Compartilhe!

Voltando de suspensão, Hernanes teve uma atuação discreta no MT. Foto: Anderson Stevens/Sport.

A 26ª rodada parecia perfeita, abrindo a possibilidade de saltar do 18º lugar, no Z4, para o 15º lugar, já na zona de classificação à Sul-Americana. Para isso, o Sport precisaria vencer o Cuiabá, fora. Ainda que estivesse empolgado pelos resultados recentes, o empate não seria um mau resultado. E o time não jogou neste condição. Jogou com uma estratégia montada, controlando boa parte da partida na Arena Pantanal, até cometer um erro que infelizmente não é um caso isolado no clube. Lance fatal para a derrota, mantendo o leão na zona de rebaixamento.

Mesmo com 41% de posse, o leão fez um bom 1T, variando o jogo. Começou com a marcação alta e depois passou a esperar o adversário. Nas duas situações, sem abdicar do ataque. Inclusive, teve as melhores chances, com Mikael muito ligado na noite toda e ainda teve um gol de Gustavo anulado por um impedimento de Marcão, por interferência – decisão semelhante àquela do jogo passado, com Thyere “anulando” o gol de Sabino.

No 2T, Jorginho promoveu uma mudança tripla aos 15 minutos, e o mandante melhorou as ações ofensivas, passando a exigir de Maílson, mas só em chutes de fora da área – o goleiro defendeu três lances com tranquilidade. Num jogo sob controle pelo ponto de vista do Sport, com o Cuiabá – há cinco jogos sem vencer – tendo dificuldade para invadir a área pernambucana, Sander cometeu um pênalti infantil aos 21 minutos, quase na linha da área.

Foi uma chegada completamente atabalhoada, como já havia feito em outras oportunidades, com se faltasse freio ou, o básico, senso de localização, pois uma jogada daquela não costuma resultar em nada de positivo. Dali saiu o gol de pênalti do ex-rubro-negro Élton, um dos acionados. Com o 1 x 0, o Cuiabá recuou e não deu muito espaço para reação do Sport, que ainda teve duas cabeçadas de Mikael. Com o revés, quase sem tempo de recuperação, pois já joga domingo em São Lourenço, contra o Santos, o leão segue bastante pressionado na tabela. Desta vez, a pressão real foi dentro do próprio time, numa derrota dura.

Sport em 26 rodadas na Série A de 2021
Mandante (13 jogos, 13 pts e 33.3%): 3V, 4E e 6D
Visitante (13 jogos, 13 pts e 33.3%): 3V, 4E e 6D

A comparação da campanha com as permanências do leão na Série A após 26 jogos
1º) 2008 – 39 pontos (11V, 6E e 9D; 10º lugar)
2º) 2015 – 37 pontos (8V, 13E e 5D; 10º lugar)
3º) 2007 – 36 pontos (10V, 6E e 10D; 9º lugar)
3º) 2014 – 36 pontos (10V, 6E e 10D; 9º lugar)
5º) 2016 – 30 pontos (8V, 6E e 12D; 14º lugar)
5º) 2017 – 30 pontos (8V, 6E e 12D; 17º lugar)
7º) 2020 – 29 pontos (8V, 5E e 13D; 15º lugar)
8º) 2021 – 26 pontos (6V, 8E e 12D; 18º lugar)

Escalação do Cuiabá (melhores: Elton e Auremir)
Walter; João Lucas, Paulão, Alan Empereur e Uendel; Auremir, Pepê (Felipe Marques, 15/2T) e Camilo (Cabrera, 15/2T); Clayson (Marllon, 36/2T), Jenison (Elton, 15/2T) e Max (Yuri Lima, 29/2T). Técnico: Jorginho

Escalação do Sport (melhor: Mikael; piores: Sander, Zé Weliston e Moccelin)
Maílson; Ewerthon, Sabino, Chico e Sander; Marcão, Zé Welison, Hernanes (Tréllez, 25/2T), Everaldo (Paulinho Moccelin, intervalo) e Gustavo (Everton Felipe, 36/2T); Mikael. Técnico: Gustavo Florentín

Os quatro confrontos oficiais na história (1V do leão, 2E e 1V do dourado)
1º) 15/07/2019 – Cuiabá 1 x 1 Sport (Arena Pantanal), Série B
2º) 14/10/2019 – Sport 2 x 0 Cuiabá (Ilha do Retiro), Série B
3º) 27/06/2021 – Sport 0 x 0 Cuiabá (Ilha do Retiro), Série A
4º) 14/10/2021 – Cuiabá 1 x 0 Sport (Arena Pantanal), Série A

A análise do Podcast 45 Minutos sobre a partida (do tempo 0h01 até 0h31):

Abaixo, assista aos gols da quinta-feira, através do perfil oficial do Brasileirão no Twitter.


Compartilhe!