Compartilhe!

Fifa/Getty Images

O cronômetro não havia chegado aos 3 minutos quando o experiente meia Sanchez cortou um chute com o braço, dentro do área. Veio o combo (justo): pênalti e expulsão – a primeira desta Copa. O lance foi duríssimo para as pretensões da Colômbia diante da seleção japonesa. Atacante do Dortmund, Kagawa converteu e colocou o time nipônico no controle da partida.

Em desvantagem numérica, em campo e no placar, o time sul-americano não se encontrou, mas ainda chegou ao empate. Num golaço de Quintero, que cobrou a falta por baixo da barreira, a la Ronaldinho.

No 2T, entretanto, o Japão acelerou o jogo. Rapidez e posse de bola (58%), num volume de jogo que acabou dando resultado. Apesar disso, a vitória saiu na bola aérea, com o também atacante Osako cabeceando mesmo cercado por três adversários. O resultado embaralhou ainda mais o grupo H, apontado como o mais equilibrado desta Copa do Mundo.

Com o jogo da Colômbia, a 1ª rodada da Conmebol foi encerrada com apenas 1 vitória…

As estreias sul-americanas no Mundial 2018 (5 jogos, com 1V, 2E e 2D)
15/06 – Uruguai 1 x 0 Egito (Ekaterimburgo)
16/06 – Argentina 1 x 1 Islândia (Moscou)
16/06 – Peru 0 x 1 Dinamarca (Saransk)
17/06 – Brasil 1 x 1 Suíça (Rostov)
19/06 – Colômbia 1 x 2 Japão (Saransk)

Os pênaltis mais rápidos nos Mundiais (quem cometeu)
55s – Hoeness, alemão (Alemanha 2 x 1 Holanda, 07/07/1974)
85s – Thiago Silva, brasileiro (Brasil 0 x 3 Holanda, 12/07/2014)
134s – Nacho, espanhol (Espanha 3 x 3 Portugal, 15/06/2018)
170s – Carlos Sanchez, colombiano (Japão 2 x 1 Colômbia, 19/06/2018)

As expulsões mais rápidas nos Mundiais
56s – José Batista, uruguaio (Uruguai 0 x 0 Escócia, 13/06/1986)
179s – Carlos Sanchez, colombiano (Japão 2 x 1 Colômbia, 19/06/2018)
8min – Giorgio Ferrini, itaiano (Chile 2 x 0 Itália, 02/06/1962)
14min – Procópio, brasileiro (Brasil 1 x 1 Tchecoslováquia, 12/06/1938)

Fifa/Getty Images


Compartilhe!