo Martelotte

Histórico geral de Ituano x Santa Cruz (todos os mandos)
7 jogos
3 vitórias tricolores (42,8%)
2 empates (28,5%)
2 vitórias paulistas (28,5%)

A análise do Podcast 45 Minutos (Diego Borges, João de Andrade e Lucas Liausu):


Compartilhe!
  •  
  • 5
  •  
  •