Compartilhe!

A cada ano a Copa do Nordeste ganha um novo slogan, estampado na bola oficial do torneio. Nos últimos três anos foram “Made in Nordeste”, “O Nordeste merece” e “Sangue tipo NE”. Em 2019 a pelota repete a frase de 2017, também em forma de hashtag (#onordestemerece”).

Neste ano, que marca a 6ª versão da bola Asa Branca, a Topper utilizou a base do design visto nos modelos das Séries B, C e D, com mas alguns traços que remetem à região, incluindo o apelido surgido nos últimos anos, “Lampions League”. Embora o Nordestão tenha voltado ao calendário oficial do futebol em 2013, só no ano seguinte a bola passou a integrar o projeto de marketing da copa. No primeiro ano, a bola foi feita pela Nike, a mesma utilizada nas demais competições organizadas pela CBF – sem qualquer detalhe para diferenciar, como ocorre agora.

A partir de 2014 a Liga do Nordeste passou a negociar com as fabricantes, visando um modelo exclusivo. Daí o nome Asa Branca, eleito numa votação popular, que ainda teve Maria Bonita e Arretada como opções. Do contrato firmado com a Penalty saíram três versões, fabricadas em Itabuna, no interior baiano. Em 2016, entretanto, a Asa Branca 3 acabou saindo de cena, mesmo após a apresentação oficial. Com um “contrato mais vantajoso”, como a liga limitou-se a dizer na ocasião, a Umbro ocupou o lugar. Porém, com uma bola genérica, sem traços regionais. Em 2017 a situação foi amarrada de uma forma melhor com a Topper, a atual.

Obs. A produção é estimada em 500 bolas, visando 72 partidas, da fase de grupos à decisão. Por sinal, na final, em 29 de maio, será feita uma versão especial, com os escudos dos finalistas.

Abaixo, relembre todas as bolas oficiais do Nordestão. Qual a mais bonita?


Compartilhe!