Compartilhe!
  •  
  • 13
  •  
  •  

Com o gol de Sander, o leão terminou a 4ª rodada fora do Z4. Foto: Anderson Stevens/Sport.

Em termos de elenco, o Grêmio tem um dos times mais fortes desta edição do Brasileirão. O mau início, hoje zerado na tabela, não muda esta visão. Basta ver o trabalho que deu em campo na Ilha do Retiro. No entanto, mesmo inferiorizado tecnicamente, com desfalques importantes como Thiago Neves e Everaldo, o Sport arrancou a vitória. Um resultado que, apesar de suado, vem sendo comum há alguns anos neste duelo.

Nos últimos 11 jogos, todos pele BR, o rubro-negro só perdeu uma vez do tricolor gaúcho – a sequência invicta chegou a 5 jogos. Com este recorte recente, com 7V, 3E e 1D, o leão reduziu a desvantagem histórica de vitórias no confronto, um dos mais duros do clube, de 23 x 7 (-16) para 24 x 14 (-10). E foram resultados essenciais nas últimas campanhas. Em 2020, marcou a primeira vitória com Jair Ventura. Em 2021, a primeira vitória com Louzer. Estilos diferentes, mas conscientes da necessidade de adaptação às dificuldades. Nesta noite, na Ilha, isso pôde ser visto na escalação com três zagueiros, com o objetivo de estancar as derrotas. E mesmo assim o Sport conseguiu ser competitivo no 1T.

Precavido, viu o time gaúcho ter 58% de posse, mas com a circulação da bola sem surtir efeito para encontrar uma brecha entre os zagueiros – embora tenham iniciado com alguma indecisão na perigosa bola aérea. Ofensivamente, o Sport foi um time muito mais ágil que aquele no Castelão. A aproximação da área adversária foi constante, tentando encaixar passes rápidos, além de pressionar a saída de bola. Nessas duas situações, teve duas ótimas chances, mas Hayner (após enfiada de Marquinhos) e Moeccelin (após saída de errada do goleiro) desperdiçaram. Curiosamente, o leão ficou em vantagem – pela primeira vez nesta edição – na bola parada. Na ausência de Thiago Neves, desfalque na noite, a cobrança coube a Sander! Aos 33 minutos, bateu por cima da barreira, com leve desvio em Diego Souza.

No 2T, com a chuva apertando, o Grêmio voltou modificado e trabalhou a bola bem melhor. Se na primeira metade o leão ficou à frente no scout de finalizações, com 6 x 5, na retomada foi 9 x 4 para os gaúchos, que exigiram bastante de Mailson, seguro. Além disso, o visitante promoveu a reestreia de Douglas Costa, a principal contratação do BR. Atacou justamente no setor de Sander, que viu o rápido atacante limpar algumas jogadas. Porém, num desafio técnico enorme, o lateral-esquerdo do Sport se saiu bem. Na antecipação (forçando o cartão amarelo em dois adversários), na saída de bola e na força física até o minuto 52, quando rasgou a última bola. Além do gol da vitória por 1 x 0, uma partida tática e tecnicamente muito boa de Sander, cuja passagem é feita de altos e baixos na Ilha. Hoje, fez o seu melhor jogo.

Sport em 4 rodadas na Série A de 2021
Mandante (2 jogos, 3 pts e 50.0%): 1V, 0E e 1D
Visitante (2 jogos, 1 pt e 16.6%): 0V, 1E e 1D

O desempenho do leão nos 4 primeiros jogos na Série A (pontos corridos)
2007 – 4 pontos (1V, 1E e 2D; 13º lugar)
2008 – 5 pontos (1V, 2E e 1D; 10º lugar)
2009 – 2 pontos (0V, 2E e 2D; 18º lugar)*
2012 – 5 pontos (1V, 2E e 1D; 11º lugar)*
2014 – 7 pontos (2V, 1E e 1D; 6º lugar)
2015 – 8 pontos (2V, 2E e 0D; 2º lugar)
2016 – 1 ponto (0V, 1E e 3D; 20º lugar)
2017 – 4 pontos (1V, 1E e 2D; 15º lugar)
2018 – 7 pontos (2V, 1E e 1D; 8º lugar)*
2020 – 4 pontos (1V, 1E e 2D; 16º lugar)
2021 – 4 pontos (1V, 1E e 2D; 11º lugar)
* Caiu de divisão

Escalação do Sport (melhores: Sander, Marcão e Sabino)
Maílson; Rafael Thyere, Maidana e Sabino; Hayner (Tréllez, 22/2T), Sander, Marcão e Thiago Lopes (Zé Welison, 22/2T); Paulinho Moccelin (Patric, 16/2T), André (Neilton, 39/2T) e Marquinhos (Gustavo, 16/2T). Técnico: Umberto Louzer

Escalação do Grêmio (melhor: Bobsin; piores: Cortez e Jhonata)
Paulo Victor; Rafinha, Geromel, Kannemann e Cortez (Diogo Barbosa, intervalo); Thiago Santos (Victor Bobsin, intervalo), Matheus Henrique (Jean Pyerre, 33/2T) e Jhonata Robert; Luiz Fernando (Douglas Costa, 17/2T), Diego Souza e Ferreira (Ricardinho, 28/2T). Técnico: Tiago Nunes

Histórico geral de Sport x Grêmio (todos os mandos)
53 jogos
14 vitórias rubro-negras (25,9%)
15 empates (28,3%)
24 vitórias gaúchas (45,2%)

Histórico de Sport x Grêmio pela Série A (todos os mandos)
46 jogos
13 vitórias rubro-negras (28,2%)
12 empates (26,0%)
21 vitórias gaúchas (45,6%)

A análise do Podcast 45 Minutos sobre a partida (do tempo 0h14 até 1h25):

Abaixo, assista ao gol da partida, através do perfil oficial do Sport no Twitter.


Compartilhe!
  •  
  • 13
  •  
  •