Compartilhe!
  • 27
  •  
  •  
  •  

Rubens Chiri/saopaulofc.net

Seria o duelo entre o time que somou mais pontos após a Copa do Mundo (12) contra o time que somou menos (1). E deu a lógica, com a vitória do líder São Paulo, aplicando 3 x 1 no Sport em plena Ilha. Num jogo no qual os leoninos abusaram dos erros, o primeiro gol acabou sendo do ex-camisa 87, Diego Souza – que pelo rubro-negro marcou 38 gols na Série A.

O gol, aliás, dividiu as reações da torcida do Sport. Já na entrada para o aquecimento, o jogador teve o nome gritado pelas duas torcidas – uma por apoio e outra por reconhecimento. E aos 30 minutos, após uma saída errada de Gabriel, num contragolpe fulminante, o tema voltou com força. O camisa 9 do tricolor paulista marcou e não comemorou, fazendo um ‘coração’ para a torcida do Sport, que respondeu com muitos aplausos e, também, algumas vaias – o tema seria estendido às redes sociais. Acho que a importância de DS deve ser medida (e respeitada) por cada torcedor – particularmente, acho que ele foi a maior referência técnica que passou no clube na década.

De toda forma, esse debate acaba sendo secundário ao fato mais importante, o time atual. Que grita por qualidade técnica e, neste momento, por organização. Obviamente, a missão diante do líder seria indigesta. Mesmo o empate. Porém, a falta de velocidade e inteligência nas jogadas chamou a atenção, assim como a passividade de Claudinei Oliveira. Por sinal, a escalação de Ferreira na cabeça de área, contradizendo os discursos da semana, acabaria sendo o seu último ato de incoerência pelo Sport – após o revés, o técnico pediu demissão. Com o jogo quase decidido, Marlone ainda diminuiu no fim, numa cobrança de falta, só para, em seguida, o time falhar novamente, tomando o terceiro gol num contragolpe de 80 metros.

Com o jejum de 8 rodadas, que vem antes do Mundial, acabou toda a gordura acumulada pelo leão. Completamente inserido na briga contra a queda, o time precisa hoje, primeiramente, voltar a ser competitivo. Para isso, irá para o terceiro treinador ainda no 1º turno….

Escalação do Sport (piores: 1 Ferreira, 2 Gabriel, 3 Fellipe Bastos)
Magrão, Cláudio Winck, Ronaldo Alves, Ernando e Sander; Deivid, Ferreira (Rogério, intervalo), Fellipe Bastos e Gabriel; Carlos Henrique (Marlone, 27/2T) e Rafael Marques (Morato, intervalo)

O jejum de vitórias do leão na Série A (2E e 6D)
1º) 09/06 – Sport 2 x 3 Vasco (São Januário – fora)
2º) 13/06 – Sport 0 x 0 Grêmio (Ilha)
3º) 18/07 – Sport 0 x 1 Ceará (PV -fora)
4º) 22/07 – Sport 1 x 2 Fluminense (Ilha)
5º) 26/07 – Sport 0 x 1 Vitória (Barradão – fora)
6º) 29/07 – Sport 1 x 4 Flamengo (Maracanã – fora)
7º) 05/08 – Sport 1 x 1 Chapecoense (Ilha)
8º) 12/08 – Sport 1 x 3 São Paulo (Ilha)

Histórico geral de Sport x São Paulo (todos os mandos)
52 jogos
10 vitórias pernambucanas (19,2%)
12 empates (23,0%)
30 vitórias paulistas (57,6%)

Histórico de Sport x São Paulo pela Série A (todos os mandos)
40 jogos
8 vitórias pernambucanas (20,0%)
9 empates (22,5%)
23 vitórias paulistas (57,5%) 

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli, Celso Ishigami e Fred Figueiroa)

Rubens Chiri/saopaulofc.net


Compartilhe!
  • 27
  •  
  •  
  •