Compartilhe!

Foi o 1º gol de Erick nesta volta ao timbu. Ao todo, o 10º gol. Fotos: Caio Falcão/Náutico.

O jogo foi sonolento, com poucas oportunidades. A disputa no Sertão do São Francisco parecia protocolar, com o placar em branco seguindo até o finzinho. Até um lampejo de técnica, de velocidade. Ou seja, numa busca pelo diferencial na partida no Paulo Coelho.

A vitória alvirrubra veio na resposta à melhor chance do mandante, com o Petrolina acertando a trave. Na sequência, aos 43 do segundo tempo, Luanderson recuperou a bola e tocou para o atacante Guillermo Paiva, que substituíra Salatiel. O paraguaio de 22 anos fez uma jogadaça pela ponta esquerda, se desvencilhando de três marcadores e rolando a bola para Erick, livre para a finalização. A cria alvirrubra, um dos principais reforços na temporada, chegou batendo no cantinho, 0 x 1.

Foi a primeira vitória alvirrubra no Campeonato Pernambucano de 2020, construída com um time praticamente reserva. Em reação à formação que havia empatado na quinta-feira, na estreia da Copa do Nordeste, foram nove mudanças – tendo, por exemplo, Jorge Henrique atuando como meia de criação (cansou com 57 minutos em campo). Para o domingo, só permaneceram o zagueiro Ronaldo Alves e o atacante Salatiel, este tentando retomar a confiança – após o gol conta no Clássico dos Clássicos e o pênalti perdido diante do River.

O atacante contratado junto ao Sampaio acabou desperdiçando a chance, dando espaço a um concorrente no ataque. Dominando bem a bola, Paiva conseguiu dar seguimento às jogadas, fazendo fluir um setor quase nulo durante a partida. Se mostrou útil e ajudou nos 3 pontos.

Erick como profissional no Náutico (2017-2020)
42 jogos
10 gols
7 assistências

Escalação do Petrolina (melhor: Nem; piores: 1 João Douglas, 2 Daniel)
Tigre; Nem, Nildo (Montanha, 37/1T), Marcos Arthur e Wallace; Daniel (Ramires, 41/2T), Cícero Matheus e Marquinhos (Cleiton, 22/2T); James Dean, Denis e João Douglas. Técnico: Higor César

Escalação do Náutico (melhores: 1 Erick, 2 Paiva; piores: 2 Salatiel, 2 Jorge Henrique)
Marcão; Bahia, Ronaldo Alves, Diego e Erick Daltro (Itambé, 47/2T); Luanderson, Wagninho e Jorge Henrique (Lucas Paraíba, 12/2T); Erick, Salatiel (Paiva, 14/2T) e Jefferson Nem. Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Histórico geral de Petrolina x Náutico (todos os mandos)
22 jogos
18 vitórias alvirrubras (81,8%)
3 empates (13,6%)
1 vitória sertaneja (4,5%)

A análise do Podcast 45 Minutos (do minuto 24 ao 33):


Compartilhe!